Amor à Vida destaca importância do feminismo e oferece dicas para pacientes oncológicos

Publicado em: 11/05/2015 - 21:05:00
Notícias

Com um olhar voltado à mulher, o grupo de apoio Amor à Vida realizou duas palestras especiais para o público feminino. Enquanto Dra. Maria Teresa Cruz Lourenço abordou grandes manifestações políticas na busca pelos direitos das mulheres, a organizadora dos encontros, Simone Navarro Fortes, compartilhou dicas de perucas e cortes de cabelo para pacientes em quimioterapia, tratamento em que a queda de cabelo é umas das principais reações observadas.

Na palestra ministrada pela diretora do Núcleo de Psico-Oncologia, Dra. Maria Teresa Cruz Lourenço, grandes atos do feminismo foram mencionados. "Não se tratava de uma disputa entre homens e mulheres, mas sim da busca por direitos iguais", destacou a médica. Essa luta é relembrada em datas como o Dia Internacional da Mulher, que busca quebrar preconceitos ainda existentes em relação às mulheres.

Maria Teresa citou também o movimento Pão e Paz, de 1917, a Lei Maria da Penha e outras conquistas nacionais e mundiais, como a autonomia em relação ao próprio corpo. "Nessa luta, a mulher foi quem sempre buscou melhores condições de trabalho, direito ao voto e modos de proteger a sua própria saúde", ressaltou.

Em 1995, com a "Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres", realizada na China, 12 ações prioritárias foram listadas, sobre temas como educação, direitos humanos, meio ambiente e economia. Vinte anos depois, um novo encontro será realizado para avaliar quais os avanços foram conquistados. Chamada de Pequim+20, essa reunião poderá encontrar rumos importantes para o feminismo, acredita Dra. Maria Teresa.

Na segunda parte do evento, a enfermeira Simone apresentou alternativas em casos de queda de cabelo, visando melhorar a autoestima de pacientes em tratamento. "A peruca, além de deixá-la mais bonita, ajuda a proteger a pele do sol", orienta. Esse acessório deve ser confortável e do tamanho adequado à cabeça, para evitar lesões. Outras dicas foram utilizar xampus suaves e evitar produtos químicos.

Simone também explicou o porquê da queda de cabelos. "Os medicamentos utilizados no tratamento quimioterápico costumam agir em células de rápida reprodução, como as capilares". Após essa fase, com o retorno do crescimento dos cabelos, o paciente pode ser surpreendido. "Passam a nascer fios diferentes dos anteriores. O liso pode se tornar ondulado e o cabelo fino pode engrossar", exemplifica. Para se acostumar com o novo visual, recomenda-se cortar os cabelos antes do efeito do medicamento, informou Simone. 

Houve também uma apresentação do Coral Radiance, com clássicos da música brasileira como "No Morro da Casa Verde", de Adoniran Barbosa. Antigos e atuais pacientes deram seus depoimentos, trocando experiências. Exercícios de relaxamento e reflexão também foram realizados, além de um desfile e oficina de automaquiagem, com a presença de três maquiadoras voluntárias.

Dra. Maria Teresa Duarte Pereira da Cruz Lourenço - CRM 48076
Diretora do Núcleo de Psico-Oncologia
Especialista em Psiquiatria - RQE nº 23554

Simone Navarro Fortes - COREN 65586 - SP
Enfermeira Sênior do Ambulatório de Curativo
Coordenadora do Grupo Amor à Vida

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Como o pioneirismo em cirurgia robótica acelera a recuperação de pacientes
Artigo científico descreve como foi a implementação dessa tecnologia aqui no A.C.Camargo e que temos, hoje, expertise similar aos melhores do mundo Somos pioneiros na América Latina em cirurgia robótica de cabeça e pescoço, com expertise similar aos centros de referência do mundo. A primeira...
Como funciona a anestesia
A anestesia pode ser utilizada em procedimentos como cirurgia, exames de diagnóstico e também curativos. Apesar de ainda causar preocupação em algumas pessoas, é um procedimento seguro. Conheça, por meio do infográfico, mais sobre a história, como funciona o processo e a atuação da equipe...
Sessão educacional aborda câncer de mama precoce e a necessidade de treinamento de profissionais de saúde
Uma das sessões educacionais do ASCO 2017 debateu o diagnóstico precoce de câncer de mama em pacientes submetidos à radioterapia, na infância, adolescência e juventude, com conclusões que podem ser ampliadas para a população em geral, especialmente quando se trata do aparecimento da doença em...
Riscos e benefícios da reposição de vitamina D
O que é a vitamina D? Apesar do nome, na verdade, a vitamina D é um hormônio, que ajuda na saúde dos ossos, sendo protetor, por exemplo, contra a osteoporose. Além disso, há estudos que mostram que bons níveis de vitamina D podem diminuir a...
Cistos no ovário apresentam risco para desenvolvimento do câncer?
Pequena lesão comum nas mulheres durante o ciclo menstrual, o cisto de ovário desaparece em algumas semanas após seu surgimento, sem causar nenhum sintoma. Em outros casos, porém, podem ser mais duradouros, quando não relacionados ao ciclo menstrual. No aspecto oncológico, contudo, sua relação com...