Estudo RAPIDO: foco no tratamento do carcinoma de reto localizado

Publicado em: 01/06/2020 - 12:06:04
Pesquisa
Tratamento
Radioterapia
Tumores Colorretais

Por Celso Abdon Lopes de Mello, oncologista clínico, com a colaboração da médica da radioterapia Maria Leticia Gobo, ambos do A.C.Camargo Cancer Center

Os resultados do estudo RAPIDO estavam sendo bastante aguardados.

Os pacientes com carcinoma de reto distal de alto risco são tratados hoje com quimiorradioterapia neoadjuvante, seguida de cirurgia e quimioterapia adjuvante. 

A chance de ocorrer uma recidiva local do tumor é relativamente baixa nos dias atuais, nos melhores centros. 

Porém, a recidiva à distância (ou metástase) é frequente em tumores de alto risco. 

Este estudo avaliou uma estratégia que já vinha sendo empregada em alguns cenários, que é a radioterapia hipofracionada de curta duração (short course). Em vez de cinco semanas, a radioterapia é empregada em uma semana. 

Estudo anteriores mostraram que, aparentemente, a radioterapia administrada em short course não era inferior à de cinco semanas. 

Além disso, o braço experimental também empregou a quimioterapia pré-operatória. 

Em resumo, o braço experimental foi tratado com radioterapia na dose de 5Gy x 5 dias seguido de quimioterapia com FOLFOX x 9 ciclos ou CAPOX x 6 ciclos – e, por último, a cirurgia. 

O que se observou foi uma menor recidiva da doença (falha ao tratamento relacionada com a doença), ou seja, 7% menos recidiva da doença em termos absolutos; o resultado também mostrou que esta estratégia aumentava significativamente a taxa de resposta patológica completa: de 14% para 28%. 

Os dados de sobrevida global ainda não foram avaliados. 

Além da maior efetividade dessa estratégia, outra vantagem é a maior praticidade, pois reduz o tempo do tratamento, com menos deslocamento para realizar a radioterapia em cinco semanas, menos tempo afastado do trabalho etc. 

Em tempos de Covid-19, esta estratégia minimiza significativamente a exposição do paciente ao ambiente hospitalar.

Este é um importante estudo que, certamente, em breve deverá mudar a prática e tornar-se um novo padrão para pacientes com tumores de reto baixo que apresentam alto risco de recidiva. 

Celso Abdon Lopes de Mello e o câncer colorretal

Maria Leticia Gobo Silva

Saiba mais:
- Acompanhe aqui o melhor do ASCO Annual Meeting 2020

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Microbioma versus resposta imune de pacientes TMO e com leucemia
Profissionais do A.C.Camargo e do MD Anderson irão estudar infecções por vírus respiratórios nesses casos onco-hematológicos Avaliar o microbioma e a resposta imune dos pacientes transplantados de medula óssea (TMO) e com leucemia durante as infecções deles por vírus respiratórios. Eis o foco de um...
Podcast #50 - A diferença entre um hospital geral e um Cancer Center
A integração de diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa do câncer é o modelo adotado no A.C.Camargo Cancer Center, assim como nos principais Cancer Centers do mundo. Uma evolução do conceito de saúde em oncologia para aprofundar constantemente o conhecimento sobre a doença e gerar inovação...
Pesquisa desenvolvida por química brasileira mostra que espectrometria de massas pode evitar cirurgias de tireoide
Lívia Eberlin, da Universidade do Texas, apresentou estudo que mostra a eficácia da espectrometria na análise dos nódulos de tireoide, evitando cirurgias desnecessárias Metade dos norte-americanos apresentam nódulos na tireoide antes dos 60 anos e mais de 90% deles são benignos. Com isso, a grande...
Cientistas brasileiros lideram estudo que pode revolucionar o tratamento do câncer de próstata
Um estudo iniciado há mais de cinco anos no MD Anderson Cancer Center, em Houston, Estados Unidos, por um grupo de pesquisadores de diversos países, entre eles três brasileiros, acaba de ter suas conclusões publicadas em uma das principais revistas científicas internacionais, o PNAS (Proceedings...
Conheça o TrueBeam, um equipamento de alta tecnologia em radioterapia
Esse acelerador linear de última geração permite tratar o paciente com menor grau de toxicidade e maior precisão O TrueBeam é um acelerador linear de alta precisão que vem acoplado com um equipamento que captura imagens, o Conebeam. Ou seja: a cada sessão de radioterapia...