Câncer de estômago: saiba mais sobre o diagnóstico da jogadora de vôlei Paula Borgo

Publicado em: 02/09/2022 - 12:09:24
Linha Fina

A atleta do time Barueri anunciou uma pausa na carreira para se submeter ao tratamento

O Barueri anunciou que a jogadora Paula Borgo, 28 anos, tem um câncer de estômago e precisará se ausentar das quadras. A jogadora, que integra a equipe de José Roberto Guimarães, anunciou uma pausa para realizar o tratamento. O anúncio foi feito nas redes sociais do time da Grande São Paulo.

Estima-se que o câncer de estômago 20 mil pessoas no Brasil por ano, segundo dados do INCA, sendo mais frequente duas vezes mais em homens do que mulheres. Em geral, o diagnóstico acontece a partir dos 60 anos, no entanto os pacientes mais jovens não estão livres de serem afetados.

“No caso dessa jogadora, o caso chama a atenção pela idade. Pacientes mais jovens devem ter analisado possíveis fatores hereditários que podem ter relação com o risco aumentado para câncer de estômago”, explica o Dr. Felipe Coimbra, Líder do Centro de Referência em Tumores do Aparelho Digestivo Alto do A.C.Camargo Cancer Center.


Câncer de estômago: diagnóstico e tratamento

Nestes casos, o especialista explica que, quando esse grupo de risco é identificado, é possível reforçar a necessidade de exames de investigação para detecção precoce e as chances de cura são cada vez maiores.

“Os tratamentos estão cada vez mais avançados e esse tipo de tumor pode ser tratado com cirurgia, quimioterapia e imuonterapia, onde o próprio sistema imunológico do paciente é estimulado para combater o tumor”, afirma o Dr. Felipe Coimbra.

Os principais sinais e sintomas se confundem com doenças gástricas benignas, como gastrite, e estão entre falta de apetite, perda de peso, dor abdominal, desconforto estomacal e má digestão.

“Se esses sintomas persistem ou se repetem mais de duas vezes por semana, é sempre bom investigar. Os médicos generalistas precisam valorizar esses quadros e investigar com os exames adequados. E, quando necessário, encaminhar ao oncologista”, finaliza o Dr. Felipe Coimbra.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A bebida alcoólica eleva o risco de um câncer de boca?
A bebida alcoólica pode ser, sim, um fator de risco para o desenvolvimento de um câncer. Essa associação ocorre não apenas para um tumor de cabeça e pescoço, como boca, faringe e laringe. O álcool também pode implicar problemas no esôfago, mama e intestino grosso...
Podcast Rádio Cancer Center #20 - O cirurgião oncológico
Conheça o papel deste especialista essencial A conversa de hoje é sobre o papel do cirurgião oncológico. Vamos falar da atuação desse especialista que é vital para o tratamento do câncer. Trata-se de um profissional que não somente é preparado para conduzir cirurgias de alta...
Podcast Rádio Cancer Center #19 - Julho Verde e a reabilitação de um câncer de cabeça e pescoço
Conheça mais as possibilidades terapêuticas da fonoaudiologia e da estomatologia Neste Julho Verde, mês de conscientização para o combate aos tumores de cabeça e pescoço (leia mais a seguir), é importante falar de reabilitação. É fundamental ressaltar as possibilidades de tratamento e até mesmo conhecer...
Como eu me tornei uma oncologista
Para marcar este 9 de julho, Dia do Oncologista, saiba mais sobre a profissão com o depoimento da Dra. Maria Nirvana da Cruz Formiga, oncologista clínica do Departamento de Oncogenética do A.C.Camargo “A oncologia é uma área que me encantou desde o 5° ano da...
Julho Verde: 9 mitos & verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço
Julho Verde: os tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Incluindo todas as áreas da cavidade oral, como a língua e boca, e órgãos como laringe, faringe, seios...