Obesidade é fator de risco para câncer

Publicado em: 27/01/2020 - 09:01:38

Saiba como o excesso de peso contribui para a formação de tumores 

A cada ano, a obesidade vem crescendo no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, de 2006 a 2018 houve um aumento de 67,8% do número de pessoas obesas, sendo que 55,7% da população do país têm excesso de peso.

Dr. Thiago Chulam, head do Departamento de Prevenção e Diagnóstico Precoce da instituição, explica que, além da mudança na composição corpórea da população, notam-se também alterações em relação a hábitos alimentares e prática de atividades físicas, além de um aumento da obesidade infantil e infanto-juvenil. 

Obesidade x câncer

“Existem alguns tumores que apresentam um risco relativo maior de surgirem em pacientes obesos quando comparamos com pacientes com índice de massa corporal (IMC) normal. Os principais são os tumores de mama nas mulheres e os colorretais nos homens, mas também temos tumores de endométrio, vesícula biliar, rim, fígado, esôfago, ovário, pâncreas e próstata”, explica Dr. Thiago.

Existem três mecanismos que são alterados pela obesidade e estão diretamente relacionados ao câncer: 

  • Proliferação celular por meio da insulina. Pacientes obesos têm maior resistência à insulina (hormônio que controla os níveis de açúcar no sangue). Então, o corpo passa a produzir maior quantidade de insulina, provocando a ativação de mecanismos que respondem com aumento da proliferação celular, que pode dar origem a um tumor.
  • O organismo está continuamente inflamado na obesidade. Essa inflamação ativa algumas substâncias no corpo para a formação de vasos sanguíneos. Ou seja, em um processo inflamatório constante, caracterizado pela obesidade, existe uma contínua formação sustentada de vascularização, que é essencial para o crescimento de um tumor.
  • A obesidade relacionada aos hormônios sexuais. Existe a conversão de alguns tipos de células de gordura em hormônios sexuais. Para mulheres na pós-menopausa, por exemplo, ficarem mais tempo expostas a alguns tipos de hormônios faz com que aumente o risco de câncer de mama e de endométrio.

Para pacientes que já estão em tratamento contra o câncer, a obesidade também é um complicador. “Pacientes que são obesos e mantêm o excesso de peso no pós-tratamento, geralmente têm um prognóstico pior, com maior chance do retorno da doença”, finaliza Dr. Thiago.

Veja também

A mamografia e o tumor de intervalo: entenda a relação
Em 5 de fevereiro, comemoramos o Dia Nacional da Mamografia. Esta data precisa mesmo ser comemorada, pois a mamografia é o exame capaz de diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais e salvar vidas de mulheres. O câncer de mama está em primeiro...
15 de setembro - Dia mundial de conscientização sobre linfomas
Como se prevenir deles? Indo ao médico assim que perceber os sintomas. Então apareceu um gânglio diferente no pescoço, ou na axila, ou na virilha, que não dói, mas você sente extremo cansaço, febre, está suando à noite e também perdendo peso sem razão aparente...
15/09 - Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas
A conversa de hoje é sobre linfomas. Entre os 10 tipos de câncer mais frequentes na população brasileira está o linfoma, que é caracterizado pelo aumento de um gânglio linfático, causando um "inchaço" no local. Existe até um Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas, que...
25/09 - Palestra Segurança do Paciente: participe!
A importância do paciente, acompanhante e cuidador no atendimento hospitalar Convidamos você para participar de uma palestra especial, onde falaremos sobre a importância de cada pessoa nas questões relacionadas à segurança de nossos pacientes. Será uma tarde de compartilhamento de muito conhecimento e experiências. Você...
29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo: como parar de fumar?
Apoio psicológico, medicamentos e algumas atitudes simples podem ajudar quem deseja largar o vício O tabagismo é o maior fator de risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Os malefícios incluem um aumento significativo nas chances de adquirir ou morrer por doenças cardíacas, pulmonares...