Homem branco segura um prato com churrasco

Churrasco e câncer: há relação?

Publicado em: 09/04/2021 - 09:04:16
Prevenção
Diagnóstico
Hábitos saudáveis
Tumores do Aparelho Digestivo Alto
Pâncreas
Cólon
Próstata
Linha Fina

Descubra se a carne vermelha no carvão sabota a sua saúde 

Churrasco e câncer, uma relação que gera muitas dúvidas nas cabeças dos brasileiros.

Afinal, aquela carninha que você (que não é vegetariano ou vegano) come com os amigos e a família poderia estar sabotando a sua saúde?

Certo é que o consumo de carne vermelha é associado ao risco aumentado para alguns tumores, como o câncer de cólon, pâncreas e próstata.

Segundo o Dr. Victor Hugo Fonseca de Jesus, vice-líder do Centro de Referência em Tumores do Aparelho Digestivo Alto do A.C.Camargo, no processo de preparo da carne no churrasco são gerados dois tipos de substâncias: as aminas policíclicas aromáticas (APA) e os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA). 

“Estas substâncias, após serem metabolizadas no nosso organismo, geram compostos químicos que lesam o nosso DNA e que são mutagênicos”, afirma o Dr. Victor Hugo.


Churrasco e câncer: bem passado, risco maior

Pesquisas com animais já demonstraram que esses compostos podem levar ao desenvolvimento de tumores. Além disso, a maior parte dos estudos epidemiológicos sugere uma associação entre o consumo excessivo de carne com consequentes níveis mais altos de ingestão de APA e HPA e um risco aumentado de câncer. 

“Tanto é verdade que, hoje, a IARC, Associação Internacional para Pesquisa em Câncer, categoriza a carne vermelha como provavelmente carcinogênica para seres humanos”, explica o médico. 

A produção dessas substâncias varia consideravelmente de acordo com o tipo de carne e com o modo, o tempo e a temperatura de preparo. 

“De modo geral, na carne bem passada e chamuscada há maiores concentrações de APA e HPA, que podem elevar mais significativamente o risco de desenvolver câncer”, diz o Dr. Victor Hugo.


Solução: saiba como equilibrar a dieta

O mais importante é manter uma dieta balanceada

“De forma alguma estes dados devem ser interpretados como uma evidência de que não se deva comer carne vermelha ou carne processada. Aqui, a palavra-chave é moderação. De maneira geral, deve-se evitar o consumo de carne vermelha ou processada mais de duas a três vezes por semana”, avisa o Dr. Victor Hugo. 

Além disso, é importante privilegiar o consumo de frutas e vegetais. Adicionalmente, outros aspectos da dieta parecem tão relevantes quanto a carne. 

“A obesidade é um fator de risco tão ou mais importante do que o consumo de carne para o desenvolvimento de câncer. Desta forma, não podemos nos descuidar com os doces ou alimentos muito ricos em carboidratos, pois estes também podem conferir indiretamente um risco aumentado de câncer”, finaliza o especialista. 

Doutor Victor Hugo Fonseca de Jesus, branco, cabelos negros, óculos e jaleco
"
De modo geral, na carne bem passada e chamuscada há maiores concentrações de APA e HPA, que podem elevar mais significativamente o risco de desenvolver câncer.
Doutor Victor Hugo Fonseca, vice-líder do CR em Tumores do Aparelho Digestivo Alto

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Dica das nossas nutricionistas: suco multinutritivo
Receitas desenvolvidas pela equipe de Nutrição do A.C.Camargo Cancer Center Um importante caminho para a prevenção do câncer e outras doenças é ter hábitos de vida saudáveis. Por meio da união dos conceitos nutricionais e das técnicas gastronômicas, a equipe de Nutrição e Dietética do...
Atendimento Oncológico Protegido: saiba como é o protocolo de higienização de equipamentos na Instituição
O tratamento oncológico traz muitas incertezas e preocupações ao paciente e seus familiares. Em muitos casos, um dos efeitos do tratamento é a diminuição da imunidade, favorecendo o risco de infecções, por isso é importante contar com um espaço limpo e seguro, contribuindo para realização...
O futuro da oncologia por métodos genômicos e moleculares
Saiba mais nesta conversa com a cientista e head do Laboratório de Genômica e Biologia Molecular do A.C.Camargo, Dirce Carraro Sobre o futuro da oncologia em termos de prevenção e tratamento por análises genômicas: que avanços recentes a gente poderia destacar? Eu destacaria vários aspectos...
Diverticulite causa câncer?
Saiba mais sobre a relação dessa inflamação gastrointestinal com tumores colorretais Diverticulite é uma doença que ocorre quando estão inflamados ou infectados os divertículos, que são saliências gastrointestinais que retêm pequenas quantidades de fezes, ou seja, bolsas que se alojam no intestino grosso. A formação...
Teranóstica: a medicina nuclear no tratamento do câncer
Inovador, esse conceito usa materiais radioativos para obter informações sobre tumores ao mesmo tempo em que carrega medicamentos capazes de tratá-los Utilizada há anos para o diagnóstico do câncer, a medicina nuclear envolve o uso de substâncias radioativas, os chamados radiofármacos, que se dirigem exclusivamente...