Senhora branca de uns 50 anos de perfil, olhos fechados, sem roupa do ombro para cima

Cuidados com a pele durante a radioterapia

Publicado em: 01/12/2020 - 16:12:09
Tratamento
Prevenção
Radioterapia
Tumores Cutâneos
Linha Fina

O tratamento pode reservar alguns efeitos colaterais; saiba como lidar com eles 

A radioterapia é um importante método de combate ao câncer que utiliza a radiação para destruir as células tumorais. Apesar da sua eficácia, alguns efeitos colaterais podem surgir e são até mesmo esperados. Em linhas gerais, os efeitos mais comuns são cansaço e alterações na pele. É importante destacar que isso pode variar de paciente a paciente, do tipo de tumor e sua localização e que hoje esses efeitos são minimizados com os novos avanços tecnológicos. 

“Procuramos sempre tranquilizar os nossos pacientes, pois uma dúvida constante é a de que esses efeitos na pele são resultado de algo que deu errado no tratamento. Não: essas alterações são consideradas inevitáveis pelo contato da radiação na pele e podem ser facilmente contornadas e minimizadas”, explica Juliana Casagrande, dermatologista do A.C.Camargo Cancer Center. 


Principais efeitos esperados da radioterapia na pele

Um dos principais efeitos na pele é a radiodermatite, uma vermelhidão causada pela exposição à radiação, que ocorre em aproximadamente 95% dos pacientes. Além disso, inchaço, dor, coceira e bolhas também podem aparecer, mas são mais raros. “No A.C.Camargo, todos os sintomas são monitorados por enfermeiros e médicos especializados em radioterapia, o que traz mais segurança para o paciente”, explica Kátia Trigo, enfermeira e supervisora da Radioterapia no A.C.Camargo Cancer Center. 

Esse acompanhamento multidisciplinar permite evitar sintomas graves e atuar de forma mais efetiva na qualidade e bem-estar dos pacientes. De olho nisso, A.C. Camargo possui dentro do Núcleo de Câncer da Pele e Dermatologia, o ambulatório de reações adversas aos tratamentos oncológicos coordenado pelas dermatologistas Dra. Adriana Mendes e Dra. Ivana Lameiras para avaliar os pacientes mais graves.


Cuidados com a pele durante o tratamento com radioterapia 

Durante as sessões de radioterapia não é recomendado que o paciente use nenhum tipo de hidratante, creme ou pomada: a pele deve estar limpa, porém não é necessário lavar o local ou tomar banho antes da sessão.
Cremes hidratantes à base de água, sem cheiro, sem álcool e sem óleo podem ser utilizados duas horas antes da radiação para que ocorra a absorção completa do produto na pele.  Outras recomendações são importantes, tais como:
•    Não se expor ao sol durante o tratamento
•    Utilizar sabonetes com ph neutro
•    Utilizar roupas confortáveis e evitar tecidos sintéticos
•    Beber bastante água, se não existir nenhuma restrição
•    Evitar banho com água quente
•    Não utilizar desodorante do lado da axila que será irradiada (no caso de tumores de mama)
•    Não depilar a axila com cera, cremes depilatórios ou lâminas do lado que realizará o tratamento (em caso de tumores de mama)
•    Não utilizar sutiãs com aro e renda e dar preferência a sutiãs de algodão (em caso de tumores de mama)
•    Ao fazer a barba utilizar laminas flexíveis e não utilizar creme/loção pós-barba (em caso de tumores de cabeça e pescoço)

Os efeitos colaterais da radioterapia irão variar de acordo com as taxas de radiação e a própria individualidade do organismo de cada paciente. Ao sinal de qualquer reação ou dúvida, é importante que o paciente comunique a equipe multidisciplinar que o acompanha que estará preparada para auxiliá-lo no manejo dos sintomas. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Colonoscopia: rastreamento eficaz, expansão difícil
Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer colorretal está entre os três tumores mais comuns na população brasileira, com 16,66 casos para cada 100 mil homens e 17,62 para 100 mil mulheres. No entanto, o principal exame de rastreamento da doença, a...
Outubro Rosa: aspectos físicos e o legado emocional
Neste Outubro Rosa, as líderes do Centro de Referência em Tumores da Mama do A.C.Camargo Cancer Center realizaram uma live que discutiu todos os aspectos do câncer de mama. Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que coloca holofotes na necessidade do diagnóstico precoce para...
Tumores ginecológicos: uma seleção de conteúdos para você saber tudo sobre a saúde da mulher
Tumores ginecológicos: mais de 30 mil mulheres são diagnosticadas anualmente, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Uma vez que os sintomas são ausentes ou inespecíficos na fase inicial do tumor, muitas vezes fica complicado perceber precocemente um câncer de colo de útero...
Câncer de cólon e reto: conheça os fatores de risco, sinais e sintomas
O câncer de cólon e reto é o terceiro mais comum entre os homens e mulheres no Brasil – um tipo de tumor que, inclusive, foi diagnosticado naquele que é considerado o maior jogador de futebol de todos os tempos, o “Atleta do Século”. Segundo...
A.C.Camargo Cancer Center apresenta nova unidade na Aclimação e anuncia expansão
Com investimento de R$ 360 milhões, rede de unidades ambulatoriais reorganiza os serviços no modelo cancer center para melhorar acesso, conforto e comodidade do paciente. Complexo hospitalar na Liberdade passa a concentrar alta complexidade. O A.C.Camargo Cancer Center apresentou nesta semana a Unidade Pires da...