Citometria de fluxo: análise de células para o melhor tratamento

Publicado em: 13/06/2019 - 17:06:29

Tecnologia permite que os pesquisadores identifiquem, entre milhões de células dos pacientes, os padrões relacionados à melhor resposta às drogas imunoterápicas

Cientistas do Grupo de Pesquisa em Imunoterapia do A.C.Camargo utilizam a inteligência artificial e uma máquina de última geração para aumentar a abrangência e a eficiência da imunoterapia – um tipo de tratamento que utiliza o próprio sistema imunológico dos pacientes para destruir os tumores.

Trata-se da citometria de fluxo de alta performance. Essa tecnologia permite que os pesquisadores identifiquem, entre milhões de células dos pacientes, os padrões relacionados à melhor resposta às drogas imunoterápicas, o que personaliza o tratamento.

“A imunoterapia é promissora, eficiente e tem menos efeitos colaterais, mas pode não funcionar para alguns pacientes”, conta o imunologista Kenneth Gollob, head do grupo de Imuno-oncologia Translacional do A.C.Camargo. “Com a citometria de fluxo, conseguimos encontrar novos marcadores relacionados à boa resposta imunológica e direcionar o tratamento a quem terá benefício.” 

A partir de uma amostra pequena de sangue ou do tumor, coletada dos pacientes do A.C.Camargo, o equipamento avalia 30 parâmetros simultaneamente em até 5 mil células por segundo. “Isso gera uma quantidade gigantesca de dados, que só tem resultados tangíveis graças à bioinformática”, acrescenta Kenneth. 

A informação da citometria de fluxo é analisada por um algoritmo, que encontra padrões relacionados à resposta imunológica, revelando os mecanismos que levam uma droga a ser eficiente para um paciente. Graças à inteligência artificial e ao aprendizado de máquina, quanto mais amostras são analisadas, mais robustos são os resultados. 

A evolução da imunoterapia já aconteceu com outra terapia disruptiva, a manipulação das células do sistema imune para que elas possam reconhecer e eliminar as células tumorais com maior eficiência. Esta abordagem é denominada Car-T Cells.

 

Ritmo forte

De acordo com o premiado pesquisador Yosef Yarden, do Weizmann Institute of Science, em Israel, a convergência tem sido fundamental para as descobertas que estão revolucionando o tratamento do câncer. 

“Graças à convergência, nós cientistas acreditamos que vamos testemunhar descobertas radicais sobre a detecção precoce do câncer”, afirma o cientista. “Metodologias como a espectrometria de massas e os fragmentos de DNA no sangue nos permitirão detectar tumores mais cedo, em fases nas quais as células tumorais ainda estão vulneráveis, aumentando a chance de cura.”

A superintendente de Pesquisa do A.C.Camargo, Vilma Martins, também acredita que a convergência é o caminho para acelerar ainda mais os benefícios aos pacientes com câncer. 

“Os avanços que temos conseguido, incluindo terapias disruptivas como a imunoterapia, dependem de muito conhecimento gerado em diferentes áreas da ciência”, avisa a doutora Vilma. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Câncer de mama, estudos e seus achados
Confira os resultados promissores de três publicações realizadas pelos especialistas A.C.Camargo Cancer Center Câncer de mama, o tipo de tumor que mais acomete mulheres no Brasil – está atrás do câncer de pele não melanoma. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para...
Câncer colorretal metastático: células tumorais circulantes como prognóstico
Conduzido pelo corpo clínico do A.C.Camargo Cancer Center, trabalho foi apresentado na ASCO GI 2020, em San Francisco O câncer colorretal é, no Brasil, o segundo mais frequente entre as mulheres e entre os homens, descontando-se os tumores de pele não-melanoma. Esses dados, atualizados em...
Descobrindo a Ciência, um projeto que visa aproximar o público jovem do tema
No material existem experiências e outras atividades lúdicas sobre o universo científico Aproximar a ciência do público jovem por meio da difusão de conhecimentos sobre pesquisa científica e inovação aplicadas ao câncer. Eis o objetivo do caderno Descobrindo a Ciência. A iniciativa faz parte do...
Everolimo pode oferecer controle prolongado em pacientes com tumores neuroendócrinos
Publicado no Journal of Gastrointestinal Oncology, estudo sugere que medicamento atuaria quando esse raro tipo de câncer atinge o pâncreas de forma metastática Tumores neuroendócrinos pancreáticos metastáticos (pNETs) costumam ser tratados com everolimo, um inibidor oral da via mTOR, ou com sunitinibe, um medicamento antiangiogênico...
Equipe do A.C.Camargo Cancer Center participa do San Antonio Breast Cancer Symposium
Médicas e cientista estiveram presentes para discussões sobre câncer de mama Uma equipe de médicas e pesquisadoras do A.C.Camargo Cancer Center participou da 42ª edição do San Antonio Breast Cancer Symposium, no Texas (EUA). Estiveram presentes Dra. Fabiana Makdissi (head do Centro de Referência de...