Neste Junho Vermelho, o A.C.Camargo quer aumentar número de doadores de sangue sem vínculo familiar com pacientes internados

Publicado em: 12/06/2016 - 21:06:00
Release

No Banco de Sangue da Instituição, apenas 38% dos doadores não têm histórico pessoal com pacientes; preocupação cresce no inverno, quando o total de voluntários diminui

Levantamento feito pelo Banco de Sangue do A.C.Camargo Cancer Center apontou que a maior parte (62%) dos doadores de sangue tem algum histórico de parentesco ou de amizade com pacientes que precisam de transfusão de sangue. Apenas 38% dos voluntários não têm esse vínculo. No mês de Junho, quando é celebrada a campanha nacional Junho Vermelho para lembrar a importância da doação de sangue especialmente nos meses de inverno, a Instituição quer aumentar o número de doadores espontâneos, ou seja, que não têm ligação pessoal com os pacientes.

"Recebemos uma média de 2,5 mil doadores por mês. Se levarmos em conta, por exemplo, o tamanho da população de uma metrópole como São Paulo, existe grande oportunidade de aumentar esse indicador", destaca o diretor do Banco de Sangue do A.C.Camargo, Rafael Colella. "Doar sangue precisa fazer parte da cultura das pessoas e a maior motivação para isso é saber que cada doação pode salvar até três vidas."

A doação de sangue é essencial para pacientes com câncer. Em muitos casos, eles são tratados com cirurgias de alta complexidade que demandam ampla reposição de sangue. Há também tratamentos com radioterapia ou quimioterapia que podem afetar a medula óssea e, assim, alterar a produção de sangue, levando a quadros de anemia e níveis baixos de leucócitos e plaquetas. Desta forma, é fundamental que o Banco de Sangue seja constantemente abastecido para suprir a demanda.

Segundo Colella, 60% das transfusões realizadas no A.C.Camargo são de plaquetas. No entanto, esses componentes do sangue têm uma vida útil de apenas cinco dias, o que exige um número maior de doações para que o estoque de plaquetas mantenha-se adequado.  Em comparação, a doação convencional de sangue tem um armazenamento que pode chegar a até 42 dias.

DIAGNÓSTICO DE AIDS E OUTRAS DOENÇAS - Ao ter o sangue coletado, o voluntário tem seu sangue criteriosamente avaliado por uma equipe especializada. Em até 30 dias, recebe em seu domicílio informações relevantes como a tipagem sanguínea e resultados dos testes de Hepatites B e C, HIV, HTLVI/II, doença de chagas, sífilis, dentre outras. Caso apresente algum resultado positivo, ele pode iniciar imediatamente o tratamento contra a doença.

DOAÇÃO DE PLAQUETAS - Para doar plaquetas, o doador passa pela mesma triagem de uma doação de sangue. Há apenas duas ressalvas antes da doação: há uma contagem prévia de plaquetas, pois é necessário que o doador tenha uma quantidade mínima desse componente; e o acesso venoso do voluntário deve ter um calibre apropriado, para produzir um fluxo adequado de sangue para o equipamento. A doação de plaquetas é realizada em uma máquina específica, programada para extrair do sangue apenas a porção necessária e devolver os outros componentes pelo mesmo acesso venoso.
 

IMPORTANTE SABER:

- A doação de sangue é segura e demora cerca de quarenta minutos. 

- A doação de plaquetas leva mais tempo que uma doação normal, durando um pouco mais de uma hora.

- Todo material utilizado na coleta do sangue é descartável, garantindo a segurança do doador. 

O volume de sangue total a ser coletado não excede 8 ml/kg de peso para as mulheres e 9 ml/kg de peso para os homens. O volume admitido por doação é de 450 ml +/- 50ml, aos quais podem ser acrescidos até 30 ml para a realização dos exames laboratoriais exigidos pelas leis e normas técnicas.

- Doar sangue não altera a pressão arterial, não engrossa, nem modifica o sangue. 

- O doador não tem qualquer obrigação de doar sangue novamente. Só faz isso se quiser, com intervalo de 60 dias para os homens e 90 dias para as mulheres.
 

PARA DOAR SANGUE É NECESSÁRIO: 

- Ter entre 16 e 69 anos e mais de 50 quilos. Porém, até os 17 anos, é necessário ser emancipado ou trazer autorização do responsável legal. Aqueles com idade entre 60 e 69 anos devem ter feito uma primeira doação antes dos 60 anos.

- Apresentar um documento de identificação com foto, emitido por órgão oficial, ou uma cópia autenticada.

Estar em boas condições de saúde e alimentado, mas não pode ter ingerido comida gordurosa nas últimas quatro horas.

- Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

- Não ter tido gripe ou febre nos últimos sete dias.

- Ter feito a última doação há mais de 90 dias se for mulher ou 60 dias se for homem.

Não ter feito tatuagem há menos de um ano.

- Não estar grávida ou ter tido parto ou aborto há menos de três meses.

Não estar no período de amamentação.

- Não ter nenhuma doença crônica do tipo cardiopatia, diabetes, tuberculose, doença renal, epilepsia ou hepatite.

Não ter antecedente ou apresentar fator de risco para doenças infecciosas transmissíveis por transfusão - sífilis, doença de Chagas, Aids, Hepatites B e C, malária, HTLV I/II.

- Não ter realizado exames invasivos como colonoscopia ou endoscopia nos últimos seis meses

Observação: O uso de medicamentos, vacinas, acupuntura e piercing serão avaliados individualmente.
 

