Next Frontiers to Cure Cancer 2021

A relação entre tecnologia da informação, digitalização e humanização do cuidado

Publicado em: 25/06/2021 - 13:06:48
Next Frontiers
Linha Fina

Guilherme Rabelo, da InovaIncor, explica como essa relação pode empoderar o paciente no cuidado da própria saúde 

A relação entre tecnologia e humanização foi um dos temas abordado no segundo dia do Next Frontiers to Cure Cancer 2021, do A.C.Camargo Cancer Center. 

Durante a palestra “Tendências tecnológicas – como as novas tecnologias irão ajudar na humanização do cuidado”, Guilherme Rabelo, da InovaIncor, explicou como a tecnologia da informação e a digitalização podem empoderar o paciente para gerenciar a própria saúde.

Humanização x tecnologia

A questão da humanização na saúde está muito vinculada ao conceito de relacionamento, como a empatia do profissional da saúde pelo paciente, o respeito ao indivíduo e todas as outras características que são de sentimentos, não necessariamente de habilidades técnicas. “Humanizar é tirar o outro do anonimato. E a tecnologia nos permite isso”, explica Guilherme.

O especialista também comenta que ao longo do século XXI teremos uma nova era em relação à biologia e tecnologia, principalmente com inovações voltadas para ajudar o paciente a gerenciar a própria saúde. Ou seja, na medida em que digitalizamos o uso da tecnologia, tornando-a mais humana, é possível empoderar cada vez mais o paciente em relação ao autocuidado.

“Temos hoje uma grande quantidade de aparelhos de smart wearables, como relógios e pulseiras com captação de dados por sensores e aplicativos que estão simplificando a interface de monitoração do paciente. É uma forma menos invasiva de fazer essa monitoração”, explica Guilherme.

Experiência e propósito

A tecnologia precisa gerar melhor experiência para o usuário, não simplesmente ser bonita e legal de se ter: tecnologia precisa ter propósito. Guilherme exemplifica que “podemos ver isso na aplicação da realidade virtual para redução da ansiedade e da dor para paciente acamado. É um escape momentâneo daquele ambiente realista permitindo que a ansiedade e a dor sejam esquecidas”.

Também existe um delicado equilíbrio entre o componente humano e o tecnológico, que competem entre si em muitos momentos. Mas, nota-se que quando existe esse equilíbrio, os benefícios são muitos. Ou seja, mais do que apenas ter tecnologia, é preciso entender como usá-la.

“Dentro das tendências tecnológicas que vão buscar humanizar o cuidado, o principal elemento que nunca poderá faltar é o elemento humano. E o que buscamos nesse evento por meio da divulgação do conhecimento da tecnologia dentro da sociedade é que a gente possa cada fez mais usar a ciência com consciência E, assim, vamos alcançar a humanização do cuidado da melhor maneira possível”, finaliza Guilherme.
 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?