Genômica, a ciência que faz diferença

Publicado em: 19/11/2019 - 16:11:58
Pesquisa
Tratamento
Genética
Tumores do Pulmão e Tórax

 

Assista ao vídeo e entenda melhor como ela contribui para o combate ao câncer

A Genômica é uma prova que, ao longo dos anos, os avanços científicos não apenas proporcionaram um maior número de tratamentos contra o câncer, mas também uma maior personalização, que considera as peculiaridades de cada pessoa.  

No A.C.Camargo Cancer Center, cientistas e médicos dedicam-se a estudar os genes dos pacientes e de seus tumores para identificar alterações associadas ao câncer. Isso apoia o aconselhamento genético e o diagnóstico de síndromes que aumentam o risco de um tumor. 

Entre as doenças genéticas conhecidas que aumentam a chance de desenvolver câncer estão: Síndrome de Li-Fraumeni, Síndrome de Câncer de Mama e Ovário Hereditários, Síndrome de Lynch, Melanoma Familial, entre outras.

Para identificar essas doenças, a Instituição disponibiliza alguns testes genéticos:
•    Teste dos genes BRCA1 e BRCA2 – indicado para suspeita de Síndrome de Câncer de Mama e Ovário Hereditários 
•    Teste do gene TP53 (Síndrome de Li-Fraumeni) – indicado para suspeita de síndrome de predisposição a múltiplos tumores, casos de mama e sarcomas 
•    Teste dos genes de reparo (MLH1, MSH2, PMS2, MSH6) – suspeita de Síndrome de Câncer Colorretal e Endométrio Hereditários

Esses testes são indicados para pacientes com vários casos de câncer na mesma família ou com câncer em idade mais precoce que a usual, além de tumores múltiplos de origens diferentes. O mais importante é que as pessoas com suspeita de síndromes hereditárias passem por uma avaliação com um especialista em Oncogenética.


A Genômica na personalização do tratamento

Para o paciente em tratamento de câncer, identificar alterações genéticas associadas ao tumor é extremamente importante. Com essa informação em mãos, o oncologista clínico pode indicar o tratamento com as chamadas terapias-alvo, que agem em moléculas específicas do tumor, ou determinar a necessidade de um tratamento que seja ou não mais agressivo. 

É possível acompanhar a resposta ao tratamento com as chamadas biópsias líquidas, um exame realizado com fluidos do corpo, sem necessidade de se submeter a uma nova biópsia cirúrgica.

Com a biópsia líquida, o médico pode acompanhar a evolução da doença verificando a presença de algum fragmento do tumor – DNA, célula, entre outros – nos fluidos do corpo. O acompanhamento pode evitar medicamentos que o paciente desenvolveu resistência.

Veja este vídeo da série Ciência que faz Diferença e entenda melhor como funciona a Genômica no A.C.Camargo Cancer Center:

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Dia Mundial do Câncer de Rim: terapia-alvo é um dos pilares do tratamento
Publicada na Urologic Oncology, a pesquisa identificou biomarcadores tumorais que determinam se esse procedimento é indicado Um estudo realizado no A.C.Camargo reuniu uma das maiores quantidades de casos de metástases de tumores de rim já publicadas na literatura mundial. Esse trabalho foi veiculado na revista...
Podcast Rádio Cancer Center #47 - Quimioterapia e Mulheres
Podcast Radio Cancer Center: no episódio #47, o jornalista Bruno Favoretto e Gustavo Fiorin, do Ensino, bateram um papo com a Dra. Solange Sanches, médica oncologista, e com a Gisele de Oliveira Pereira, enfermeira oncologista do A.C.Camargo Cancer Center sobre quimioterapia e mulheres. Quais as...
Microbioma, a ciência que faz diferença
Assista ao vídeo e entenda como bactérias, vírus e fungos podem interferir na prevenção e no tratamento do câncer Dentro do corpo humano vive uma série de microrganismos, a chamada microbiota. São bactérias, vírus e fungos que interferem positiva ou negativamente na nossa saúde. O...
Um novo olhar para o tratamento do câncer em adolescentes e jovens adultos
O tratamento oncológico caminha para a organização de uma nova área: o câncer em Adolescente e Adulto Jovem, já conhecido pelos especialistas como AYA, do inglês Adolescent and Young Adult. Trata-se de um novo segmento para atender pacientes na faixa etária de 12 a 30...
Oncologistas clínicos do A.C.Camargo são selecionados para Programa de Mentoria da ASCO, a Sociedade Americana de Oncologia Clínica
Dois médicos titulares do A.C.Camargo Cancer Center foram selecionados para o programa de mentoria da ASCO, a American Society of Clinical Oncology (Sociedade Americana de Oncologia Clínica). Receberam essa honraria os oncologistas clínicos Fernando Augusto Batista Campos e Marcelle Goldner Cesca. O que é a...