Fisiodança ajuda na reabilitação de pacientes com câncer de mama

Publicado em: 25/10/2019 - 11:10:58
Tratamento
Foco do paciente
Suporte e Reabilitação
Tumores de Mama

 

Desde 2016, projeto contribui para o bem-estar e a qualidade de vida de mulheres em tratamento no A.C.Camargo Cancer Center 

Quem dança, seus males espanta. No A.C.Camargo, a prática vai além com o projeto Fisiodança, oferecido pelo Serviço de Fisioterapia para pacientes com câncer de mama. É a dança a assumir papel relevante no processo terapêutico.

Por ser uma atividade física, a dança traz mais bem-estar e disposição, além de contribuir para a elevação da autoestima e para a socialização.

“Pensando na possibilidade de oferecer mais uma forma de terapia agregada à tradicional, propus à fisioterapeuta Larissa Simões, que tem formação em balé, a criação do grupo que dá suporte através da dança”, explica Celena Freire Friedrich, head da Fisioterapia do A.C.Camargo Cancer Center. “A Fisiodança tem como foco a reabilitação e retomada das atividades diárias do paciente em seu dia a dia”, acrescenta.

O projeto, que teve início em 2016, convida as pacientes que realizaram cirurgia de mama e estão em fase de reabilitação a participar das aulas – a atividade física é importante para normalizar a movimentação do braço, que fica alterada após a operação. 

Elas podem permanecer no grupo independentemente de terem recebido alta do tratamento oncológico. 

 

Aulas lúdicas 

O grupo de dança funciona com o propósito de reabilitar as pacientes, fugindo do método convencional e explorando uma terapia lúdica, com técnicas de diferentes modalidades e ritmos musicais – elas dançam até Sidney Magal. Há grande estímulo da percepção corporal.

As pacientes se encontram uma vez por semana para as aulas e ensaios de coreografia e, de vez em quando, realizam apresentações. 

 “As apresentações fazem parte da proposta e motivam muito as pacientes”, conta Celena. 
Geralmente, o grupo coloca o que aprende em prática em eventos dentro e fora do hospital, como o Next Frontiers to Cure Cancer, Todos Juntos Contra o Câncer, Amor à Vida, Experiência do Paciente, entre outros.

 

Fisiodança em benefícios

O ato de bailar melhora a autoestima, a autoconfiança e alimenta laços de amizade e companheirismo, onde as pacientes se sentem amparadas e podem compartilhar experiências sobre seus casos. 

Do ponto de vista físico, “a dança tem como benefício principal a reabilitação completa dos movimentos perdidos ou prejudicados após a cirurgia, de forma lúdica, através de um acompanhamento supervisionado e especializado para cada paciente”, finaliza Celena Freire Friedrich. 

Se você é paciente – ou possui uma familiar que está em tratamento no A.C.Camargo – e deseja participar do projeto, procure o serviço de Fisioterapia da Instituição. 

Veja também

Ashfaq Marghoob é o grande destaque do 19º Curso de Dermatoscopia do A.C.Camargo Cancer Center
Reconhecido por seus diversos livros e publicações científicas, médico do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, de Nova York, vai apresentar métodos inovadores Em sua 19ª edição, o tradicional Curso de Dermatoscopia do A.C.Camargo Cancer Center acontece de 21 a 23 de novembro de 2019, no Auditório...
Podcast Rádio Cancer Center #31 - Tumores do aparelho digestivo alto: saiba como se prevenir
Esta conversa é sobre os tumores do aparelho digestivo alto, esta parte do corpo que inclui órgãos como o estômago, o abdômen e o pâncreas. Vamos tirar todas as dúvidas sobre o assunto de uma forma simples: duas das questões, inclusive, chegaram via seguidores do...
Tuberculose pode causar câncer de pulmão? 
Pneumologista explica as diferenças entre as duas doenças, como é feito o diagnóstico e cuidados para prevenção De 24 a 31 de março é comemorada a Semana Nacional de Mobilização e Luta Contra a Tuberculose, uma doença pulmonar que ainda é um problema de saúde...
A.C.Camargo é finalista do prêmio Site do Ano 2015
Pela terceira vez consecutiva, o site do A.C.Camargo é indicado ao prêmio Site do Ano, na categoria Saúde. A votação para a edição 2015 é online e aberta ao público até 27 de novembro. A eleição contempla sites que obtiveram destaque e reconhecimento pelo trabalho...
Muitos pacientes que deixam a UTI com cuidados paliativos sobrevivem e retomam o tratamento do câncer
Estudo revela que aproximadamente 20% dos pacientes receberam alta para casa e até voltaram às terapias contra o câncer Alguns pacientes internados em UTI e que não apresentam melhora no quadro deixam esse serviço em cuidados paliativos. Há, no entanto, pouca amostragem sobre o que...