Citometria de fluxo: análise de células para o melhor tratamento

Publicado em: 13/06/2019 - 17:06:29
Tratamento
Pesquisa
Biologia celular

Tecnologia permite que os pesquisadores identifiquem, entre milhões de células dos pacientes, os padrões relacionados à melhor resposta às drogas imunoterápicas

Cientistas do Grupo de Pesquisa em Imunoterapia do A.C.Camargo utilizam a inteligência artificial e uma máquina de última geração para aumentar a abrangência e a eficiência da imunoterapia – um tipo de tratamento que utiliza o próprio sistema imunológico dos pacientes para destruir os tumores.

Trata-se da citometria de fluxo de alta performance. Essa tecnologia permite que os pesquisadores identifiquem, entre milhões de células dos pacientes, os padrões relacionados à melhor resposta às drogas imunoterápicas, o que personaliza o tratamento.

“A imunoterapia é promissora, eficiente e tem menos efeitos colaterais, mas pode não funcionar para alguns pacientes”, conta o imunologista Kenneth Gollob, head do grupo de Imuno-oncologia Translacional do A.C.Camargo. “Com a citometria de fluxo, conseguimos encontrar novos marcadores relacionados à boa resposta imunológica e direcionar o tratamento a quem terá benefício.” 

A partir de uma amostra pequena de sangue ou do tumor, coletada dos pacientes do A.C.Camargo, o equipamento avalia 30 parâmetros simultaneamente em até 5 mil células por segundo. “Isso gera uma quantidade gigantesca de dados, que só tem resultados tangíveis graças à bioinformática”, acrescenta Kenneth. 

A informação da citometria de fluxo é analisada por um algoritmo, que encontra padrões relacionados à resposta imunológica, revelando os mecanismos que levam uma droga a ser eficiente para um paciente. Graças à inteligência artificial e ao aprendizado de máquina, quanto mais amostras são analisadas, mais robustos são os resultados. 

A evolução da imunoterapia já aconteceu com outra terapia disruptiva, a manipulação das células do sistema imune para que elas possam reconhecer e eliminar as células tumorais com maior eficiência. Esta abordagem é denominada Car-T Cells.

 

Ritmo forte

De acordo com o premiado pesquisador Yosef Yarden, do Weizmann Institute of Science, em Israel, a convergência tem sido fundamental para as descobertas que estão revolucionando o tratamento do câncer. 

“Graças à convergência, nós cientistas acreditamos que vamos testemunhar descobertas radicais sobre a detecção precoce do câncer”, afirma o cientista. “Metodologias como a espectrometria de massas e os fragmentos de DNA no sangue nos permitirão detectar tumores mais cedo, em fases nas quais as células tumorais ainda estão vulneráveis, aumentando a chance de cura.”

A superintendente de Pesquisa do A.C.Camargo, Vilma Martins, também acredita que a convergência é o caminho para acelerar ainda mais os benefícios aos pacientes com câncer. 

“Os avanços que temos conseguido, incluindo terapias disruptivas como a imunoterapia, dependem de muito conhecimento gerado em diferentes áreas da ciência”, avisa a doutora Vilma. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Sarcomas: A.C.Camargo integra grandiosa pesquisa para entender melhor esses raros tumores
Sarcomas são tumores raros. Os mais comuns atingem as chamadas partes moles, como músculos, gordura, tendões, ligamentos, vasos sanguíneos, nervos periféricos e outros tecidos. Com o objetivo de entender melhor esses raros tumores e implementar melhores práticas que possam ser replicadas em vários países, o...
Outubro Rosa: Centro de Referência em Tumores da Mama dispõe das melhores práticas, do diagnóstico à reabilitação
Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que coloca holofotes na necessidade do diagnóstico precoce para o câncer de mama, que tem estimativa de 66.280 novos casos para cada ano do triênio 2020-2022 – o segundo mais comum entre as brasileiras. E, quando o câncer...
Combinar medicamentos se mostra eficaz para pacientes com câncer de pulmão que não respondem às terapias disponíveis
Na conferência Magna do Next Frontiers to Cure Cancer na sexta, 17, evento promovido pelo A.C.Camargo Cancer Center, o cientista Yosef Yarden, do Instituto Weizmann de Ciências, de Israel, falou sobre estudos que buscam tratamentos mais eficazes para os pacientes com tumores malignos de pulmão...
Cientistas brasileiros lideram estudo que pode revolucionar o tratamento do câncer de próstata
Um estudo iniciado há mais de cinco anos no MD Anderson Cancer Center, em Houston, Estados Unidos, por um grupo de pesquisadores de diversos países, entre eles três brasileiros, acaba de ter suas conclusões publicadas em uma das principais revistas científicas internacionais, o PNAS (Proceedings...
Confira dicas de alimentação para reduzir os efeitos colaterais do tratamento oncológico
Saiba o que e como comer em casos de diarreia, falta de apetite, dor para engolir, entre outros sintomas Durante o tratamento de quimioterapia ou radioterapia, o paciente poderá apresentar alguns efeitos colaterais como enjoos, diarreia, alteração do paladar, falta de apetite, constipação e feridas...