Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV

Publicado em: 08/07/2020 - 11:07:26
Pesquisa
Prevenção
Epidemiologia
Tumores de Cabeça e Pescoço

Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe 

O papilomavírus humano (HPV) é um vírus que pode ser transmitido por relações sexuais sem proteção e infectar pele ou mucosas, como boca, vulva, vagina, colo de útero e pênis. É considerada uma infecção sexualmente transmissível (IST) e é a causa de 99,7% dos casos de câncer de colo de útero (os tipos mais frequentes que culminam em tumores são o HPV 16 e o 18).

Esse vírus também aumenta o risco de câncer para a região da cabeça e pescoço, boca e orofaringe (região posterior da língua).

O aumento dos cânceres de orofaringe e cavidade oral, associados ao HPV, foi o tema do estudo The emerging risk of oropharyngeal and oral cavity cancer in HPV-related subsites in young people in Brazil, que tem como uma das autoras a Dra. Maria Paula Curado, head do grupo de Epidemiologia e Estatística em Câncer do A.C.Camargo Cancer Center.


HPV e câncer de orofaringe

O estudo, que foi publicado na revista científica Plos One, analisou a tendência de crescimento do câncer de orofaringe associado ao HPV, na cidade de São Paulo, durante 13 anos (de 1997 a 2013).

"Percebemos que, no geral, houve uma redução nos números de câncer de boca no município de São Paulo. Contudo, os casos de câncer de orofaringe subiram de 3,8% (1997) para 8,6% (2013). Este crescimento é preocupante", diz a doutora.

A população mais jovem, ainda de acordo com o artigo, é a mais afetada. A causa para esse aumento seria os novos hábitos sexuais, principalmente sem proteção contra ISTs.

“A prática de sexo oral sem cuidado e sem higiene é a porta de entrada para vírus causadores de câncer como o HPV 16 e 18”, explica a especialista.


Previna-se contra o HPV

Para evitar uma possível infecção pelo papilomavírus humano (HPV0), a vacinação é a medida eficaz para prevenção. A imunização é distribuída gratuitamente pelo SUS e é indicada para: meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos; pessoas que vivem com HIV e pessoas transplantadas na faixa etária entre 9 e 26 anos.

O preservativo também é um método importante para evitar a infecção, assim como a higiene bucal após relações sexuais orais.

+ Saiba tudo sobre a vacinação contra o HPV

+ Podcast sobre HPV


Julho Verde: mês de conscientização 

A campanha representa o mês de conscientização mundial sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço.

Com o slogan O Câncer tá na Cara, mas às Vezes Você não Vê!, o movimento chama a atenção para as pessoas se precaverem o ano todo, para que fiquem atentas a eventuais sinais e sintomas, para que incluam hábitos saudáveis na rotina e realizem os exames médicos necessários.

A boa notícia é que, quando um câncer é detectado no início, são grandes as chances de sucesso no tratamento. Cuide-se bem.


Saiba mais:

- Veja se seus sinais e sintomas precisam de avaliação médica

- Agende sua consulta ou seu exame

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Podcast Rádio Cancer Center #42 - Precisamos falar sobre o câncer de canal anal
O câncer de canal anal é um tipo de tumor que costuma trazer questões psicológicas importantes para os pacientes, como o receio de compartilhar o quadro, muitas vezes por vergonha. Nesta conversa, você vai descobrir como se prevenir, com destaque importante para a vacina contra...
AACR 2019: estresse e câncer - o que a ciência está encontrando?
Há muito tempo, a sabedoria popular diz que o estresse, como grandes decepções e perdas de entes queridos, poderiam causar câncer. Seria isso verdade? Por Dr. Stenio de Cassio Zequi, head da Urologia no A.C.Camargo Cancer Center No congresso da American Association for Cancer Research...
Vacinação para o paciente oncológico: comunicado importante
Atenção, pacientes do A.C.Camargo Cancer Center. A vacina não é recomendada para menores de 18 anos. Não importa qual das vacinas contra a Covid-19 você receba: tenha a certeza de que ela é segura e eficaz na proteção contra infecções graves. As duas vacinas que...
A.C.Camargo Cancer Center e Princess Margaret Cancer Centre assinam acordo de colaboração
As instituições pretendem acelerar intercâmbio de informações e de profissionais, compartilhar inovação no ensino de especialistas e novos conhecimentos, fortalecer e ampliar projetos conjuntos em pesquisa sobre o câncer O Princess Margaret Cancer Centre, maior e principal referência em oncologia do Canadá, e o A.C.Camargo...
AACR 2019: o papel protetor do microbioma intestinal durante o tratamento imunoterápico
Fibras prebióticas e probióticos podem influenciar na eficiência da terapia Por Diana Noronha Nunes, bióloga pesquisadora do Laboratório de Genômica Médica do Centro Internacional de Pesquisa (CIPE) do A.C.Camargo Cancer Center Mais uma vez o tema da avaliação do microbioma intestinal em pacientes tratados com...