A atuação dos Cuidados Paliativos em pacientes adultos e pediátricos

Publicado em: 10/10/2019 - 21:10:00

Esse departamento do A.C.Camargo Cancer Center busca promover melhor qualidade de vida aos pacientes e familiares que enfrentam questões associadas à doença

O Departamento de Cuidados Paliativos, com seu trabalho voltado à prevenção e ao alívio do sofrimento do paciente, tenta identificar seus problemas precocemente, além de tratar a dor e aspectos físicos, psicológicos, sociais e espirituais.



O termo "paliativo" é derivado do latim "paliare" e significa "cobrir com manto", em referência à ideia de proteção. A head do Departamento de Cuidados Paliativos do A.C.Camargo, Dra. Sandra Serrano, destaca os fundamentos principais dos Cuidados Paliativos:

  • Promover o alívio da dor e de outros sintomas angustiantes
  • Integrar aspectos psicossociais e espirituais ao cuidado
  • Oferecer apoio para ajudar os pacientes a viverem ativamente
  • Melhorar a qualidade de vida, que pode influenciar positivamente o tratamento da doença
  • Ser aplicado de forma precoce, junto a outros tratamentos como a quimioterapia e a radioterapia, com todas as investigações necessárias para melhor compreensão e manejo dos sintomas
  • Reafirmar a vida e ver a morte como processo natural, sem antecipá-la ou postergá-la
  • Disponibilizar auxílio à família para aprender a lidar com a doença e com os pacientes no próprio luto

 

Cuidados Paliativos na Oncologia Pediátrica

Os Cuidados Paliativos para crianças e adolescentes surgiram na década de 1980, na Grã-Bretanha. Abrange o cuidado total do corpo, da mente e do espírito da criança, e envolve também o apoio à família.

Inicia-se no momento do diagnóstico e prossegue independentemente de haver ou não o tratamento dirigido à doença. "Os profissionais de saúde devem avaliar e aliviar o sofrimento físico, psicológico e social da criança", explica Serrano. "Segundo esse conceito, os cuidados, curativos e paliativos não são excludentes e/ou incompatíveis, mas sim complementares", acrescenta.

Tanto em adultos quanto em crianças, os Cuidados Paliativos abordam os principais aspectos do protocolo: físicos, psicológicos, sociais e espirituais.

"É importante os pacientes e familiares estabelecerem objetivos e prioridades durante o tratamento. Isso ajuda a encaminhar ações efetivas para reduzir o sofrimento, que podem ser necessárias para a melhora na qualidade de vida", afirma a Dra. Sandra Serrano.

"E é natural que as necessidades dos pacientes mudem. Esse aspecto deve ser respeitado por todos os cuidadores", finaliza. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Como eu me tornei uma oncologista
Para marcar este 9 de julho, Dia do Oncologista, saiba mais sobre a profissão com o depoimento da Dra. Maria Nirvana da Cruz Formiga, oncologista clínica do Departamento de Oncogenética do A.C.Camargo “A oncologia é uma área que me encantou desde o 5° ano da...
Julho Verde: 9 mitos & verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço
Julho Verde: os tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Incluindo todas as áreas da cavidade oral, como a língua e boca, e órgãos como laringe, faringe, seios...
Dia Mundial do Câncer de Rim: atividade física ajuda a reduzir o risco da doença
A adoção de hábitos saudáveis durante o dia diminui a incidência de tumores renais e ainda atua na melhoria de problemas cardiovasculares ou diabetes Câncer de rim e prevenção. Segundo dados mais recentes do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a incidência de câncer renal no...
O que importa para você?
Movimento internacional busca aprofundar o diálogo entre profissionais da saúde e pacientes Nove de junho é o dia da campanha mundial “O que importa para você?”, que estimula conversas importantes e significativas entre profissionais da saúde, pacientes e acompanhantes, criando um elo de compaixão e...
Podcast Rádio Cancer Center #14 - O cigarro eletrônico
Ouça e compreenda melhor este hábito que tem alcançado muita gente, sobretudo os jovens Cigarro eletrônico faz mal? Ele surgiu para ajudar o fumante convencional a parar? O ato pode ser considerado tabagismo? Ele representa perigo? Fato é que, atualmente, os sabores variados e o...