Imunoterapia para o câncer colorretal metastático

Publicado em: 01/06/2020 - 12:06:30
Pesquisa
Tratamento
Imunoterapia
Tumores Colorretais

Por Celso Abdon Lopes de Mello, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center

O estudo mais aguardado desta ASCO foi o Keynote-177, pois a imunoterapia é usada para diversos tumores atualmente. 

Para os pacientes com câncer colorretal, a imunoterapia é aprovada apenas para os pacientes que têm uma característica, que é a instabilidade de microssatélites, e que já receberam tratamento prévio com a quimioterapia convencional. 

A instabilidade de microssatélites está presente em apenas 5% dos pacientes com metástases. 

Este estudo comparou a imunoterapia com Pembrolizumabe versus a quimioterapia convencional para pacientes que iriam iniciar o tratamento de primeira linha e cujo tumor apresentava instabilidade de microssatélite. 

O resultado foi que os pacientes que receberam imunoterapia tiveram um aumento significativo no tempo para progressão da doença, além de elevação na taxa de resposta tumoral. 

O mais surpreendente foi que, nos pacientes que apresentavam redução tumoral, a duração dessa resposta foi bastante prolongada em comparação com a quimioterapia. 

Em resumo, este estudo deve mudar em breve a prática e colocar a imunoterapia no tratamento inicial do paciente com carcinoma colorretal metastático com instabilidade de microssatélite. 

Celso Abdon Lopes de Mello e o câncer colorretal

Saiba mais:
- Acompanhe aqui o melhor do ASCO Annual Meeting 2020

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Pesquisa revela por que a metástase do câncer de tireoide nos gânglios não é tão preocupante
Quando o câncer de tireoide apresenta metástase nos gânglios (ou linfonodos), a situação é menos preocupante do que as metástases em gânglios de outros tumores, como mama, cólon, pulmão etc. Para entender por que isso acontece, pesquisadores do A.C.Camargo e da Unicamp se uniram nesse...
Carnes e câncer: a vermelha é mais perigosa que a branca?
Carnes e câncer: muita gente tem dúvidas em relação ao consumo dos diferentes tipos de proteína e o perigo de desenvolver um tumor. Os estudos epidemiológicos feitos até agora não conseguem medir os riscos da carne vermelha e da carne branca separadamente quando elas são...
A.C.Camargo Cancer Center apresenta cartilha sobre câncer de estômago
Material traz informações sobre tratamento, prevenção, sinais e sintomas da doença De acordo com as estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são esperados 21.290 novos casos de câncer de estômago no Brasil em 2019, dos quais 13.540 são em homens e 7.750 em mulheres...
Dr. Felipe Coimbra participa de congresso americano sobre doenças digestivas
Organizado por quatro sociedades médicas internacionais do setor de gastroenterologia (AASLD, AGA, ASGE e SSAT), o doutor Felipe Coimbra, head do departamento de tumores abdominais da nossa Instituição, participou como convidado da Digestive Disease Week (DDW), que aconteceu em San Diego, nos Estados Unidos. No...
Mastologistas e radiologistas esclarecem dúvidas sobre os exames que ajudam a descobrir o câncer de mama no início
Realizar a primeira mamografia aos 40 anos ou antes, se necessário antecipar a idade do primeiro exame, por que alguns casos de câncer de mama também ocorrem em mulheres jovens, o que significa a sigla BI-RADS que aparece em todos os exames das mamas, o...