Presença de proteína no sangue é um importante biomarcador para controle de câncer de estômago

Publicado em: 23/05/2019 - 10:05:18
Tratamento
Pesquisa
Genética
Tumores do Aparelho Digestivo Alto

Oncogene HER 2 é maior nas células tumorais circulantes do que nos tumores primários

O câncer de estômago é a terceira neoplasia maligna mais letal do planeta, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) – corresponde a 8% de todos os tumores. Entre as causas, além de uma falta geral de compreensão da biologia do tumor, estão a ausência de sintomas que levam ao diagnóstico tardio e às baixas taxas de resposta à quimioterapia. 

Razões que motivaram o estudo The Potential Clinical Implications of Circulating Tumor Cells and Circulating Tumor Microemboli in Gastric Cancer / As Implicações Clínicas Potenciais de Células Tumorais Circulantes e Microembolia do Tumor Circulante no Câncer Gástrico. 

Publicado na The Oncologist, o trabalho analisa as chamadas células tumorais circulantes, que têm esse nome porque se desprendem do tumor. “Essas células vão para o sangue; quando isso ocorre, há risco de metástase”, afirma um dos autores do estudo, Victor Hugo Fonseca de Jesus, vice head de tumores abdominais do A.C.Camargo Cancer Center. 

Foram avaliados 55 pacientes de nossa Instituição, homens e mulheres com média de 57 anos e sem metástase no instante do diagnóstico. Ficou constatado que a presença do oncogene HER 2 é maior nas células tumorais circulantes (43%) do que nos tumores primários (11%). 

O que isso representa de benefício para os pacientes? “Para uma definição mais segura do tratamento, a presença deste marcador deve ser avaliada”, explica a farmacêutica bioquímica Ludmilla Chinen, uma das líderes do estudo.

Também foram quantificados os microêmbolos tumorais circulantes e ficou constatado que pacientes com maior risco de progressão da doença têm maior expressão da proteína placoglobina, mostrando-se um potencial biomarcador tumoral.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Entenda como o investimento em ciência gera o conhecimento que salva vidas
O Dia de Doar, que neste ano foi celebrado em 1º de dezembro, é o gancho oportuno para reafirmar que, com o investimento em ciência, amplia-se a investigação de novos métodos para diagnosticar, tratar e reabilitar pessoas. Investimento em saúde e tecnologia Segundo a Dra...
Covid-19: para mais comodidade e segurança, disponibilizamos o Pronto-Atendimento Digital
Covid-19: o A.C.Camargo Cancer Center, em parceria com a plataforma P.A. Digital, iniciou um projeto experimental para ajudar no combate ao novo Coronavírus, que pode ser realizado pelo tablet ou celular. O que é? É uma plataforma de triagem online na qual é possível: Esclarecer...
Next Frontiers 2019: confira os destaques do painel de Mastologia
Técnicas de ablação de tumores, radioterapia intraoperatória, mutações genéticas, entre outros temas serão abordados durante o congresso Especialistas de importantes instituições brasileiras e internacionais discutirão o que há de novo sobre o câncer de mama durante o Next Frontiers to Cure Cancer, congresso internacional organizado...
Vídeo: diferenças entre tumores de reto e ânus
Você sabia que existe diferença entre os tumores localizados no reto e no ânus? Elas são essenciais tanto na prevenção das doenças nessa região quanto no tratamento. Assista ao vídeo e saiba mais com a Dra. Rachel Riechelmann, head da Oncologia Clínica do A.C.Camargo Cancer...
Mitos e verdades sobre o câncer infantil
O câncer infantil é considerado uma doença rara. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o número de novos casos de câncer infanto-juvenis esperados para cada ano do triênio 2020-2022 será de 4.310 casos novos para meninos e 4.150 para meninas. Esses valores correspondem a...