Vamos falar sobre vacina do HPV

Publicado em: 26/11/2018 - 11:11:17
Prevenção
Diagnóstico
Sinais e Sintomas

A forma mais eficaz de prevenir o câncer de colo do útero é vacinar contra HPV as meninas que ainda não iniciaram a vida sexual e, portanto, não tiveram contato com o vírus. A vacina anti-HPV está disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para meninos e meninas de 9 a 26 anos.

Em 2018, menos da metade das crianças e dos jovens recebeu a segunda dose da vacina. Além do câncer de colo do útero, o vírus HPV, que é transmitido por meio de relações sexuais, pode causar lesões também na vagina, no pênis, no ânus e na região da cabeça e do pescoço.  

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

O mundo depois da vacinação contra a Covid-19
.video-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; padding-top: 30px; height: 0; overflow: hidden; } .video-container iframe, .video-container object, .video-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; } Mais: - Agende sua consulta
Animação Coronavírus
video { width: 100%; height: auto; }
A disgeusia e a salada caprese com pesto de azeitonas pretas
Assista ao vídeo e aprenda a preparar esta receita saudável, prática e proveitosa Disgeusia é a diminuição ou alteração do paladar. É algo que pode aparecer como efeito colateral do tratamento do câncer. Esta receita retratada no vídeo é leve e conta com sabores que...
Câncer infantil: A.C.Camargo avalia efeitos tardios em quem tratou um tumor e se curou na infância e na adolescência
A cura de um câncer infantil, além de clínica, tem de ser psicológica e social. Com o objetivo de avaliar eventuais consequências tardias do câncer em indivíduos que se trataram e se curaram na infância e na adolescência, o A.C.Camargo conta com o Grupo de...
Podcast Rádio Cancer Center #16 - Os sinais e sintomas do câncer de mama
Câncer de mama: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 66.280 novos casos para cada ano do triênio 2020-2022. Assim, é vital que as pessoas se atentem a sinais e sintomas e, ao notá-los, procurem ajuda médica. Com a palavra, o Doutor Renato Cagnacci Neto...