Arte gráfica com fundo verde escuro. Ao lado direito, uma mulher branca está com touca médica e máscara de proteção manipulando um soro fisiológico.

Imunoterapia: saiba em quais casos o tratamento é eficaz para tumores colorretais

Publicado em: 19/02/2021 - 14:02:19
Tratamento
Diagnóstico
Imunoterapia
Tumores Colorretais
Cólon
Linha Fina

Diferentemente da quimioterapia, que atua diretamente na célula tumoral, a imunoterapia ativa o nosso sistema imunológico para combater o câncer 

A imunoterapia é um tratamento inovador que funciona como agente do bem em nosso organismo: ele dá um comando para que o sistema imunológico reconheça e destrua as células tumorais. Para funcionar, a imunoterapia se liga a proteínas presentes em alguns tipos de tumores e nas células do sistema imunológico.

Com isso, os efeitos colaterais costumam ser menores do que aqueles sentidos durante o tratamento por quimioterapia convencional.

Hoje estão disponíveis dois tipos de imunoterapia: os anticorpos monoclonais anti-PD1/PD-L1 e os anticorpos anti-CTLA4. Ambos são de administração intravenosa.


Imunoterapia x câncer de cólon

Contudo, o tratamento não funciona para todos os tipos de tumores. "Sabe-se que apenas que uma parcela muito pequena dos pacientes com tumores colorretais se beneficia de tratamento com imunoterápico", explica o Dr. Celso Abdon, líder do Centro de Referência em Tumores Colorretais do A.C.Camargo Cancer Center. "São pacientes que apresentam metástases e cujo tumor mostra alteração nos genes de reparo do DNA. Isso ocorre em aproximadamente 5% dos tumores colorretais".

Uma das vantagens da imunoterapia é não provocar efeitos colaterais na produção de glóbulos brancos e, consequentemente, os pacientes não apresentam queda dos níveis de leucócitos, que são as células que fazem a defesa contra bactérias, por exemplo. Desta forma, o risco de infecção e internação é reduzido.


Imunoterapia: efeitos

A imunoterapia é bem tolerada de forma geral, mas nem por isso deixa de ter efeitos colaterais. Os mais frequentes são falta de ar, coceira na pele e diarreia.

"No geral, os efeitos da imunoterapia são fáceis de serem tratados. Em tratamentos específicos, podem ser mais frequentes e severos, mas são casos raros", diz.

Clique aqui e conheça os sinais e sintomas do câncer de cólon. Para saber mais sobre nosso Atendimento Oncológico Protegido e outras notícias sobre câncer, clique aqui.

Celso Abdon Lopes de Mello

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Dia Internacional da Enfermagem (12/5): o amor pela profissão que permeia a história
Conheça a primeira turma de enfermeiras do A.C.Camargo A saúde de todos os pacientes passa pela enfermagem. Da prevenção à reabilitação, a equipe de profissionais sempre está a postos para cuidar e para acolher o paciente e seus familiares. Para celebrar a profissão, em 12...
Câncer de próstata: um infográfico com todas as etapas de diagnóstico e tratamento
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os homens (atrás do câncer de pele não melanoma), com previsão, segundo o INCA, de 65.840 novos casos para 2021, algo que representa 29,2% da população masculina brasileira. Para que você saiba...
Coronavírus: cuidados necessários para quem toma hormônio contínuo
Paciente não faz parte do grupo de risco e deve ter as mesmas precauções da população geral O novo Coronavírus mudou a rotina de muita gente e é importante estar atento à higienização correta das mãos, à etiqueta da tosse e ao isolamento social. Para...
Tomografia computadorizada: aliada no diagnóstico da Covid-19 para pacientes sintomáticos
Estudo realizado pelo corpo clínico do A.C.Camargo discute a eficiência desse exame de imagem na pandemia A tomografia computadorizada (TC) pode auxiliar na realização do diagnóstico da Covid-19 em pacientes sintomáticos. É a tese de um estudo realizado pelo corpo clínico do A.C.Camargo, intitulado Chest...
Conheça os sinais e sintomas dos tumores na região da garganta
A garganta, assim como a boca, participa da respiração, fala, alimentação e deglutição, contendo vários tipos de células e tecidos nos quais diferentes tipos de tumores podem se desenvolver. Alguns sintomas são comuns para grande parte dos tumores na garganta. Outros são bem específicos. Por...