Câncer de pulmão: prevenção e fatores de risco

Publicado em: 14/08/2019 - 09:08:47
Prevenção
Diagnóstico
Sinais e Sintomas
Tumores do Pulmão e Tórax

Especialista do A.C.Camargo ensina a se proteger da doença, que é evitável em 90% dos casos

 

O câncer de pulmão é o segundo mais comum em homens e o quarto entre as mulheres no Brasil (sem contar o câncer de pele não melanoma), segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Cerca de 13% de todos os casos novos de câncer são de pulmão.

Apesar de ser um tipo frequente de tumor e de causar muitas mortes, o câncer de pulmão é uma doença evitável: 90% dos casos estão associados ao tabaco. Costuma ser diagnosticado depois dos 50 anos em 90% dos casos, especialmente na faixa dos 60 aos 70 anos.

Geralmente, os sintomas do câncer de pulmão aparecem apenas quando a doença já está avançada. Por isso, a minoria dos casos é diagnostica em fase inicial. Apesar de ser uma doença grave e agressiva, atualmente há muitos recursos para o tratamento.

 

Fatores de risco

Confira abaixo os pontos de atenção que aumentam a chance de desenvolver câncer de pulmão, de acordo com Jefferson Luiz Gross, head do Núcleo de Pulmão e Tórax do A.C.Camargo.

•    Tabagismo, principal fator de risco para o câncer de pulmão e vários outros, como boca, garganta, faringe, laringe, estômago, fígado, pâncreas, rins, bexiga e leucemias. O tabagismo é responsável por cerca de 30% das mortes por câncer. O risco de um fumante desenvolver câncer de pulmão é de cerca de 20 a 60 vezes maior que o risco de um não fumante. Mesmo para o tabagista passivo, o risco é de pelo menos três vezes mais que o de uma pessoa não exposta à fumaça do cigarro. Quanto maior o consumo de tabaco, maior o risco de desenvolvimento do câncer de pulmão. O raciocínio inverso é verdadeiro: as pessoas que param de fumar reduzem consideravelmente o risco de desenvolver câncer.
•    Histórico familiar de câncer de pulmão
•    Exposição a substâncias como radônio, arsênico, cromo, níquel, fuligem e amianto
•    Radioterapia anterior na região do tórax
•    Poluição do ar
•    Doenças pulmonares como a tuberculose

 

Prevenção

O câncer de pulmão não apresenta sintomas específicos ou característicos. Por isso, é preciso manter uma atitude proativa para não se expor ao principal fator de risco, que é o consumo de tabaco, seja na forma de cigarro, cachimbo, charuto, narguilé ou cigarro eletrônico.

É recomendável que pessoas com idade acima de 55 anos, fumantes com alta carga tabágica (acima de 30 maços/ano) e ex-fumantes que cessaram o tabagismo há menos de 15 anos façam exames de rastreamento periódicos, de acordo com orientação do médico.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Exames de prevenção por faixas etárias
Além de manter hábitos saudáveis como alimentação equilibrada e atividade física, uma forma de proteger sua saúde é realizar estes exames – outros testes de rastreamento podem ser indicados pelo médico, de acordo com a análise do histórico familiar e as queixas de cada paciente...
Podcast Rádio Cancer Center #36 - Saiba como se prevenir contra o câncer de colón e reto
O câncer de colón e reto é muito frequente no Brasil. Sem contar os tumores de pele não melanoma, ele é o segundo mais comum entre os homens, com previsão de 20.540 novos casos para 2020, e também o segundo mais comum entre as mulheres...
Pesquisa no câncer: conheça três entre as mais revolucionárias
A pesquisa no câncer é um dos pilares do A.C.Camargo Cancer Center. Em nosso CIPE (Centro Internacional de Pesquisa), o estudo de hoje se torna o tratamento de amanhã, que cura ou melhora a qualidade de vida dos nossos pacientes. E é assim nos centros...
Álcool em gel ou água e sabão? Data reforça a importância da limpeza correta das mãos
A higienização das mãos ganhou um enorme destaque no começo de 2020, quando a pandemia da Covid-19 iniciou. O mundo colocou a prática como prioridade para diminuir o contágio da doença, além de incentivar o distanciamento social e uso correto das máscaras. A Organização Mundial...