Osteorradionecrose: entenda esse efeito colateral

Publicado em: 17/07/2019 - 08:07:21
Pesquisa
Diagnóstico
Radioterapia
Tumores de Cabeça e Pescoço

Conduzido no A.C.Camargo, estudo inédito faz alerta aos profissionais que tratam pacientes com tumores de cabeça e pescoço 

 

A osteorradionecrose é um efeito colateral grave causado pela radioterapia em quem trata tumores na região da cabeça e do pescoço. É uma doença na qual o osso irradiado se desgasta e fica exposto, já que há perda da integridade da pele e da mucosa. 

Concomitantemente à radioterapia, muitos pacientes ingerem bisfosfonatos, que combatem a diminuição da densidade mineral óssea. Assim, comparar as características da osteorradionecrose em quem usa ou não bisfosfonatos durante a radioterapia foi o objeto deste estudo inédito na literatura inglesa. 

Publicada no periódico Oral Diseases, a análise foi batizada como Influence of Bisphosphonates on Clinical Features of Osteoradionecrosis of the Maxilla and Mandible (Influência dos Bisfosfonatos nas Características Clínicas da Osteorradionecrose de Maxilar e Mandíbula). 

“Bisfosfonatos são drogas indicadas para controle da osteoporose e do envolvimento ósseo de tumores. Contudo, como efeito colateral, também podem causar necrose óssea”, afirma um dos autores do estudo, Fábio de Abreu Alves, head do Departamento de Estomatologia do A.C.Camargo Cancer Center.

 

Conclusões 

As constatações mais relevantes colocam holofotes nos pacientes que usaram bisfosfonatos durante a radioterapia. “Eles desenvolveram a necrose óssea em um tempo muito curto pós-radioterapia; e também houve mais casos nos quais a maxila foi afetada em relação aos pacientes que fizeram somente a radioterapia”, explica o doutor Fábio. 

Ademais, ele salienta que pessoas que irão irradiar na região de cabeça e pescoço e estão usando drogas anti-reabsortivas (bisfosfonatos) devem ter um cuidado minucioso em relação à saúde bucal antes, durante e após a radioterapia. É muito importante para a prevenção. 

“Pode existir um efeito sinérgico entre a radioterapia e essas drogas; então devem estar cientes disso todos os profissionais que tratam pacientes que tomam drogas anti-reabsortivas e irradiam na região de cabeça e pescoço”, decreta Fábio. 

O especialista conta que seu grupo já iniciou um novo estudo para compreender melhor a osteorradionecrose. “Provavelmente, nos próximos três anos teremos mais dados e vamos poder caracterizar melhor os mecanismos envolvidos nesta necrose”.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

AACR 2019: extração de DNA do microbioma fecal pode identificar bactérias relacionadas à resistência dos quimioterápico
A técnica, um avanço no tratamento do câncer, poderá identificar novas bactérias relacionadas à resistência e metabolização de medicamentos quimioterápicos Por Diana Noronha Nunes, bióloga pesquisadora do Laboratório de Genômica Médica do Centro Internacional de Pesquisa (CIPE) do A.C. Camargo Cancer Center A Dra. Amy...
Câncer colorretal metastático: células tumorais circulantes como prognóstico
Conduzido pelo corpo clínico do A.C.Camargo Cancer Center, trabalho foi apresentado na ASCO GI 2020, em San Francisco O câncer colorretal é, no Brasil, o segundo mais frequente entre as mulheres e entre os homens, descontando-se os tumores de pele não-melanoma. Esses dados, atualizados em...
Doutor Glauco Baiocchi é homenageado pela International Gynecologic Cancer Society
O Dr. Glauco Baiocchi Neto, cirurgião oncológico e líder do Centro de Referência de Tumores Ginecológicos do A.C.Camargo Cancer Center, foi reconhecido como um dos TOP 10 Journal Reviewers 2020 da International Journal of Gynecologic Cancer (IJGC). Trata-se de uma conceituada revista científica, que é...
Covid-19: como a quarentena influencia nosso sono
Ter sonhos vívidos ou dormir de forma intermitente durante a noite costumam ser características que ocorrem em momentos de estresse, como a pandemia do novo Coronavírus Covid-19 e nossa relação com o sono. Durante o isolamento social, muitas pessoas dizem enfrentar uma noite de sono...
Os exames essenciais para diagnosticar o câncer de mama em mulheres com alto risco
Pesquisador do A.C.Camargo Cancer Center publica artigo que discute os papéis da mamografia e da ressonância magnética A ressonância magnética é reconhecidamente a modalidade de exame de imagem mais precisa para o rastreamento do câncer de mama em mulheres com alto risco. Mas a mamografia...