Homem branco de olhos azuis usando camiseta branca se olhando no espelho, no canto inferior direito, um laço azul colocado digitalmente na imagem

Câncer urológico e função urinária: mitos e verdades

Publicado em: 20/11/2020 - 10:11:13
Diagnóstico
Tratamento
Suporte e Reabilitação
Tumores Urológicos
Linha Fina

 

Conversamos com o Dr. Stênio de Cássio Zequi, head de Urologia do A.C.Camargo Cancer Center, para esclarecer as principais dúvidas sobre câncer urológico (câncer de bexiga, pelve, pênis, próstata, rim e testículos) e a função urinária após o tratamento

 

Todo tipo de câncer urológico pode resultar em incontinência urinária.

Mito. As alterações do controle do trato urinário costumam ocorrer nos tipos de câncer de próstata ou bexiga (quando há a cirurgia para remoção desse órgãos ou cirurgias repetidas neles. A associação entre cirurgia e radioterapia pode aumentar os riscos da perda urinária involuntária).

De qualquer forma, o descontrole total da urina para ir ao banheiro é raro, ocorrendo em uma minorias das intervenções cirúrgicas em pacientes com câncer urológico. Vale ressaltar que hoje em dia a medicina usa de recursos tecnológicos (como a cirurgia robótica minimamente invasiva, radioterapia modernas, cirurgias endoscópicas, ablações térmicas etc) que contribuem para que o paciente tenha maior qualidade de vida.

Para os casos em que há incontinência, o problema pode ser facilmente tratado com medicamentos ou fisioterapia local.

Os casos mais graves podem ser resolvidos com cirurgia.


Sou jovem, não corro riscos de desenvolver incontinência urinária após o tratamento contra o câncer.

Mito. A idade do paciente não é fator determinante para uma possível incontinência urinária após o tratamento oncológico. Alguns pacientes mais jovens podem se beneficiar de uma recuperação mais rápida, mas em geral não existe associação científica entre paciente jovem e descontrole do trato urinário.

Entretanto, pessoas mais idosas podem ter doenças neurológicas, ou outras doenças ou terem submetido a cirurgias, ou tomar medicações que podem afetar o controle da urina.

 

Toda incontinência urinária pode ser curada após o tratamento oncológico.

Verdade. Em alguns casos, os pacientes relatam incontinência urinária após a cirurgia contra o câncer (próstata principalmente), mas que gradualmente melhora, conforme o quadro de saúde do paciente.

Existe tratamento para todo tipo de incontinência urinária, que pode ser tratada com medicação, fisioterapia ou, em alguns casos, cirurgia. A maioria dos pacientes retoma normalmente a rotina.

 

Stênio de Cássio Zequi | A.C.Camargo Cancer Center

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Podcast Rádio Cancer Center #16 - Os sinais e sintomas do câncer de mama
Câncer de mama: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 66.280 novos casos para cada ano do triênio 2020-2022. Assim, é vital que as pessoas se atentem a sinais e sintomas e, ao notá-los, procurem ajuda médica. Com a palavra, o Doutor Renato Cagnacci Neto...
O futuro da oncologia por métodos genômicos e moleculares
Saiba mais nesta conversa com a cientista e head do Laboratório de Genômica e Biologia Molecular do A.C.Camargo, Dirce Carraro Sobre o futuro da oncologia em termos de prevenção e tratamento por análises genômicas: que avanços recentes a gente poderia destacar? Eu destacaria vários aspectos...
Seis dicas para aliviar a mente e manter o paciente confortável durante a sessão de quimioterapia
A quimioterapia é uma das mais importantes formas de tratamento do câncer, que utiliza medicamentos para destruir ou inibir o desenvolvimento de células tumorais. Pode ser aplicada por via oral ou de forma intravenosa, ou seja, diretamente na veia por meio de cateteres. Como o...
9 fatores que podem contribuir para o câncer de boca
O câncer de boca pode se desenvolver no seu revestimento interno (mucosa bucal), nas gengivas, nos dois primeiros terços da língua, no soalho bucal (a parte que fica embaixo da língua), no céu da boca e na área atrás dos dentes do siso, chamada trígono...
Pacientes com linfonodo positivo e adenocarcinoma têm mais risco de recidiva em outros órgãos
Estudo conclui, contudo, que um ciclo de quimioterapia adicional e reforçado poderia minimizar a reincidência de tumores em portadoras de câncer de colo uterino Pacientes com câncer de colo de útero com linfonodo comprometido e adenocarcinoma, por exemplo, têm mais chance de recidiva à distância...