Imunoterapia para o câncer de mama triplo negativo metastático

Publicado em: 01/06/2020 - 16:06:30

Por Solange Sanches, oncologista clínica e vice-coordenadora do Centro de Referência em Tumores da Mama

O uso da imunoterapia, que já demonstrou seu papel extremamente divisor de águas no tratamento de vários tipos de tumores, como pulmão, bexiga e cabeça e pescoço, também vem começando a mostrar seu benefício a determinados subtipos de câncer de mama.

Neste estudo, o Keynote-355, a utilização da imunoterapia, no caso uma medicação chamada Pembrolizumabe associada à quimioterapia, foi comparada ao uso somente da quimioterapia em tumores de mama triplo negativos metastáticos – estes, casos que nunca haviam recebido tratamento para doença metastática.

O que se viu foi uma diferença significativa: redução de 35% no risco de progressão da doença para aquelas pacientes que receberam Pembrolizumabe associado à quimioterapia. Estas também tinham um PD-L1 positivo. Trata-se de uma contagem que se faz das células que têm uma capacidade imune, tanto no tumor como nas células em volta.

Então, quem tinha um score maior do que 10, chegou a ter 9,7 meses de tratamento até que 50% delas progredissem, versus 5,6 meses de quem fez apenas quimioterapia – uma diferença de quatro meses em sobrevida livre de progressão.

Para se ter uma ideia, isso quer dizer que, em 12 meses, 23% das mulheres que receberam apenas a quimioterapia estavam sem progressão da doença, versus 39% das que fizeram uso do Pembrolizumabe associado à quimioterapia.

Quanto àquelas pacientes que já haviam realizado tratamento adjuvante antes de se tornarem metastáticas, embora esse subgrupo seja pequeno, a gente sabe que as que recidivaram com menos de 12 meses não tiveram tanto benefício como as mulheres que recidivaram depois de 12 meses do término do tratamento adjuvante, ou que abriram o quadro já  metastáticas.

Solange Moraes Sanches

Saiba mais:
- Acompanhe aqui o melhor do ASCO Annual Meeting 2020

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

O papel do enfermeiro navegador e seu impacto na jornada oncológica
Durante a jornada oncológica, pacientes do A.C.Camargo Cancer Center podem contar com a expertise dos enfermeiros navegadores. São profissionais altamente especializados em oncologia que atuam como um elo entre o paciente e todas as equipes (assistenciais e administrativas), desenvolvendo um trabalho fundamental para melhorar os...
"O homem não pode se descuidar de jeito nenhum!"
Sou Carlos Levy, tenho 75 anos, funcionário público aposentado e pai de cinco filhos. Também sou avô dos meus quatro queridos netos e casado com o amor da minha vida, Amália. Desde meus 50 anos tenho um compromisso comigo mesmo: fazer meus exames periódicos. Sigo...
2020, O Ano do Profissional de Enfermagem
Saiba mais sobre essa especialidade vital para o cuidado. Clique aqui caso tenha problemas para acessar o vídeo abaixo. video { width: 100%; height: auto; }
21/09: Dia Mundial do Doador de Medula Óssea
Em 21 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, que tem como objetivo a conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. O procedimento servirá para o transplante, um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente...
7 passos para pacientes com câncer manterem a mente calma
Pacientes com câncer são afetados em qualquer idade. Existem, porém, formas de eles se manterem calmos e positivos, conforme se vê nas dicas abaixo. São ideias que valem não apenas para quem está em tratamento, mas também para quem faz parte desses pacientes com câncer...