Dia Nacional da Mamografia

Publicado em: 05/02/2020 - 08:02:20
Diagnóstico
Prevenção
Efemérides
Tumores de Mama

Comemorado em 5 de fevereiro, data reforça a importância do exame para diagnóstico precoce da doença

Em 5 de fevereiro é comemorado o Dia Nacional da Mamografia, com objetivo de conscientizar a população sobre a importância do exame para detectar alterações na mama. O exame é uma radiografia do tecido mamário, feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar lesões nos estágios iniciais.

Quanto mais cedo o tumor for identificado, maiores as chances de cura. Para câncer de mama, os casos identificados no início trazem um índice de cura que pode chegar a 98%.

Quando fazer a mamografia

A mamografia, como forma de rastreamento do câncer, é indicada para mulheres acima dos 40 anos, anualmente, como recomendação da nossa instituição e da Sociedade Brasileira de Mastologia. O Ministério da Saúde recomenda a cada dois anos entre os 50 e 69 anos. Abaixo dos 40 anos, a mamografia pode ser indicada para mulheres com suspeita de síndromes hereditárias ou para complementar o diagnóstico, em caso de nódulos palpáveis e se o médico determinar esta necessidade.  

Em caso de mamas muito densas, o médico poderá solicitar exames complementares, como o ultrassom. Em nossa instituição, em caso de mama densa, faz parte do protocolo fazer o ultrassom complementar de rotina.

Dúvidas comuns

A Dra. Fabiana Makdissi, head do Centro de Referência de Tumores da Mama, explica que a mamografia é um exame não invasivo e que deve ser feito inclusive por quem tem próteses mamárias. “O exame pode ser incômodo para algumas pacientes, pois realmente precisa apertar bastante a mama para se conseguir uma boa imagem. No entanto, dor é uma questão de sensibilidade pessoal, ou seja, algumas mulheres não sentem dor. Para as que sentem, sugerimos que evitem programar seus exames para muito perto da data da menstruação, pois a mama estará mais sensível e isso pode aumentar o desconforto”.

Uma dúvida comum, que surgiu devido a fake news, é a necessidade de usar protetor de tireoide durante o exame. “Isso é um mito, pois a mamografia não causa câncer de tireoide. O Colégio Brasileiro de Radiologia esclarece que não há necessidade do protetor. A quantidade de raios X liberada é muito pequena e é segura”, esclarece Dra. Fabiana. 

Câncer de mama em homens

Não existe rastreamento para câncer de mama em homens, por ser uma doença rara. Mas, a mamografia é recomendada quando o paciente apresenta queixa como caroço na mama, secreção ou inchaço próximo do mamilo e dor unilateral. 
 
 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Outubro Rosa: retomada pós-pandemia é urgente
Em 2019 a área de mastologia do A.C.Camargo Cancer Center atendeu 27.755 pacientes e, em 2020, foram 20.233, ou seja, queda de 7.522 consultas. Até agosto de 2021, os consultórios receberam 14.704 pacientes, 4.193 a menos do que agosto de 2019, que registrou 18.897. Porém...
Câncer de rim: estudos do A.C.Camargo são o trunfo para personalizar ainda mais o tratamento de cada pessoa
O câncer de rim apresenta graus diversos de agressividade e formas de apresentação, definidas através do estadiamento clínico. Curiosamente, há casos de pacientes que têm tumores que estão no mesmo estadiamento, mas evoluem de forma diferente – um apresenta boa evolução e o outro, não...
Treino funcional para fazer em casa e com a família
Para quem está participando da Semana da Saúde e Prevenção do A.C.Camargo Cancer Center e quer fazer uma aula mais movimentada, não perca as aulas com treino funcional, que serão às 19h nos dias 25 e 26/11. Guilherme Ogres, profissional de educação física da Studio...
Diverticulite causa câncer?
Saiba mais sobre a relação dessa inflamação gastrointestinal com tumores colorretais Diverticulite é uma doença que ocorre quando estão inflamados ou infectados os divertículos, que são saliências gastrointestinais que retêm pequenas quantidades de fezes, ou seja, bolsas que se alojam no intestino grosso. A formação...
Teranóstica: a medicina nuclear no tratamento do câncer
Inovador, esse conceito usa materiais radioativos para obter informações sobre tumores ao mesmo tempo em que carrega medicamentos capazes de tratá-los Utilizada há anos para o diagnóstico do câncer, a medicina nuclear envolve o uso de substâncias radioativas, os chamados radiofármacos, que se dirigem exclusivamente...