Nossos especialistas estudam os fatores que revelam a agressividade dos tumores gástricos

Publicado em: 11/07/2017 - 21:07:00
Notícias

Com esses resultados, cientistas poderão usar drogas-alvo para tratar pacientes que não respondem aos tratamentos convencionais.

Tumores gástricos podem ser muito agressivos e nem sempre respondem bem aos tratamentos convencionais, como a quimioterapia. Identificar os genes que são capazes de alterar as células normais para o desenvolvimento dos tumores é o caminho para a criação de terapias-alvo para os pacientes com carcinomas gástricos agressivos.

Daí a importância deste estudo, "Prognostic implications of phosphatidylinositol 3-kinase/AKT signaling pathway activation in gastric carcinomas", publicado na Archives of Medical Science, tema da tese de mestrado de Paula Blandina Chiappini, orientada pela Dra. Maria Dirlei Begnami, Diretora interina do Departamento de Anatomia Patológica.

"Já sabíamos que em alguns tumores muito agressivos de mama ou de cérebro os mecanismos reguladores das funções biológicas associadas às proteínas PI3K/AKT aparecem alterados. Resolvemos estudar a expressão desses mecanismos em tumores gástricos", explica a Dra. Maria Dirlei. A pesquisa confirmou a suspeita.

Os pesquisadores analisaram 239 tumores gástricos e 200 amostras de tecido normal da mucosa gástrica. Em 90% dos carcinomas agressivos havia uma alta expressão de p-AKT, também relacionada, na maioria dos casos, com o tamanho dos tumores e com a presença de metástases. A mesma proteína foi observada em apenas 10% das amostras de tecido normal.

Outra proteína associada a esse mecanismo, a p-mTOR, também só foi encontrada nos tumores, e não havia presença dela no tecido gástrico normal. Enquanto com a proteína PTEN aconteceu o inverso: ela apresentava fraca expressão nas células tumorais e se mostrava forte e difusa nas células de tecido normal.

Traduzindo: a forte presença de p-AKT e p-mTOR  e a ausência de PTEN indicam que os tumores são agressivos e progridem rapidamente.

"Com esses dados, abre-se a possibilidade de utilizar drogas-alvo mais eficazes para os pacientes que não respondem aos tratamentos convencionais", diz a Dra. Maria Dirlei. O estudo teve a participação de vários especialistas aqui do A.C.Camargo, como Dr. Felipe Coimbra, Diretor do Departamento de Cirurgia Abdominal, Dr. Celso de Mello e Dr. Milton Barros e Silva, da Oncologia Clínica, Dr. Clóvis Pinto, da Anatomia Patológica, Dr. Wilson Luiz da Costa Jr., da Cirurgia Abdominal.

Para ver mais informações sobre a pesquisa, clique aqui.

Dra. Maria Dirlei Ferreira de Souza Begnami - CRM 83564
Diretora interina do Departamento de Anatomia Patológica

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Alimentos que ajudam na prevenção do câncer: colo do útero, pulmão e estômago
Boa alimentação pode ajudar na prevenção do câncer. Confira dicas de alimentos que podem ser aliados na prevenção de tumores de colo do útero, pulmão e estômago.
Chegou o inverno. Descubra os cuidados necessários na estação mais gelada do ano
Além de se proteger do frio para evitar doenças como a gripe, diversos cuidados são necessários na estação mais fria do ano. Atividades que auxiliam na manutenção do calor no corpo, como a exposição ao sol e o consumo de bebidas quentes, podem ser uma...
Relatório da American Cancer Society indica queda na taxa de mortalidade entre os principais tipos de câncer
O índice de mortes de 2010 a 2014 diminuiu em 11 dos 16 tipos mais comuns de câncer entre os homens e em 13 dos 18 tipos mais comuns de câncer entre as mulheres, incluindo pulmão, colorretal, mama e câncer de próstata. Os maiores aumentos...
Evolução na sobrevida de pacientes com metástase cerebral
A implementação e difusão de uma técnica de radioterapia cranial focal precisa, que possibilita a administração de uma alta dose de radiação restrita à lesão em fração única (radiocirurgia) ou poucas frações (radioterapia estereotática fracionada), assim como o aumento das opções de tratamento sistêmico (novas...
Em oficina gratuita, nutricionistas ensinam o passo a passo do preparo de receitas que auxiliam na prevenção de câncer
Adotar um estilo de vida saudável é fundamental para reduzir os riscos de desenvolver câncer, e um grande passo é estar atento ao que colocamos na mesa. Focado em difundir o papel protetor de uma alimentação equilibrada, o A.C.Camargo anuncia a agenda de 2013 da...