Câncer renal: pesquisa de aluno do A.C.Camargo Cancer Center é reconhecida internacionalmente

Publicado em: 04/03/2020 - 17:03:19
Pesquisa
Tratamento
Efemérides
Tumores Urológicos

Adriano Beserra analisou o desenvolvimento de tumores renais a partir de xenoenxertos em camundongos

Câncer renal: um estudo sobre desenvolvimento de tumores malignos a partir de xenoenxertos em camundongos foi reconhecido pelo International Kidney Cancer Coalition, o IKCC (Coalizão Internacional do Câncer de Rim, em tradução livre). A pesquisa foi feita pelo aluno Adriano Beserra, do Centro Internacional de Pesquisas (CIPE) do A.C.Camargo Cancer Center.

É um trabalho que vai de encontro ao Dia Mundial do Rim, lembrado em 12 de março, uma data que marca a conscientização para o tratamento dessa enfermidade.

O projeto começou em 2016 e visa descobrir biomarcadores de prognóstico em tumores renais usando xenoenxertos derivados de pacientes, conhecidos como PDX. Ou seja, o estudo analisa indicadores de severidade do tumor nos primeiros estágios do diagnóstico.

Esses biomarcadores podem estar presentes em vesículas extracelulares, estruturas produzidas por células que são capazes de alcançar a corrente sanguínea e que carregam informações genéticas da célula de origem. A proposta do estudo é ver se essas informações podem ser utilizadas para indicar quais casos de tumores renais têm mais chances de reincidir, por exemplo.


Resultados impressionaram

A partir da pesquisa, foi identificado que tumores com características mais agressivas possuem mais chances de gerarem os xenoenxertos necessários para o estudo. A surpresa surgiu com o fato de que quase metade dos PDX obtidos veio de tumores menos agressivos. Isso permitirá estudar, no futuro, o comportamento desse tipo de câncer.

Para Adriano Beserra, o projeto “representa uma importante ferramenta para a oncologia personalizada, pois simula grande parte das características presentes em tumores humanos, o que permite estudar os tumores paciente a paciente”, diz.

Diante disso, é possível pesquisar a especificidade da progressão tumoral em pacientes com tumores renais. E, a partir de análises, identificar o melhor tratamento de pacientes específicos.

“Estamos desvendando características ainda pouco conhecidas de um tumor que atinge muitas pessoas. Entender como um determinado processo tumoral ocorre nos permite pensar em maneiras de tratar e melhorar a saúde da pessoa afetada por esta doença”, diz Dr. Tiago Góss dos Santos (foto), orientador da pesquisa e membro do Centro Internacional de Pesquisa (CIPE). O estudo também é coordenado pela Dra. Vilma Martins e pelo Dr. Stênio Zequi, head do Centro de Referência de Tumores Urológicos e membro do Medical Advisory Board do IKCC.

Doutor Tiago Góss e o câncer renal

Como reconhecimento, o IKCC cobrirá os custos do Adriano para a participação na reunião anual da cúpula global da instituição, que ocorrerá na Europa e discutirá as melhores práticas para o tratamento do câncer renal. Ele continua seus estudos no A.C.Camargo Cancer Center, que devem se estender para o decorrer dos próximos quatro anos.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Vídeo: novidades e evoluções no tratamento do câncer de cabeça e pescoço
O tratamento do câncer, de forma geral, evoluiu muito nos últimos anos, inclusive para tumores de Cabeça e Pescoço. Com uma equipe multidisciplinar envolvida no tratamento, o paciente pode contar com a melhor abordagem. Neste vídeo, o oncologista clínico especialista em tumores de Cabeça e...
Um balanço dos nossos cientistas que estiveram no AACR 2018, congresso com o que há de mais inovador em pesquisa do câncer
Novas tecnologias, ênfase na imunoterapia, união da engenharia e da física com a medicina, bancos de dados muito complexos: tudo aponta para tratamentos cada vez mais individualizados. Um grupo de especialistas aqui da Instituição (Dra. Vilma Martins, Superintendente de Pesquisa; Drs. Tiago Góss, Ludmilla Chinen...
Radioterapia feita durante a cirurgia pode evitar volta de tumores digestivos e ginecológicos
Destacado em periódico internacional, estudo identificou que o procedimento garantiu sobrevida a pacientes Pessoas cujos tumores retornaram após a realização de um tratamento costumam apresentar limitações para se submeterem a novas terapias. Uma forma de virar esse jogo, de acordo com um estudo realizado no...
Seis dicas para aliviar a mente e manter o paciente confortável durante a sessão de quimioterapia
A quimioterapia é uma das mais importantes formas de tratamento do câncer, que utiliza medicamentos para destruir ou inibir o desenvolvimento de células tumorais. Pode ser aplicada por via oral ou de forma intravenosa, ou seja, diretamente na veia por meio de cateteres. Como o...
Atividade física e câncer: preparação pré-cirúrgica traz inúmeras vantagens aos pacientes
Atividade física e câncer. Nem todos sabem, mas o bom condicionamento físico pode contribuir de forma significativa para o sucesso de uma cirurgia de tumores no aparelho digestivo alto – por exemplo, no fígado, pâncreas, esôfago e estômago. Essa já é uma recomendação praticada pelo...