Pesquisa avalia câncer de tireoide e mama e a história familiar dos pacientes

Publicado em: 07/06/2017 - 21:06:00
Pesquisa
Foco do paciente
Genética

É um trabalho conjunto: especialistas em câncer de grandes instituições do Brasil e do mundo que se debruçaram sobre o histórico familiar de pacientes com tumores na tireoide e na mama. A.C.Camargo Cancer Center, Unesp de Botucatu, USP, Princess Margaret, MD Anderson, University of Southern Denmark, todos investigando o carcinoma papilífero familiar de tireoide, uma predisposição hereditária para os tumores de tireoide. O objetivo? Entender a associação genética desses carcinomas com os tumores de mama, o que ajuda no diagnóstico precoce das famílias.

"Nosso foco foi a investigação genética dos marcadores que confirmam a relação do tumor de tireoide com o de mama e vice-versa", explica o Dr. Luiz Paulo Kowalski, Diretor do nosso Departamento de Cabeça e Pescoço.

É uma troca de conhecimento científico para confirmar o que há em comum, geneticamente falando, entre esses dois tumores e ajudar no diagnóstico precoce.

Os pesquisadores encontraram em três famílias brasileiras com histórico de câncer de mama e de tireoide uma mutação no gene HABP2, caracterizada por uma variante específica com o nome p.G534E. Para comparação, essa mutação foi pesquisada também em 50 pacientes com câncer de tireoide esporádicos (ou seja, não hereditários) e em 170 cidadãos brasileiros saudáveis, sem sinal de câncer. A conclusão é de que, quando essa mutação ocorre e o DNA é desregulado, o organismo pode desenvolver o câncer de tireoide familiar.

A relação entre tumores de tireoide e mama, particularmente nas famílias brasileiras, já havia sido estudada também no caso de pacientes da Síndrome de Li-Fraumeni (condição hereditária de famílias portadoras que têm alto risco de desenvolver diversos tipos de tumores). Em um importante estudo, publicado em janeiro, da Dra. Maria Nirvana da Cruz Formiga foi constatado que pacientes com Li-Fraumeni, no Brasil, que apresentavam uma mutação genética específica, a TP53 p.R337H, presente no Brasil, podem apresentar maior risco de desenvolvimento de tumores da tireoide.

Para acessar a pesquisa completa, clique aqui.

Dr. Luiz Paulo Kowalski - CRM 36404
Diretor do Departamento de Cabeça e Pescoço
Especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço - RQE nº 56910

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Inibidores de PARP: estamos vivendo uma mudança de paradigma?
Medicamento atua inibindo enzimas relacionadas às mutações BRCA1 e BRCA2 presentes no desenvolvimento de câncer de ovário Os inibidores de PARP. estão quebrando paradigmas no tratamento de câncer de ovário. O medicamento, que funciona como uma quimioterapia oral, tem sido utilizado para tratamento de uma...
Nefrostomia guiada por tomografia é eficaz para melhorar a função renal
Pesquisa desenvolvida no A.C.Camargo Cancer Center avalia procedimento necessário quando há obstrução das vias urinárias na pelve A nefrostomia percutânea é a colocação de um dreno diretamente no interior do rim. Esse procedimento é necessário quando há uma obstrução das vias urinárias na pelve, que...
Oncologistas clínicos do A.C.Camargo são selecionados para Programa de Mentoria da ASCO, a Sociedade Americana de Oncologia Clínica
Dois médicos titulares do A.C.Camargo Cancer Center foram selecionados para o programa de mentoria da ASCO, a American Society of Clinical Oncology (Sociedade Americana de Oncologia Clínica). Receberam essa honraria os oncologistas clínicos Fernando Augusto Batista Campos e Marcelle Goldner Cesca. O que é a...
Next Frontiers: submeta seu trabalho científico até 16 de abril
Os trabalhos podem ser classificados nas categorias: estudo clínico, epidemiológico e básico/translacional O tema central da quarta edição do Next Frontiers to Cure Cancer 2019, o congresso anual do A.C.Camargo Cancer Center, é a Convergência – o Futuro da Oncologia. Trata-se de um novo conceito...
Dia Nacional de Combate ao Câncer: saiba como você pode contribuir com esta causa da humanidade
O câncer é a segunda principal causa de mortes no mundo: em 2020, tivemos 19 milhões de novos casos. Só no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) serão 625 mil novos casos para cada ano do triênio 2020/2022. Os números são altos e...