Outubro Rosa: tudo o que você queria saber sobre amamentação e câncer de mama

Outubro Rosa: tudo o que você queria saber sobre amamentação e câncer de mama

Publicado em: 06/10/2020 - 08:10:03
Foco do paciente
Tratamento
Hábitos saudáveis
Tumores de Mama
Linha Fina

A amamentação, além de ser um grande ato de amor, traz vários benefícios para a mãe e o bebê e ainda pode prevenir o surgimento de um câncer

 

Durante o aleitamento, as células da mama se renovam o tempo todo e há uma grande alteração hormonal muito complexa. Isso ajuda a diminuir o risco de um câncer de mama em até 4,3% a cada 12 meses de amamentação.

Algumas pesquisas ainda apontam que o ato de amamentar também pode diminuir o risco de câncer de mama na pós-menopausa. Quanto mais tempo a mãe amamenta, menores são as chances de se desenvolver um tumor no futuro.

Para explicar um pouco mais sobre esse tema, convidamos a médica oncologista Solange Moraes Sanches, vice-líder do Centro de Referência em Tumores da Mama do A.C.Camargo Cancer Center.

Amamentação e câncer de mama

“A gravidez não atrapalha o prognóstico oncológico, desde que o câncer de mama seja adequadamente tratado. Alguns artigos científicos, inclusive, sugerem que pacientes que engravidam após o tratamento podem ter melhor evolução. A amamentação pode proporcionar uma proteção extra”, explica a doutora.

Caso a paciente seja diagnosticada com câncer durante a amamentação, os cuidados devem ser redobrados e acompanhados pelo médico(a) especialista.

“Durante o tratamento oncológico, a mulher não pode amamentar em hipótese alguma, sob risco de passar a medicação pelo leite e chegar até o bebê. Dessa forma, tanto o(a) médico(a) quanto a mãe devem pensar em formas alternativas para alimentação saudável do bebê, seja por banco de leite ou suplementos indicados pelo pediatra”, diz.

Já tive câncer de mama. Posso amamentar?

Algumas mulheres que já foram diagnosticadas com câncer de mama e estão em seguimento podem fazer o aleitamento. 

“Pacientes que retiraram uma das mamas (mastectomia) e têm a outra sem alteração podem amamentar. Em mulheres que fizeram a retirada parcial da mama, pode depender do tipo do tipo de cirurgia realizada e como ele se manifestou. Mas, se os dutos que levam o leite até o mamilo não tiverem sofrido alteração, a amamentação ocorre naturalmente”, diz.

Centro de Referência de Tumores da Mama

O A.C.Camargo possui um centro de referência dedicado ao diagnóstico, tratamento e à reabilitação das pacientes diagnosticadas com câncer de mama.

É um atendimento global e personalizado, desde o diagnóstico preciso, passando pelo planejamento individualizado do tratamento, recursos para reabilitação física e emocional de cada paciente até a retomada da rotina pessoal e profissional.

Para saber mais sobre o Centro de Referência de Tumores da Mama, clique aqui.

Solange Moraes Sanches

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Paciente oncológico: ciclos de superação para elevar a autoestima
O paciente oncológico e as pessoas que vivem ao redor dele precisam trocar experiências, vivências, ideias. Com esta proposta, assista ao nosso bate-papo do grupo de apoio Amor à Vida. O tema foi Ciclos de Superação para Elevar a Autoestima. O Grupo Amor à Vida...
Obesidade e a prevenção do câncer
Estimativas mostram que cerca de 600 mil brasileiros receberão o diagnóstico de câncer em 2017. E, cada vez mais, os estudos revelam que nossos hábitos podem influenciar na saúde. Com o câncer não é diferente. Tabagismo, obesidade, infecção por HPV estão entre os fatores de...
Cirurgia Oncológica: saiba como é a residência neste vídeo
A residente Marina Canal encontrou a formação desejada no A.C.Camargo Cancer Center; assista a este capítulo da série Os Bastidores da Luta contra o Câncer e compreenda melhor essa especialidade Cirurgia Oncológica é uma paixão arrebatadora. No começo da faculdade de Medicina, porém, Marina Canal...
Combinar medicamentos se mostra eficaz para pacientes com câncer de pulmão que não respondem às terapias disponíveis
Na conferência Magna do Next Frontiers to Cure Cancer na sexta, 17, evento promovido pelo A.C.Camargo Cancer Center, o cientista Yosef Yarden, do Instituto Weizmann de Ciências, de Israel, falou sobre estudos que buscam tratamentos mais eficazes para os pacientes com tumores malignos de pulmão...
Mieloma múltiplo: entenda mais sobre esse tipo de câncer da medula óssea
O mieloma múltiplo é o câncer de um tipo de célula da medula óssea chamada de plasmócito, responsável pela produção de anticorpos que combatem vírus e bactérias. No mieloma múltiplo, os plasmócitos são anormais e se multiplicam rapidamente, comprometendo a produção das outras células do...