Imunoterapia, a ciência que faz diferença

Publicado em: 26/11/2019 - 17:11:22

Assista ao vídeo e entenda como funciona essa nova classe de medicamentos

A Imunoterapia é considerada um dos principais avanços no tratamento do câncer dos últimos anos. Ela estimula o organismo a identificar as células cancerosas e atacá-las com medicamentos que modificam a resposta imunológica. As maneiras mais comuns de administrar os medicamentos são: intravenosa (administrado diretamente na veia) e subcutânea (por injeção no tecido subcutâneo).

A Imunoterapia age de forma distinta das quimioterapias e das terapias-alvo moleculares. Enquanto essas últimas baseiam-se em atacar as células tumorais diretamente, a Imunoterapia auxilia o próprio sistema imunológico do paciente a identificar e combater o câncer, mas ela não se aplica a todos os casos. 

Hoje, no Brasil, existem medicamentos imunoterápicos aprovados para os cânceres de pulmão, rim, bexiga, estômago, cabeça e pescoço, melanoma e alguns subtipos de cânceres de mama e pele (carcinoma de células de merkel e carcinoma escamoso de pele). A indicação tem relação com o tipo de tumor e o momento do tratamento em que o paciente se encontra. 


Centro de Imunoterapia

O A.C.Camargo Cancer Center possui um Centro de Imunoterapia que conta com uma equipe multiprofissional que inclui oncologistas clínicos, patologistas, radiologistas, radioterapeutas, pneumologistas, dermatologistas, endocrinologistas, intensivistas e médicos em atendimento de emergência, além de enfermeiros dedicados, responsáveis pelo acompanhamento dos pacientes.

Boa parte desses profissionais especializados já tem experiência com o tratamento em Imunoterapia graças aos sete anos de trabalho com testes clínicos realizados pela Instituição.


Integração com pesquisa no Grupo de Imuno-Oncologia Translacional

Alguns pacientes respondem muito bem à Imunoterapia, e outros, não. Para aprofundar o conhecimento sobre alternativas individualizadas de tratamento que incentivam o sistema de defesa do corpo humano a destruir as células tumorais, o A.C.Camargo Cancer Center criou o Grupo de Pesquisa em Imuno-Oncologia Translacional. 

Essa área utiliza um Citômetro de Fluxo de última geração – a Instituição é a primeira na América Latina a ter esse equipamento, um citômetro digital de 50 parâmetros, com separador de células capaz de purificar populações e também células individuais. É a mesma tecnologia usada em centros como o MD Anderson, no Texas, e no Centro de Imunotecnologia do National Institute of Health.

Isso faz do A.C.Camargo Cancer Center um Centro Internacional de Excelência em Citometria de Fluxo, cujo uso é integrado entre as linhas de assistência, pesquisa e ensino.

Veja este vídeo da série Ciência que faz Diferença e entenda melhor como funciona a Imunoterapia no A.C.Camargo Cancer Center:

Mais sobre a série Ciência que faz Diferença:
- Biobanco
- Genômica

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

O papel do enfermeiro navegador e seu impacto na jornada oncológica
Durante a jornada oncológica, pacientes do A.C.Camargo Cancer Center podem contar com a expertise dos enfermeiros navegadores. São profissionais altamente especializados em oncologia que atuam como um elo entre o paciente e todas as equipes (assistenciais e administrativas), desenvolvendo um trabalho fundamental para melhorar os...
"O homem não pode se descuidar de jeito nenhum!"
Sou Carlos Levy, tenho 75 anos, funcionário público aposentado e pai de cinco filhos. Também sou avô dos meus quatro queridos netos e casado com o amor da minha vida, Amália. Desde meus 50 anos tenho um compromisso comigo mesmo: fazer meus exames periódicos. Sigo...
2020, O Ano do Profissional de Enfermagem
Saiba mais sobre essa especialidade vital para o cuidado. Clique aqui caso tenha problemas para acessar o vídeo abaixo. video { width: 100%; height: auto; }
21/09: Dia Mundial do Doador de Medula Óssea
Em 21 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, que tem como objetivo a conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. O procedimento servirá para o transplante, um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente...
7 passos para pacientes com câncer manterem a mente calma
Pacientes com câncer são afetados em qualquer idade. Existem, porém, formas de eles se manterem calmos e positivos, conforme se vê nas dicas abaixo. São ideias que valem não apenas para quem está em tratamento, mas também para quem faz parte desses pacientes com câncer...