Estudo aprofunda tratamento para o câncer esofagogástrico ressecável HER2 positivo

Publicado em: 04/06/2020 - 13:06:10
Pesquisa
Tratamento
Quimioterapia
Tumores do Aparelho Digestivo Alto

Por Victor Hugo Fonseca de Jesus, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center

O PETRARCA/FLOT6 é um estudo randomizado de fase II, concebido por múltiplos centros acadêmicos na Alemanha, que envolveu 81 pacientes com câncer esofagogástrico ressecável HER2 positivo.

O trabalho comparou o tratamento habitual de quatro ciclos de quimioterapia – com esquema FLOT antes da cirurgia seguido de mais quatro ciclos do mesmo esquema – com o mesmo tratamento acrescido de Trastuzumabe e Pertuzumabe antes e depois da cirurgia. 

É uma evolução, pois representa o primeiro estudo randomizado de terapia anti-HER2 em pacientes com adenocarcinoma esofagogástrico localizado.


Como funciona

A combinação de Trastuzumabe e Pertuzumabe exibe um efeito sinérgico, evitando os efeitos biológicos da ativação da proteína HER2 nos tumores esofagogástricos.


Objetivo 

Pacientes com tumores esofagogástricos com hiperexpressão da proteína HER2 apresentam um prognóstico desfavorável quando comparados àqueles que não apresentam tumores expressando a mesma. 

Em outros cenários, como no câncer de mama, a combinação de terapias anti-HER2, como Trastuzumabe + Pertuzumabe, é uma pratica consolidada. 


Principal novidade e benefícios 

O aumento de taxa de resposta patológica e os dados iniciais de sobrevida livre de doença apontam para benefícios significativos desta combinação. Além disto, o uso de FLOT + Trastuzumabe + Pertuzumabe parece ser seguro.

Apesar de ser necessário aguardar dados mais maduros de sobrevida global, dados preliminares apontam para uma maior chance de cura para estes pacientes.

Esse estudo traz novos insights sobre o papel da proteína HER2 no câncer esofagogástrico e aponta para o papel do tratamento com terapia anti-HER2 em casos de pacientes com doença não metastática.


Pontos de atenção 

O estudo foi fechado precocemente após resultados negativos de um outro estudo, que avaliou a combinação de quimioterapia + Trastuzumabe + Pertuzumabe no cenário da doença metastática. 

Então, apesar de promissor, vale lembrar que o número de pacientes neste estudo é pequeno para se chegar a conclusões definitivas. Além disso, apesar de bem tolerada, a combinação que envolveu o uso de Trastuzumabe + Pertuzumabe esteve associada a um aumento do risco de algumas toxicidades – notadamente, diarreia, fadiga e queda de glóbulos brancos.


Conclusão 

Os dados são promissores, mas devem ser confirmados por estudos mais robustos antes da utilização ampla desta estratégia de tratamento. 

Novamente, este estudo traz novos insights sobre o papel da proteína HER2 no câncer esofagogástrico e aponta para o papel do tratamento com terapia anti-HER2 em casos de pacientes com doença não metastática.

Victor Hugo Fonseca de Jesus

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

ESMO Virtual Congress 2020: veja as principais novidades do congresso europeu de oncologia
Este ano, por conta da pandemia por Covid-19, o congresso europeu de oncologia da ESMO (European Society for Medical Oncology), um dos mais importantes do mundo, foi totalmente virtual e transmitido ao vivo entre os dias 19 e 21 de setembro de 2020. Além de...
Coronavírus: cuidados necessários para quem toma hormônio contínuo
Paciente não faz parte do grupo de risco e deve ter as mesmas precauções da população geral O novo Coronavírus mudou a rotina de muita gente e é importante estar atento à higienização correta das mãos, à etiqueta da tosse e ao isolamento social. Para...
Segurança do Paciente: as 6 metas internacionais
Colaboradores do A.C.Camargo contam como cumprem tais medidas preventivas A Organização Mundial de Saúde estabeleceu seis metas internacionais de segurança do paciente. Tamanha a importância, há até um Dia Mundial da Segurança do Paciente, celebrado em 17 de setembro – daí a programação intensa de...
Dr. Eduardo Bertolli apresenta novo nomograma no congresso da European Association of Dermato Oncology
O modelo matemático prevê a probabilidade de linfonodo sentinela comprometido por melanoma Em 26 de abril, o doutor Eduardo Bertolli, cirurgião oncológico do Centro de Referência de Tumores Cutâneos, apresentou no congresso da European Association of Dermato Oncology (EADO) um novo nomograma desenvolvido por ele...
Guia da Mulher: dicas e alertas para mulheres durante o tratamento oncológico
Os cuidados com a saúde devem ser intensificados durante o tratamento de câncer. Algumas condutas terapêuticas, como a quimioterapia, podem aumentar o nível de sensibilidade da pele, tornando-a mais propensa a irritações ou lesões. Entre as dúvidas mais comuns dos pacientes, há perguntas sobre maquiagem...