Câncer de mama em homens - Fique atento

Publicado em: 19/02/2018 - 21:02:00
Notícias

Sim, homens também podem ter câncer de mama. Eles têm glândulas mamárias e hormônios femininos, ainda que em quantidade pequena. "A mama masculina é um órgão pequeno; o câncer de mama em homens é bem mais raro, mas acontece", explica a Dra. Fabiana Makdissi, Diretora do Departamento de Mastologia.

Dos casos de câncer de mama, 1% é masculino. Para cada 100 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, há 1 homem com o mesmo diagnóstico.

Normalmente, ele aparece em homens mais velhos, acima dos 60 anos, e pode ser mais frequente em homens cujas famílias apresentam muitos casos de câncer de mama (mesmo que em mulheres) e câncer de ovário.

Diagnóstico

Justamente por ser mais raro, não existe rastreamento de câncer de mama (ou seja, não fazemos mamografia de rotina neles), a não ser que cheguem ao médico com alguma queixa na mama. Portanto, o mais importante: que cada homem preste atenção ao seu corpo.

Ao primeiro sinal de uma caroço na mama, ou inchaço próximo do mamilo, ou secreção pelo mamilo, é bom agendar um médico. O aumento da mama no homem, ou mesmo o caroço, pode ser só uma ginecomastia – o que é mais comum –, que significa um aumento totalmente benigno da glândula mamária do homem, sem risco para câncer de mama.

Sintomas

  • Surgimento de um caroço próximo ao mamilo
  • Retração do mamilo
  • Dor unilateral na mama
  • Secreção pelo mamilo

Tratamento

Como a mama masculina é pequena e os nódulos são atrás do mamilo, geralmente não temos como fazer cirurgias conservadoras (que retiram apenas parte da mama). A cirurgia costuma ser a retirada de toda a mama com a aréola e o mamilo tendo de sair como margem de segurança (mastectomia total), com a cirurgia axilar (retirada de um gânglio – linfonodo sentinela – ou de vários gânglios da axila) no mesmo tempo cirúrgico.

Outros tratamentos podem ser necessários, como nas mulheres: quimioterapia, radioterapia, bloqueio dos hormônios. Tudo vai depender do tamanho do tumor e de suas características biológicas.

 

Dra. Fabiana Baroni Alves Makdissi - CRM 92598
Diretora do Departamento de Mastologia

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Destruindo tumores: células podem programar de que forma vão morrer
Estudos apresentados no AACR Meeting 2017, em Washington, mostram que mecanismos que levam a célula para a morte programada podem colaborar no tratamento do câncer. O processo de morte celular programada, isto é, em que a célula decide a própria morte, ocorre em todo o...
A Síndrome de Lynch e sua relação com o câncer colorretal
Responsável por cerca de 5% dos casos de câncer de intestino, a Síndrome de Lynch é decorrente de uma alteração genética que aumenta o risco de desenvolvimento de tumores no cólon e no reto. Além disso, pode aumentar também a predisposição ao câncer em outras...
Evento para público leigo em SP destaca os sarcomas, tumores que podem acometer qualquer parte do corpo
Com mais de 12 mil novos casos previstos por ano nos Estados Unidos e em torno de 7,5 mil no Brasil, os sarcomas são considerados tumores raros, mas há uma questão que merece atenção: são tumores que podem acometer qualquer uma das estruturas denominadas partes...
7 entre 10 casos de câncer de fígado e estômago são relacionados com Hepatites B e C e H. pylory
Estimativa realizada pelo A.C.Camargo Cancer Center aponta que 70% dos tumores de estômago são associados à presença da bactéria H. pylori. O mesmo percentual é atribuído às Hepatites B e C em relação ao hepatocarcinoma, tipo mais comum de câncer no fígado. Além dessas infecções...
Agrotóxicos podem aumentar o risco de câncer?
Verdade. Agrotóxicos, ou defensivos agrícolas, são produtos químicos empregados para controlar insetos, doenças, ou ervas daninhas que causem dano às plantações. Tais produtos são cercados de polêmica, pois seu uso pode ter impacto negativo sobre a saúde humana. Estudos apontam que os agrotóxicos podem desencadear...