Ilustração de um rim com o laço da campanha Novembro Azul

Câncer de rim: pesquisa do A.C.Camargo recebe prêmio internacional

Publicado em: 19/11/2020 - 06:11:00
Linha Fina

Neste Novembro Azul, conheça a técnica inovadora que analisa tumores com base em xenoenxertos em camundongos, ferramenta importante para a oncologia personalizada 

Câncer de rim: uma pesquisa do A.C. Camargo Cancer Center sobre o desenvolvimento de tumores malignos a partir de xenoenxertos em camundongos foi premiada pela International Kidney Cancer Coalition (em tradução livre, Coalizão Internacional do Câncer de Rim), conhecida como IKCC.

O estudo, que foi realizado pelo aluno Adriano de Oliveira Beserra, do Centro Internacional de Pesquisas (CIPE) do A.C. Camargo, teve a orientação do Dr. Tiago Goss dos Santos, membro do CIPE, e também contou com a colaboração do Dr. Stênio Zequi, líder do Centro de Referência em Tumores Urológicos e membro do Medical Advisory Board da IKCC.

“Anualmente, o comitê da IKCC premia um trabalho de um pesquisador envolvendo o câncer renal. Este ano foi a nossa vez”, conta Adriano Beserra. 

Nesta quinta-feira (19/11), ele apresentou o estudo durante o Congresso Anual da IKCC – que aconteceria em Singapura, em abril deste ano, mas, devido à pandemia, ocorre de forma virtual. 


Possibilidade de novos tratamentos e marcadores de resposta a terapia  

O projeto, que começou em 2016, investiga biomarcadores de prognóstico em tumores renais usando xenoenxertos, que são implantes de células tumorais de pacientes inseridos em modelos animais, conhecidos como PDX. 

Em resumo, esses modelos permitem reproduzir um modelo tumoral que permite desvendar os mecanismos associados a doença, testar diferentes terapias e biomarcadores associadas a resposta a tratamento. 

Alguns desses biomarcadores podem estar presentes em vesículas extracelulares derivadas do tumor que são liberadas no sangue e que carregam informações moleculares da célula tumoral. Estas são ferramentas importantes para sinalizar quais casos de câncer de rim têm maior risco de recidiva  e qual seria a medicação mais adequada.


Oncologia personalizada

“O projeto representa uma importante ferramenta para a oncologia personalizada, pois simula grande parte das características presentes em tumores humanos, o que permite estudar o câncer de rim paciente a paciente”, explica Adriano de Oliveira Beserra

“Estamos desvendando características ainda pouco conhecidas de um tumor que atinge muitas pessoas. Entender como um determinado processo tumoral ocorre nos permite pensar em maneiras de tratar e melhorar a saúde da pessoa afetada pela doença”, analisa o Dr. Tiago Goss.

O trabalho abre perspectivas para se pesquisar a especificidade da progressão tumoral em pacientes com tumores renais. E, a partir de análises, identificar o melhor tratamento para cada ser humano.

Adriano de Oliveira Beserra, homem branco de jaleco do A.C.Camargo
"
O projeto representa uma importante ferramenta para a oncologia personalizada, pois simula grande parte das características presentes em tumores humanos, o que permite estudar o câncer de rim paciente a paciente
Adriano de Oliveira Beserra, aluno do Centro Internacional de Pesquisas (CIPE) do A.C.Camargo

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A bebida alcoólica eleva o risco de um câncer de boca?
A bebida alcoólica pode ser, sim, um fator de risco para o desenvolvimento de um câncer. Essa associação ocorre não apenas para um tumor de cabeça e pescoço, como boca, faringe e laringe. O álcool também pode implicar problemas no esôfago, mama e intestino grosso...
Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV
Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe O papilomavírus humano (HPV) é um vírus que...
Podcast Rádio Cancer Center #18 - Julho Verde: sinais e sintomas do câncer de tireoide
Julho Verde: você já ouviu falar dessa campanha? Ela é a bandeira do mês de conscientização mundial sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço. O câncer de tireoide é um dos mais comuns: as projeções do Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que...
Podcast Rádio Cancer Center #17 - Câncer de pele: atenção aos sinais e sintomas
Uma conversa para aprender a reconhecer os alertas que pedem uma consulta médica Câncer de pele: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) classifica o tumor cutâneo não melanoma como o mais frequente no Brasil, correspondendo a cerca de 30% de todos os cânceres malignos registrados...
Podcast Rádio Cancer Center #16 - Os sinais e sintomas do câncer de mama
Câncer de mama: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 66.280 novos casos para cada ano do triênio 2020-2022. Assim, é vital que as pessoas se atentem a sinais e sintomas e, ao notá-los, procurem ajuda médica. Com a palavra, o Doutor Renato Cagnacci Neto...