Doutor Stenio Zequi fazendo uma cirurgia robótica

Câncer de próstata: sinais, sintomas e um manual completo de informações sobre cirurgia

Publicado em: 27/11/2020 - 08:11:00
Prevenção
Tratamento
Cirurgia
Tumores Urológicos
Próstata
Linha Fina

Aprenda a identificar os indícios, baixe nosso guia e tire todas as suas dúvidas sobre o processo operatório, que cada vez mais é minimamente invasivo 

O câncer de próstata deverá acometer 65.840 brasileiros e causar quase 15.576 mortes em 2020, segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

É o segundo tumor mais comum entre os homens no país, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. 

Na maioria das vezes, quando em estágio inicial, o câncer de próstata não causa sintomas.

Quando está avançado, porém, pode causar sintomas, os quais são facilmente confundidos com os sintomas da hiperplasia prostática benigna, afecção benigna, muito comum na mesma idade em que ocorre a maioria de casos de câncer prostático. 

Somente o médico poderá avaliar e diagnosticas a causa desses problemas. Assim, é importante ter atenção a estes sinais e sintomas:

• Urinar pouco de cada vez
• Urinar com mais frequência, especialmente à noite, quando o paciente se levanta várias vezes da cama para ir ao banheiro
• Dificuldade para urinar
• Redução da força ou do calibre do jato urinário
• Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga após urinar
• Demora para iniciar o ato de urinar
• Dor ou ardência ao urinar
• Presença de sangue na urina
• Podem ser sintomas de câncer de próstata metastático: dores ósseas persistentes ou fraturas decorrentes de traumas menos intensos – por exemplo, no fêmur –, além de fraqueza, emagrecimento e anemia


Cirurgia robótica: método que preserva a qualidade de vida

As opções mais comuns de tratamento para o câncer de próstata são as cirurgias. 

Conhecida como prostatectomia radical, a cirurgia para a retirada da próstata pode ser convencional, por via robótica ou por via videolaparoscópica. 

“No A.C.Camargo, ela tem sido realizada, cada vez mais, por vias robótica e laparoscópica, que são mais precisas, permitem melhor visualização das estruturas e reduzem sangramentos, culminando em recuperação e alta hospitalar mais rápidas. Somadas, são cerca de 50 cirurgias por mês”, conta o Dr. Stênio.

Já a radioterapia pode ser uma opção para pacientes que não desejam ser operados – há ainda aqueles que não podem fazer a cirurgia por problemas clínicos ou outras questões de saúde comuns conforme a idade avança.

Casos muito pouco agressivos podem permanecer apenas sob vigilância, sem tratamento no momento inicial, mantendo a qualidade de vida.

Certo é que somente os especialistas, após a consulta, exames físicos, laboratoriais e de imagem estão aptos a decidir, em conjunto com pacientes e familiares, o melhor tratamento para cada caso. 


O manual da cirurgia de próstata 

O médico relata que muitos homens têm várias dúvidas importantes em relação à cirurgia. Muitos deles nunca foram operados e necessitam de uma orientação especializada para sanar as múltiplas questões, desde as mais simples, que surgem, principalmente, após a saída do hospital e durante os primeiros dias depois da cirurgia.

Para isso foi desenvolvido um manual (veja a seguir).

“Eles querem saber como funciona a cirurgia robótica, se há risco de disfunção erétil, como se cuida da sonda e dos curativos, entre outros questionamentos, então esse material esclarece bastante”, explica o Dr. Stênio.

Para conhecer o manual da prostatectomia radical, desenvolvido por nossos médicos e enfermeiros, clique no botão abaixo: 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Apoio do farmacêutico aos pacientes em radioterapia minimiza efeitos colaterais
Além do médico radioterapeuta, oncologista clínico, físico médico, estomatologista, nutricionista e da enfermagem, a equipe multidisciplinar na radioterapia tem farmacêuticos. Eles trabalham para trazer ainda mais segurança ao procedimento e minimizar possíveis desconfortos dos pacientes durante o tratamento. Mais um benefício da atuação integrada de...
Prevenção primária x prevenção secundária
O tema prevenção contra o câncer aborda desde adotar hábitos saudáveis a fazer os exames de rastreamento recomendados para cada faixa etária. Ou seja, a prevenção pode ser feita de forma primária e secundária. Por isso, é importante conhecê-las para, junto com seu médico, cuidar...
Câncer urológico e função urinária: mitos e verdades
Todo tipo de câncer urológico pode resultar em incontinência urinária. Mito. As alterações do controle do trato urinário costumam ocorrer nos tipos de câncer de próstata ou bexiga (quando há a cirurgia para remoção desse órgãos ou cirurgias repetidas neles. A associação entre cirurgia e...
HPV x Papanicolau
A investigação do vírus HPV não substitui a realização do papanicolau. Ambos são feitos por meio do mesmo material. Por sua vez, a análise do HPV tem se mostrado mais sensível. “Ao investigarmos a infecção pelo vírus, quando o resultado dá negativo nós podemos afirmar...
Outubro Rosa: retomada pós-pandemia é urgente
Em 2019 a área de mastologia do A.C.Camargo Cancer Center atendeu 27.755 pacientes e, em 2020, foram 20.233, ou seja, queda de 7.522 consultas. Até agosto de 2021, os consultórios receberam 14.704 pacientes, 4.193 a menos do que agosto de 2019, que registrou 18.897. Porém...