Teranóstica: a medicina nuclear no tratamento do câncer

Publicado em: 02/07/2019 - 09:07:29

Inovador, esse conceito usa materiais radioativos para obter informações sobre tumores ao mesmo tempo em que carrega medicamentos capazes de tratá-los

Utilizada há anos para o diagnóstico do câncer, a medicina nuclear envolve o uso de substâncias radioativas, os chamados radiofármacos, que se dirigem exclusivamente às lesões, onde emissões gama fornecem ao oncologista informações sobre localização, forma e fisiologia do tumor. Agora, um novo conceito está deixando os cientistas entusiasmados: a teranóstica, que transforma esses mesmos radiofármacos, simultaneamente, em ferramenta para diagnóstico e também tratamento.

De acordo com o pesquisador Stênio Zequi, coordenador do Centro de Referência em Tumores Urológicos do A.C.Camargo, embora o conceito de aliar o diagnóstico ao tratamento já exista há décadas na medicina nuclear, há cerca de quatro anos começaram a surgir novos radiofármacos – como o lutécio e o actínio – que levaram a resultados surpreendentes no tratamento de pacientes com câncer de próstata que já haviam passado, sem sucesso, por todo tipo de terapia convencional.

“Ficamos muito entusiasmados”, disse Zequi, que é especialista em câncer de próstata. “Agora os dados começam a amadurecer e estamos vendo que as respostas são boas e a toxicidade é muito baixa.” Segundo ele, a técnica não apenas se limita a visualizar onde está a doença, mas também permite que um marcador carregue um medicamento que ataca o tumor.

 

Europa na frente

O tratamento com os novos radiofármacos para câncer de próstata já é utilizado em países da Europa, mas ainda não foi aprovado no Brasil nem nos Estados Unidos. “Não são todos os pacientes que respondem bem”, afirma Zequi. “Mas essas descobertas levaram a uma nova maneira de enxergar o tratamento e abriram uma oportunidade para o desenho de muitos outros medicamentos para diferentes tumores.”

O médico nuclear Eduardo Lima, também pesquisador do A.C.Camargo, destaca que os resultados obtidos na Europa têm sido excelentes, mas que ainda será preciso fazer estudos mais amplos.

“Temos a perspectiva de utilizar a teranóstica não só para o câncer de próstata, mas também para outros tipos de tumores”, explica Lima. “Em tese, tudo o que utilizamos como diagnóstico e que encontre bem a lesão, sem interferir com o resto do organismo, tem chance de se transformar em terapia.”

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Câncer de mama, estudos e seus achados
Confira os resultados promissores de três publicações realizadas pelos especialistas A.C.Camargo Cancer Center Câncer de mama, o tipo de tumor que mais acomete mulheres no Brasil – está atrás do câncer de pele não melanoma. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para...
Câncer colorretal metastático: células tumorais circulantes como prognóstico
Conduzido pelo corpo clínico do A.C.Camargo Cancer Center, trabalho foi apresentado na ASCO GI 2020, em San Francisco O câncer colorretal é, no Brasil, o segundo mais frequente entre as mulheres e entre os homens, descontando-se os tumores de pele não-melanoma. Esses dados, atualizados em...
Descobrindo a Ciência, um projeto que visa aproximar o público jovem do tema
No material existem experiências e outras atividades lúdicas sobre o universo científico Aproximar a ciência do público jovem por meio da difusão de conhecimentos sobre pesquisa científica e inovação aplicadas ao câncer. Eis o objetivo do caderno Descobrindo a Ciência. A iniciativa faz parte do...
Everolimo pode oferecer controle prolongado em pacientes com tumores neuroendócrinos
Publicado no Journal of Gastrointestinal Oncology, estudo sugere que medicamento atuaria quando esse raro tipo de câncer atinge o pâncreas de forma metastática Tumores neuroendócrinos pancreáticos metastáticos (pNETs) costumam ser tratados com everolimo, um inibidor oral da via mTOR, ou com sunitinibe, um medicamento antiangiogênico...
Equipe do A.C.Camargo Cancer Center participa do San Antonio Breast Cancer Symposium
Médicas e cientista estiveram presentes para discussões sobre câncer de mama Uma equipe de médicas e pesquisadoras do A.C.Camargo Cancer Center participou da 42ª edição do San Antonio Breast Cancer Symposium, no Texas (EUA). Estiveram presentes Dra. Fabiana Makdissi (head do Centro de Referência de...