Amor à Vida comemora o Dia Internacional da Mulher em dose dupla

Publicado em: 14/03/2013 - 21:03:00
Institucional
Foco do paciente
Efemérides

Que mulher não gosta de se reunir com as amigas para conversar, trocar experiências, tirar fotos e tomar um café? Assim são as reuniões do Grupo de Apoio ao Paciente com Câncer, Amor à Vida, que, além de lidar com assuntos importantes e delicados durante o tratamento da doença, oferece a seus participantes um ambiente de aprendizado e descontração.

A fim de sair da rotina e continuar proporcionando o bem-estar dos pacientes e acompanhantes, o Dia Internacional da Mulher não poderia passar em branco, e o dia 8 de março deste ano teve um gostinho ainda mais especial, pois foi comemorado em dose dupla. Na parte da manhã, aconteceu o tradicional encontro no A.C.Camargo, no bairro da Liberdade, e, na parte da tarde, o grupo teve sua estreia no Núcleo Oncológico Avançado, em Santo André, na região do ABC.

No A.C.Camargo, uma mesa repleta de biscoitos, salgados e suco estava à disposição das mulheres que, enquanto se deliciavam com os petiscos, participavam do momento make-up. Enfermeiras e participantes maquiavam umas às outras, com o objetivo de elevar a autoestima e ficar bonita para as fotos, e já nesse momento era possível notar novas amizades se formando entre as fiéis participantes e as de primeira viagem.

Agradecendo a todas pela participação e abrindo oficialmente o encontro, Isabel Bonfim, gerente de Enfermagem do A.C.Camargo e madrinha do grupo, relatou que o Amor à Vida é uma lição de vida e leu um texto chamado Mulher. "No grupo nos divertimos, mas o mais importante é que aprendemos muito e compartilhamos também."
 

Mulher
Mulher que traz beleza e luz aos dias mais difíceis,
Que divide sua alma em duas para carregar tamanha sensibilidade e força,
Que ganha o mundo com sua coragem e que traz paixão no olhar,
Mulher que luta pelos seus ideais, que dá a vida pela sua família,
Mulher que ama incondicionalmente, que se arruma, que se perfuma, que vence o cansaço,
Mulher que chora e que ri,
Mulher que sonha,
Tantas mulheres, belezas únicas, vivas, cheias de mistérios e encanto,
Mulheres que deveriam ser lembradas, amadas e admiradas todos os dias.

Com os olhos já cheios de brilho e lágrimas de felicidade, as participantes ouviram algumas palavras especiais de Dr. Humberto Torloni, que dedicou sua vida à Instituição e ao apoio aos pacientes.


Em seguida, Dr. Alessandro Jose Alves de Lima, oncologista do Núcleo de Mastologia do A.C.Camargo, afirmou que "não basta ser apenas um médico e um paciente. O mais importante é o carinho e a solidariedade em todos os momentos". A palestra abordou um tema já conhecido pelas mulheres, porém não menos importante de ser reforçado: como prevenir e diagnosticar o câncer de mama.

O tumor na mama é o segundo mais frequente no mundo e o primeiro entre as mulheres. A maior incidência desse tipo de câncer se dá a partir dos 45/50 anos de idade, mas também pode acometer os homens. "A diferença da mulher para o homem é que, pela ação hormonal, a mama feminina se desenvolve mais do que a masculina", completou.

A raça, a obesidade, a exposição hormonal, o histórico familiar e pessoal e o estilo de vida são fatores analisados para determinar os riscos que a mulher tem para desenvolver a doença. Além do estudo desses fatores, a prevenção é feita também com exames de rotina. O autoexame deve ser realizado mensalmente pela própria mulher. O exame físico é feito pelo ginecologista na consulta de rotina, assim como o pedido da mamografia anual, a partir dos 40 anos de idade. Já a ultrassonografia e a ressonância magnética são exames complementares, caso o resultado da mamografia ainda seja duvidoso.

Segundo o mastologista, é importante conhecer também os fatores protetores e adequar sua vida para diminuir os riscos de desenvolvimento do câncer. Engravidar antes dos 30 anos, amamentar por pelo menos seis meses, evitar a reposição hormonal, não fumar ou consumir bebida alcoólica, praticar exercícios físicos e manter uma dieta saudável e equilibrada ajudam na prevenção da doença.

Desfile, depoimentos, dança circular e música também foram momentos que marcaram a manhã. Acompanhada pela voz das participantes, que ecoava no salão, Dra. Patrícia Tiengo, gerente médica do A.C.Camargo, mostrou sua paixão pela música e tocou no piano Carinhoso, de Pixinguinha, e Detalhes, de Roberto Carlos.

A festa continuou no Núcleo Oncológico Avançado, onde mais de 40 mulheres puderam conhecer e aprender sobre os objetivos do Grupo Amor à Vida e participar de alguns desses momentos. Exercícios de alongamento, depoimentos, agradecimentos, fotos e um lanche fizeram parte da tarde. Nem a forte chuva que caía estragou a emoção das participantes e dos colaboradores presentes.

Em ambos os encontros, todas as mulheres foram presenteadas com uma rosa e, pelo terceiro ano consecutivo, a Fruit de La Pasion sorteou lingeries entre as pacientes. Por isso, não perca o próximo encontro, dia 28 de março, que vai abordar o tema "Cuidados ginecológicos durante a quimioterapia".

Confira as fotos dos últimos encontros no nosso álbum do Facebook e no Flickr.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Dia Nacional do Doador de Sangue
Confira as principais informações, mitos e verdades sobre doação de sangue, um gesto que pode salvar muitas vidas Em 25 de novembro é celebrado o Dia Nacional do Doador de Sangue. O objetivo da data é agradecer a todos que doaram sangue e também conscientizar...
Dia Nacional de Combate ao Câncer
O Dia Nacional de Combate ao Câncer, criado em 1988, é comemorado em 27 de novembro. O objetivo da data é ampliar o conhecimento da população sobre o câncer, principalmente sobre a sua prevenção. Confira abaixo as principais formas de prevenção. Elimine o cigarro da...
Head de Tumores Abdominais assume presidência de associação médica internacional
Pela primeira vez, um brasileiro conquista a posição, confirmando o protagonismo de nosso Cancer Center fora do País No próximo dia 22 de março, o head de Tumores Abdominais do A.C.Camargo Cancer Center, Dr. Felipe José Fernandez Coimbra, assumirá a presidência de 2019-2020 da Americas...
Uma história de dedicação à população
Que paulistano nunca ouviu falar do Hospital do Câncer de São Paulo? O antigo nome do Hospital A.C.Camargo ainda é conhecido por muitos e, prestes a completar 60 anos, tem sua história intimamente ligada à cidade de São Paulo, que hoje, 25 de janeiro de...
Atualização de seguimento de conduta terapêutica com base na assinatura genética mammaprint
Por Solange Sanches, oncologista clínica e vice-coordenadora do Centro de Referência em Tumores da Mama Existem esforços muito grandes em reduzir a indicação de quimioterapia para pacientes com câncer de mama receptor hormonal positivo precoce estadio clínico I e II ou aquelas mulheres que têm...