Werdum e Wolverine, lutadores do UFC, visitam a Oncologia Pediátrica do A.C.Camargo

Publicado em: 17/02/2013 - 21:02:00
Institucional
Foco do paciente
Eventos

Uma experiência para ser levada ao octógono. Os lutadores de Mixed Martial Arts (MMA) Fabricio Werdum, da categoria peso pesado, e Hugo "Wolverine" Viana, peso galo, alegraram a manhã da última quinta-feira dos pacientes da Oncologia Pediátrica do A.C.Camargo, centro de referência mundial em ensino, pesquisa e tratamento de câncer. 

Os atletas visitaram o quarto dos pacientes que estavam internados para conversar, trocar experiências, tirar fotos e presenteá-los com um kit exclusivo do UFC, com boné, chaveiro e camiseta autografada. 

Uma das pacientes era Carolline Konzem Klein, 12 anos, que ficou empolgada com a presença dos atletas, pois adora lutar karatê. Pediu à mãe que não deixasse de registrar o momento para compartilhar com os amigos sua felicidade contagiante, e bastou os atletas saírem do quarto para que mãe e filha começassem a telefonar para toda a família para contar a novidade.

Já para Gabriel Araujo, 15 anos, diagnosticado com leucemia há pouco mais de um ano, foi como um sonho realizado. "Sou faixa preta de tae kwon do desde os 13 anos, amo esporte e fiquei muito feliz em conhecer pessoalmente dois lutadores que antes eu só via na televisão", afirmou.

João Guilherme Gonçalves Ferreira, 13 anos, conta que valeu a pena ser acordado ao receber a notícia de que Werdum e Wolverine estavam chegando. "Não perco uma luta. Assisto até quando passa de madrugada".

Não só para esses pacientes, mas para todas as outras crianças que estavam internadas e puderam estar ao lado dos atletas, esse dia nunca será esquecido.

Emocionado, Werdum comentou que esse momento trouxe grande aprendizado para a sua vida. "Nosso esporte precisa de dedicação, mas a gente não tem ideia da luta que eles enfrentam e da força que têm para superar a doença".

"Parece que estamos passando força para eles, mas na verdade são eles que estão nos motivando. Eu sou formado em fisioterapia e essa experiência me fez lembrar do tempo em que fiz estágio trabalhando com crianças. Ver como eles ficam felizes é contagiante", finalizou Wolverine.
 
Confira as fotos no nosso álbum do Facebook e veja outras notícias relacionadas.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Tendências na pesquisa sobre câncer: prevenção é prioridade no diagnóstico
Como prevenir casos de câncer em um contexto pandêmico e de crise econômica? O desafio é grande e foi tema da conferência magna "Carga global do câncer: prioridades de pesquisa para prevenção", com participação da Dra. Elisabete Wiederpass, diretora da Agência Internacional para Pesquisa do...
Oncogeriatria: o desafio de tratar uma população com cada vez mais idosos
Sessão educativa do ASCO mostrou a necessidade de produzir dados específicos para o tratamento do paciente idoso e adotar comunicação mais clara que facilite a tomada de decisão Estima-se que, em 2040, 70% dos diagnósticos de câncer serão de pessoas com mais de 65 anos...
O papel do farmacêutico em um Hospital Oncológico
Você sabe qual o papel de um farmacêutico em um hospital oncológico? Segundo Edna Tanaka, supervisora da Farmácia do Hospital A.C.Camargo, "a missão da farmácia é promover assistência farmacêutica aos profissionais envolvidos no tratamento dos pacientes, garantindo a segurança da cadeia de abastecimento e uso...
Covid-19 e oncologia: assista ao vídeo sobre o “Jornalismo de Saúde em Tempos de Negacionismo da Ciência.”
Covid-19 e oncologia: a repórter especial Cláudia Collucci, da Folha de São Paulo, conversou com José Marcelo de Oliveira, diretor geral do A.C.Camargo Cancer Center, sobre: “Jornalismo de Saúde em Tempos de Negacionismo da Ciência”. Assista: .video-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; padding-top: 30px; height...
Animação Coronavírus
video { width: 100%; height: auto; }