Uma história de dedicação à população

Publicado em: 24/01/2013 - 22:01:00
Institucional
Foco do paciente
Campanhas Institucionais

Que paulistano nunca ouviu falar do Hospital do Câncer de São Paulo? O antigo nome do Hospital A.C.Camargo ainda é conhecido por muitos e, prestes a completar 60 anos, tem sua história intimamente ligada à cidade de São Paulo, que hoje, 25 de janeiro de 2013, comemora 459 anos.

Por aqui passaram grandes nomes da medicina, responsáveis não só pela idealização e fundação da Instituição, como também pelo seu desenvolvimento ao longo de décadas, sempre com a mesma missão: combater o câncer paciente a paciente.

Missão esta iniciada em 1934, quando Antônio Prudente e Prof. Dr. Antônio Cândido de Camargo, então ocupante da cadeira de Clínica Cirúrgica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, fundaram a Associação Paulista de Combate ao Câncer (APCC), que passou a se chamar Fundação Antônio Prudente em 1973, embrião do Hospital A.C.Camargo. A proposta era arrecadar recursos para oferecer assistência médica hospitalar contra tumores malignos, disseminar informação para a sociedade e aperfeiçoar o conhecimento dos médicos na área de Oncologia.

Anos depois, Antônio Prudente conheceu a jornalista Carmen Annes Dias e se apaixonou. Dois meses depois, eles se casaram e Dona Carmen Prudente passou a ser mais uma personagem fundamental na luta contra o câncer na cidade de São Paulo. Juntos sonhavam construir um hospital destinado à população, pois, já nessa época, o câncer era uma das principais causas de morte no Estado, ficando atrás apenas das mortes por doenças do aparelho circulatório e tuberculose, segundo o Anuário Estatístico do Brasil (IBGE).

O sonho, porém, só começou a ser realizado em 1946, quando Dona Carmen fundou a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Exposições, chás beneficentes, desfiles, gincanas e mutirões foram as formas encontradas por Carmen e suas companheiras para mobilizar a população de São Paulo e arrecadar dinheiro pela cidade para ajudar na fundação de um centro de tratamento do câncer.

Paralelamente, São Paulo dava indícios de que um grande desenvolvimento estava começando. No ano seguinte, ganhou sua primeira rodovia asfaltada: a Via Anchieta, que liga a capital ao litoral paulista. E, já no início da década de 1950, a cidade ficou conhecida como "A cidade que não pode parar" e "A cidade que mais cresce no mundo". Foi nesse período, mais precisamente em 23 de abril de 1953, que o Hospital do Câncer, hoje Hospital A.C.Camargo, em homenagem ao mentor de Antônio Prudente, foi fundado.

O primeiro Hospital de São Paulo construído com o dinheiro da população e a ela destinado trazia à cidade o mais avançado conjunto de equipamentos para diagnóstico do câncer. Em 1954, o Hospital registrou um aumento de quatro vezes no número de cirurgias. A quantidade de pessoas que buscavam atendimento havia triplicado e o índice de portadores da doença que procuravam assistência em situação crítica havia caído de 53% para 17%. O atendimento e as campanhas de conscientização cumpriam o seu papel.

A cidade continuou crescendo. É hoje o principal centro financeiro, corporativo e mercantil da América do Sul, a cidade mais populosa do Brasil, do continente americano e de todo o hemisfério sul e é um dos principais polos de saúde na América Latina. 

O Hospital A.C.Camargo também segue crescendo e se tornou um dos três principais centros integrados para prevenção, tratamento, ensino e pesquisa do câncer no mundo. 

O A.C.Camargo parabeniza São Paulo pelos seus 459 anos e orgulha-se por fazer parte dessa história!

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Outubro Rosa: poderei engravidar após o tratamento de um câncer?
Outubro Rosa: muitas pacientes, ao serem diagnosticadas com câncer de mama, podem ter receios sobre o efeito da medicação em sua fertilidade. Com os avanços tecnológicos e científicos da medicina, porém, o desejo de ser mãe biológica não precisa ser deixado de lado, necessariamente, por...
Síndrome de Li-Fraumeni: estudo que envolveu o A.C.Camargo pode mudar o aconselhamento genético da doença de forma marcante
Pesquisa internacional analisou dois tipos de mutações que estão ligadas à predisposição ao câncer A Síndrome de Li-Fraumeni (SLF) é uma doença hereditária de predisposição ao câncer, relacionada a mutações no gene TP53. Uma das mutações neste gene, denominada R337H, é encontrada apenas no Brasil...
Ashfaq Marghoob é o grande destaque do 19º Curso de Dermatoscopia do A.C.Camargo Cancer Center
Reconhecido por seus diversos livros e publicações científicas, médico do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, de Nova York, vai apresentar métodos inovadores Em sua 19ª edição, o tradicional Curso de Dermatoscopia do A.C.Camargo Cancer Center acontece de 21 a 23 de novembro de 2019, no Auditório...
Edital residência médica 2020
O A.C.Camargo Cancer Center inicia as inscrições para o programa de residência médica com início em 2020. Fique atento: os processos seletivos são feitos pelo própria A.C.Camargo ou pelo Sistema Único de Saúde de São Paulo (SUS-SP), a depender da especialidade. Processo seletivo A.C.Camargo Especialidade...
Dra. Fabiana Makdissi se torna membro titular da Academia Brasileira de Mastologia
A história da mastologia brasileira é baseada em força, perseverança e ideias e deve ser sempre lembrada e cultivada para que as próximas gerações se engajem no contínuo fortalecimento dessa especialidade. Com isso, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) fundou a Academia Brasileira de Mastologia...