CUIDADOS APÓS A DOAÇÃO

- A doação não traz riscos para o doador, mas, eventualmente, após a coleta do sangue, a pessoa pode apresentar alguns sintomas: tontura, queda de pressão, desmaio, náuseas, vômitos, dor ou hematoma no local da punção.

Alguns cuidados são necessários para diminuir os efeitos colaterais adversos após a doação: ingerir bastante líquido, não tomar bebida alcoólica ou realizar exercícios físicos no dia da doação, não fazer força com o braço que foi puncionado, não fumar por no mínimo duas horas e aguardar 30 minutos para dirigir carro e 1 hora para dirigir motocicleta.

- Comunicar o Banco de Sangue se apresentar qualquer sintoma de infecção como febre ou diarreia até 7 dias após a doação.

- Se o doador sentir alguns desses sintomas ou outros que não considere normal, deve comunicar imediatamente ou retornar ao Banco de Sangue para avaliação e orientação médica.

- Mais informações
 

Sobre o A.C.Camargo Cancer Center - Fundado em 1953 e referência internacional em oncologia, o A.C.Camargo Cancer Center atua na prevenção, tratamento, ensino e pesquisa do câncer. Com serviços de assistência oncológica para a Saúde Suplementar e para o Sistema Único de Saúde (SUS), é uma Instituição privada sem fins lucrativos, mantida pela Fundação Antonio Prudente, um modelo sustentável que combina atuação social e geração de valor.

Em 2015, realizou mais de 3,7 milhões de atendimentos, 62% deles dedicados aos pacientes do SUS. Sua infraestrutura dispõe de rede com 480 leitos hospitalares, serviços de cirurgia oncológica e robótica, radioterapia, quimioterapia, anatomia patológica e diagnóstico por imagem. Sua equipe é composta por aproximadamente 5 mil profissionais, entre eles mais de 650 médicos, equipe especialista multidisciplinar, enfermeiros e nutricionistas.

A formação de especialistas e disseminação do conhecimento científico estão na essência do A.C.Camargo desde o início de sua história. Em 1953, criou o primeiro e maior Programa de Residência Médica em Oncologia do país com mais de mil especialistas formados ao longo de seis décadas. Seu Programa de Pós-graduação, iniciado em 1997, já formou 579 mestres e doutores. Em 1987, foi pioneiro na implantação da primeira escola hospitalar, a Escola Especializada Schwester Heine, para dar continuidade aos estudos das crianças e adolescentes em tratamento.

O A.C.Camargo ocupa o primeiro lugar no ranking mundial do SCIMAGO entre as instituições de saúde brasileiras que mais publicam nas revistas científicas de maior influência e impacto. Em 2015 esse trabalho resultou em 168 artigos publicados.

Possui também certificações e acreditações para os programas de qualidade e segurança assistencial, governança e gestão ambiental, sendo as mais importantes Acreditação ONA nível III - Excelência, Certificação Qmentum International - Padrão Diamante - pelo Canadian Council on Health Services Accreditation e Certificação ISO 14001 pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini.
 

Facebook: http://www.facebook.com/accamargocancercenter

Twitter: http://www.twitter.com/haccamargo

Google+: https://plus.google.com/+ACCamargoCancerCenter

Youtube: http://www.youtube.com/accamargovideos

LinkedIn: http://www.linkedin.com/company/accamargo

Instagram: https://instagram.com/accamargocancercenter/

 

 

Veja também

A.C.Camargo firma parceria com Publisher do grupo Springer Nature e reestrutura sua revista científica
O A.C.Camargo Cancer Center assinou uma parceria com a BioMed Central, publisher de acesso aberto do grupo Springer Nature, com a proposta de internacionalizar a revista Applied Cancer Research e torná-la uma opção para autores de trabalhos voltados para diferentes áreas da Oncologia. Editada pela...
Com prevenção é possível melhorar o cenário em torno dos tumores no aparelho digestivo, alerta especialista do A.C.Camargo Cancer Center
Evitar infecções virais, como Hepatites B e C, e bacteriana, como pela H.Pylori, beber com moderação, não fumar, evitar a obesidade, assim como o consumo em excesso de sal e de carnes defumadas são algumas das medidas preventivas que podem reduzir a incidência e mortalidade...
A.C.Camargo Cancer Center e Grupo Fleury: parceria para fortalecer a pesquisa em câncer
Parceria estudará a identificação de marcadores para a maior eficácia na aplicação da Imunoterapia, a detecção precoce de tumores ou sua recidiva e a identificação de tumores primários quando há metástase de origem desconhecida.São Paulo, agosto de 2018 – O A.C.Camargo Cancer Center e o...
Como tratar a mulher jovem com câncer de mama será um dos focos de Congresso promovido pelo A.C.Camargo Cancer Center
Apesar de menos frequente, o câncer de mama em mulheres abaixo dos 40 anos costuma ser diagnosticado em fases mais avançadas, e está associado a tipos histológicos mais agressivos. O desafio está em definir o perfil destas pacientes e oferecer uma terapia personalizada, eficaz e...
Campanha do A.C.Camargo Cancer Center enfatiza a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e mostra que as mulheres precisam ir além do autoexame
Campanha publicitária "Mãos quase perfeitas" entra no ar hoje, 17 de outubro, para reforçar a importância da realização da mamografia para o diagnóstico precoce do câncer de mama, em alusão ao Outubro Rosa. É importante a mulher conhecer o próprio corpo por meio do autoexame...