Coronavírus: é seguro
viajar de avião?
Coronavírus: é seguro
viajar de avião?

Publicado em: 19/03/2020 - 12:06

Entenda os riscos de voar em tempos de pandemia 

O novo Coronavírus mexeu fortemente também com os voos no Brasil e no mundo. 

Quem tem viagem de avião marcada deve rever essa ideia.

“Não somente o paciente oncológico, mas qualquer pessoa, neste momento de surto do Covid-19, deve evitar viagens desnecessárias”, afirma Daniel Garcia, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center. 

O vírus é transmitido pelo contato das mãos com os olhos ou via aérea, ao tocar o mesmo lugar que uma pessoa infectada tocou, respirar o mesmo ambiente dela ou ter o contato próximo.

Esse contato próximo, de acordo com o Ministério da Saúde, é estar a 2 metros de um paciente com suspeita de Coronavírus, dentro da mesma sala ou área de atendimento, por um período prolongado e sem equipamento de proteção individual. 

“Sabemos que, ao pegar o avião, o paciente vai estar num ambiente fechado e se expor a várias pessoas, assim, pode sofrer o contágio do vírus ou, eventualmente, já estar doente e passar para outras pessoas, daí a recomendação de se evitar”, acrescenta o Dr. Daniel. 

A medida cabe sobretudo àquelas pessoas que são acompanhantes de pacientes imunodeprimidos ou idosos.


Recomendação da ANS

Se você viajaria por ter alguma consulta, exame ou cirurgia marcada, converse com seu médico, já que, na tarde de 17 de março, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) soltou um comunicado que orienta as pessoas a adiar consultas, exames e cirurgias que não sejam de urgência. 


Mais Coronavírus
- Como se proteger
- Coronavírus e o paciente oncológico

- Nova política para visitas e acompanhantes
- Recomendações importantes
- Dúvidas mais frequentes
- O que é
- Estudo avalia relação do Coronavírus com o câncer