A reabilitação de pacientes com câncer de mama

Publicado em: 30/10/2019 - 16:10:35
Tratamento
Foco do paciente
Suporte e Reabilitação
Tumores de Mama


Dra. Fabiana Makdissi explica as diferentes formas de reabilitação para as mulheres com este tipo de tumor


Todo paciente com câncer passa pela reabilitação. As pacientes com câncer de mama, em especial,  passam por diversas etapas reabilitadoras, entre elas a física, social e emocional. 
 
“Na maioria das vezes, a cirurgia é indicada como parte importante do tratamento, e operar significa modificar tecidos. Por isso, a reabilitação é tão necessária”, explica Dra. Fabiana Makdissi, head do Centro de Referência de Tumores da Mama do A.C.Camargo Cancer Center.

 
As fases da reabilitação

Antes da cirurgia
Sempre que for possível, é preciso pensar na reabilitação antes do início do tratamento. “Hoje, já faz parte do nosso protocolo encaminhar para a fisioterapia antes do procedimento a paciente que vai fazer pesquisa de linfonodo sentinela ou esvaziamento axilar. Essa primeira consulta e orientação antes da cirurgia é importante para que ela passe de forma mais suave pelo processo de aprendizado de como é viver com este novo corpo”, conta Dra. Fabiana. 
 
Reabilitação física
A fisioterapia é muito importante para que a paciente aprenda como se comportará o corpo após a cirurgia, quais são as limitações e como superá-las. A cirurgia reparadora também é uma forma de recuperação física e, se recomendada, pode ser feita imediatamente após a mastetomia. A atividade física não pode ser esquecida: a terapia por exercício específico de fortalecimento, mobilização e alongamento, sempre que recomendada, é importante para restaurar a função da região afetada.
 
Reabilitação emocional
Resgatar a confiança e a autoestima das mulheres que passam por cirurgia de retirada da mama é fundamental. Não só a cirurgia reparadora, mas acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra pode fazer toda a diferença no processo de recuperação. Com uma autoestima elevada, a mulher tem mais disposição para concluir o tratamento e a reabilitação até o processo de cura.
 
Reabilitação social
A dor pode interferir nas atividades cotidianas e sociais da paciente. Por isso, é preciso não subestimá-la e tratá-la adequadamente. O manejo correto para aliviar as dores, aliado à recuperação das funções físicas por meio da fisioterapia, são essenciais para que a paciente retome suas atividades rotineiras. “A prática da reabilitação nos mostra que o papel do médico ou de qualquer especialista não termina quando a doença é vencida, mas quando a paciente aprende a viver da melhor forma possível o seu dia a dia com seu novo corpo”, finaliza Dra. Fabiana.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Oncologia pediátrica tem festa de fim de ano com viagem ao fundo do mar
Pacientes internados que não puderam ir ao evento receberam seus presentes no quarto Oncologia pediátrica: cerca de 120 pessoas participaram da festa de fim de ano dos pequenos pacientes do A.C.Camargo Cancer Center. Com o tema "Guardiões dos Mares", o evento aconteceu no Centro Universitário...
Pacientes do Amor à Vida aprendem sobre a queda de cabelo durante a quimioterapia
A quimioterapia, ao lado da cirurgia e da radioterapia, é uma das modalidades de tratamento do câncer e, por meio de medicamentos específicos, destrói as células tumorais de rápido crescimento. As drogas agem nas diversas etapas do metabolismo celular, alcançando células malignas em qualquer parte...
Laserterapia: conheça a técnica que diminui possíveis sequelas do câncer ginecológico
Laserterapia: durante o tratamento contra o câncer na região ginecológica, algumas lesões originadas de HPV induzidas, assim como a síndrome urogenital, por exemplo, podem ser tratados com a laserterapia. O procedimento consiste em um aparelho transdutor, semelhante a um ultrassom transvaginal, que é introduzido na...
Câncer colorretal metastático: células tumorais circulantes como prognóstico
Conduzido pelo corpo clínico do A.C.Camargo Cancer Center, trabalho foi apresentado na ASCO GI 2020, em San Francisco O câncer colorretal é, no Brasil, o segundo mais frequente entre as mulheres e entre os homens, descontando-se os tumores de pele não-melanoma. Esses dados, atualizados em...
Os Tumores Neuroendócrinos e seu Dia Mundial de Conscientização
Os tumores neuroendócrinos são considerados raros. Eles se originam de células neuroendócrinas – estas estão espalhadas por todo o corpo, principalmente pelo pulmão e pelo trato gastrointestinal. Tais células têm características tanto de células endócrinas produtoras de hormônios quanto de células nervosas. Poucos fatores de...