Vigilância Ativa em câncer de tireoide: o tratamento acompanhado de perto

Publicado em: 29/07/2020 - 14:07:24
Tratamento
Institucional
Suporte e Reabilitação
Tumores de Cabeça e Pescoço

Monitoramento para o carcinoma papilífero pode proporcionar uma terapia mais benéfica e evitar a retirada da glândula

Alguns tipos de câncer de tireoide, como o carcinoma papilífero, possuem uma evolução muito lenta e com poucas repercussões ao(à) paciente.

Estudos de pesquisadores japoneses e americanos indicaram que essas pessoas poderiam ter um acompanhamento frequente, sem a necessidade de cirurgia ou tratamento mais agressivo.

O guia Diretrizes de Gerenciamento para Pacientes Adultos com Nódulos e Câncer de Tireoide, da Associação Americana de Tireoide, aponta que entre pacientes elegíveis a uma cirurgia, apenas um em cada seis teve que ser operado após longo tempo de acompanhamento.


Acompanhamento total

No A.C.Camargo Cancer Center, esse tipo de monitoramento é chamado de Vigilância Ativa e alia atendimento clínico e acompanhamento por equipe multidisciplinar.

Muitos pacientes com microcarcinoma papilar com nódulo menor de um centímetro são elegíveis a vigilância ativa.

O(a) paciente é monitorado pela equipe especializada em Cabeça e Pescoço desde a primeira consulta. Nesta etapa, a pessoa é avaliada por endocrinologistas, psicólogos e cirurgiões, que avaliam os exames e possíveis formas de tratamento.

"É um acompanhamento muito rigoroso e seguro. O mais importante é que, segundo nossa experiência e estudos da comunidade científica, além de evitar a cirurgia, as chances de cura dos pacientes seguidos foram as mesmas dos pacientes tratados pelos métodos tradicionais", explica o Dr. Luiz Paulo Kowalski, médico cirurgião de cabeça e pescoço e Líder do Centro de Referência de Cabeça e Pescoço.

A Vigilância Ativa é uma forma de integrar ensino e pesquisa, aliado com custo e efetividade e desfecho clínico, priorizando o bem-estar do(a) paciente.

Os pacientes também podem ser acompanhados remotamente através da tecnologia. No aplicativo Laura, os pacientes respondem a perguntas de um robô criado especialmente para monitorar possíveis sintomas.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Imunoterapia, Nobel de Medicina 2018, foi utilizada em cerca de 500 pacientes no A.C.Camargo
O Prêmio Nobel de Medicina de 2018 foi anunciado no dia 1º de outubro para o americano James P. Allison, do MD Anderson Cancer, uma das instituições parceiras do A.C.Camargo Cancer Center e, para o japonês Tasuku Honjo, da Universidade de Kyoto. O reconhecimento se...
“Manter o emocional é importante e isso inclui ter um tempo para se cuidar, ou apenas ficar sem fazer nada”
“Em meados de 2009, iniciei uma pós-graduação em marketing e lá estava ela: Fernanda. Inteligente e muito linda, não demorou para que me interessasse por ela. E o sentimento foi recíproco! Em pouco tempo, começamos a namorar e no próximo ano já estávamos casados. Desse...
Cinco dicas de alongamento para qualquer idade
O alongamento contribui não só para o relaxamento, mas também para aumentar a flexibilidade do corpo. Se realizado com frequência, pode ajudar também na prevenção de dores e de problemas na postura. Consulte um especialista para conhecer alternativas de exercícios e, neste artigo, cinco maneiras...
Leucemia: pesquisadores brasileiros trabalham em um tratamento menos invasivo para pacientes graves
A leucemia é o décimo tipo de câncer mais comum entre os homens, com 5.920 novos casos por ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Atinge, ainda, muitas crianças. Por isso, as pesquisas sobre o tema são recorrentes. Neste momento, pesquisadores brasileiros trabalham em...
Animação Coronavírus
video { width: 100%; height: auto; }