Mitos & verdades sobre doação de sangue

Publicado em: 09/01/2020 - 16:01:00
Institucional
Prevenção
Epidemiologia
Mitos & Verdades

Uma verdadeira prova de amor a quem você não conhece, a doação de sangue pode ajudar a salvar vidas. Confira os principais mitos e verdades sobre o tema com Dr. Rafael Colella, diretor do Banco de Sangue do A.C.Camargo Cancer Center.

Doar sangue pode causar alterações no organismo?

Mito. Entre os principais medos da população - e também um dos maiores mitos sobre o assunto - o ato de doar sangue não causa alterações na espessura ou viscosidade do sangue. Também não está relacionado ao surgimento de doenças, como anemia. O procedimento é realizado com materiais descartáveis para evitar o risco de qualquer tipo de infecção que um reutilizável poderia trazer. A doação de sangue também não emagrece, uma vez que a quantidade retirada é rapidamente recuperada pelo próprio organismo.
 

A doação de sangue é fundamental para alguns pacientes?

Verdade. O sangue não pode ser produzido artificialmente, logo, sem a doação, não há a possibilidade de transferir o sangue para quem precisa. Em um Cancer Center isso é ainda mais importante, visto que alguns tratamentos podem inibir elementos de produção do sangue temporariamente. Por isso, a doação de sangue precisa ser constante - homens podem doar até quatro vezes ao ano, enquanto mulheres três.
 

É possível retornar ao trabalho após a doação?

Verdade. A recomendação que se faz ao doador de sangue é evitar, no mesmo dia, atividades de risco, que exijam grande esforço físico. Caso trabalhe em escritório, por exemplo, pode retomar ao ofício normalmente. De qualquer modo, a lei trabalhista assegura ao empregado que realizar a doação de sangue o abono do dia de trabalho.
 

A tatuagem impossibilita a doação de sangue?

Depende. Nesse caso, o fator determinante é o tempo. Se a tatuagem tiver ocorrido há pelo menos um ano, a doação de sangue pode ser realizada. Caso contrário, essa doação será recusada na triagem, devido à desconhecida procedência da agulha utilizada na tatuagem. 

O período de um ano é o necessário para verificar alguma alteração patológica no sangue. Já quem utiliza piercings pode ser impossibilitado de doar, independentemente do tempo em que colocou o acessório.
 

Realizar endoscopia impede a doação de sangue?

Depende. É obrigatório o período de seis meses após um procedimento endoscópico para a doação de sangue.
 

Após a vacinação é preciso esperar algum tempo para doar sangue novamente?

Verdade. De acordo com a vacina aplicada,  a pessoa deverá aguardar um tempo mínimo para poder doar sangue. Esse intervalo varia conforme o tipo da vacina. Por isso, recomenda-se a consulta prévia com um profissional do Banco de Sangue para saber quando será possível a realização da doação. A vacina para gripe, por exemplo, exige o prazo de um mês apóa a aplicação para a realização da doação.
 

Quem tem prolapso da válvula mitral pode doar sangue?

Verdade. Os portadores de prolapso de válvula mitral não possuem contraindicação para a doação de sangue. No entanto, indivíduos com essa característica podem tomar medicamentos que excluiriam essa possibilidade. Por isso, no momento da triagem, o doador deve informar todos os remédios que utiliza regularmente.

Dr. Rafael Colella - CRM 30942
Diretor do Banco de Sangue
 

Mais informações:

Banco de Sangue do A.C.Camargo Cancer Center
Horários de funcionamento
Segunda a sexta, das 8h às 17h
Sábados, das 8h às 15h
O Banco de Sangue não abre aos domingos e feriados
Endereço: Rua Castro Alves, 131, Aclimação - São Paulo - SP
Telefone: (11) 2189-5000 - ramal 2233

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Câncer de mama também atinge homens
Eles representam apenas 1% dos casos; apesar de raro é importante ficar de olho Ao contrário do que se pode pensar à primeira vista, o câncer de mama não atinge somente mulheres: os homens também podem desenvolvê-lo. Isso se deve ao fato de que eles...
Covid-19: como manter sua saúde mental em tempos de coronavírus
O momento traz incertezas, medos e inseguranças. Mas, além de seguir as recomendações que estão sendo passadas para prevenir o contágio, é importante manter a saúde mental. Confira o vídeo abaixo e veja algumas dicas para este período: .video-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; padding-top...
Animação Coronavírus
video { width: 100%; height: auto; }
Câncer de colo de útero: o que fazer para erradicar a doença
O câncer de colo de útero é um tipo de tumor que afeta a parte inferior do órgão reprodutor feminino, e que pode não apresentar sintomas na fase inicial. Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil teve mais de 16 mil novos...
Linfoma de Hodgkin: um dos primeiros sinais pode ser um carocinho no pescoço
O ex-futebolista e comentarista esportivo Caio Ribeiro, 46 anos, anunciou em suas redes sociais que luta contra um linfoma de Hodgkin: um tipo de “câncer no sangue” que surge no sistema linfático, uma rede de pequenos vasos e gânglios que é parte tanto do sistema...