Medicina Nuclear

Nosso Centro de Medicina Nuclear é referência mundial na área. Somos pioneiros em Medicina Nuclear no Brasil, desde a década de 1960, e também fomos os primeiros a utilizar o exame PET-CT com 18F-FDG em oncologia. 

É uma especialidade médica que utiliza a radiação tanto em exames diagnósticos quanto em tratamentos. Ela se baseia em reações bioquímicas do metabolismo humano: o paciente recebe uma pequena quantidade de material radioativo que, em contato com certas substâncias, vai reagir e indicar a presença do câncer nos órgãos examinados. As imagens revelam, pela concentração da substância, onde estão os tumores, quais suas dimensões, se estão ou não ativos.

Quando a radiação acoplada a esses materiais é do tipo Beta, pode-se usar o princípio para alcançar as lesões e, assim, tratá-las com irradiação, seletivamente de dentro para fora, e destruir os tecidos doentes. Os equipamentos de imagem diagnóstica para esses métodos são as Gama Câmeras SPECT e o PET-CT, complementados com a utilização de material radioativo. A radiação envolvida nos tratamentos é maior e diferente daquela empregada nos exames, necessitando muitas vezes de internação do paciente.

Contamos atualmente com dois novos equipamentos de última geração em operação, além de dois SPECT-CTs e quatro Gama-Probes cirúrgicos para os demais procedimentos.

O que fazemos

Tratamentos

Temos uma infraestrutura completa, a UTR, com cinco apartamentos estruturados especificamente para os tratamentos em Medicina Nuclear, como cirurgias radioguiadas (ROLL e linfonodo sentinela), os tratamentos com 131 Iodo para o câncer da tireoide, tratamentos com 177 Lutécio para os tumores carcinoides metastáticos, tratamentos de metástases ósseas dolorosas com o 153 Samário e o tratamento de neuroblastomas com 131 I-MIBG.

Radioisótopos

O princípio desses tratamentos é o uso de substâncias associadas à emissão de radiação (radioisótopos). Elas são absorvidas pelos tumores, um tratamento de dentro para fora.

Tipos de tratamentos com radioisótopos

IodoTerapia - Tratamento com 131 Iodo
Indicado para câncer de tireoide após a cirurgia ou para tratamento das metástases desse tipo de câncer que podem ocorrer mesmo após anos da cirurgia.
É um tratamento simples: o paciente ingere um comprimido que contém o radioisótopo, que é então liberado e absorvido, sendo mais de 95% do restante eliminado pela urina em até 24 horas.

Tratamento com 177 Lutécio-Octreotato
É o mais adequado para o tratamento dos tumores neuroendócrinos e carcinoides com metástases em outros órgãos. Esse tratamento é feito com apenas um dia de internação. O A.C.Camargo é um dos poucos centros mundiais habilitados e experimentados para fazer esse procedimento.

Tratamento com 131I-MIBG
Indicado para crianças com tumores metastáticos do gênero neuroblastomas.

Tratamento com 153 Samário-EDTMP
Para o controle da dor óssea nos casos avançados de câncer de próstata, mama e pulmão.

Pesquisa e ensino

Além de atender diariamente às consultas agendadas para os tratamentos e também realizar exames, nossa equipe altamente especializada se dedica às pesquisas e à produção científica continuada. E dá treinamentos para médicos-residentes, biomédicos e físicos da área.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam