A.C.Camargo participa de grande estudo para mapear as características do mesotelioma pleural maligno na América Latina

Publicado em: 02/05/2019 - 17:05:09
Pesquisa
Pesquisa
Biologia celular
Tumores do Pulmão e Tórax

Instituições de nove países arrolaram dados sobre o tumor: uma troca de conhecimento que pode gerar novos estudos internacionais

O mesotelioma pleural maligno é um tumor bastante agressivo, quase sempre associado com a exposição dos pacientes ao amianto e seu prognóstico não costuma ser animador. Pouco se sabe sobre os dados dos pacientes latino-americanos que têm a doença. O grupo CLICaP, um consórcio internacional formado por instituições da América Latina, arrolou dados de 302 pacientes com mesotelioma pleural maligno de nove países latino-americanos - Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Panamá, México, Peru, Panamá e Venezuela - que foram diagnosticados e tratados entre janeiro de 2008 e março de 2016. 

O resultado dessa análise retrospectiva está no estudo Characteristics and long‐term outcomes of advanced pleural mesothelioma in Latin America (MeSO‐CLICaP)/ Características e resultados a longo prazo do mesotelioma avançado da pleura na América Latina (MeSO-CLICaP), publicado na Thoracic Cancer. “O mesotelioma plural avançado é um tumor virtualmente incurável, que responde mal aos tratamentos atuais e costuma ser diagnosticado tardiamente, em estágios 3 e 4, porque no início ele é pouco sintomático. Esse estudo é importante já que existe uma carência de informação sobre a doença na nossa região”, explica o Dr. Vladmir Cordeiro de Lima, do departamento de Oncologia Clínica, que participou do trabalho junto com o Dr. Helano Freitas, também da Oncologia Clínica, fornecendo dados de 35 pacientes do A.C.Camargo Cancer Center. “São casos de pacientes tratados aqui na Instituição entre 2007 e 2014. Desses, 43% tiveram a doença por exposição ao amianto”, diz o Dr. Vladmir. 

Do total de 302 pacientes avaliados com média de idade de 61 anos, 191 eram homens, 199 nunca tinham fumado e 117 já haviam sido expostos ao amianto. O estudo revelou as características locais da doença e descreveu os resultados com a quimioterapia na prática médica real, fora de estudos clínicos. “A participação nesse estudo é importante pela troca de conhecimento e possíveis colaborações em novos projetos internacionais”, conta o Dr. Vladmir. No momento, o A.C. Camargo está envolvido em mais três trabalhos do consórcio CLICaP, todos com a colaboração de médicos do nosso departamento de Oncologia Clínica, entre eles o Dr. Vladmir: um sobre mutações no éxon 20 do gene EGFR em câncer de pulmão; outro sobre timoma; e mais um sobre o perfil mutacional do câncer de pulmão de pequenas células. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Triplo negativo, câncer de mama e imunoterapia
Conheça os resultados de um estudo realizado com 902 pacientes metastáticas Recentemente, uma nova opção terapêutica foi aprovada para pacientes com câncer de mama triplo negativo metastático nos Estados Unidos, a imunoterapia. No estudo clínico Impassion130, que foi publicado na U.S. National Library of Medicine...
Braquiterapia guiada por ultrassom evita em até 90% os riscos de perfuração do útero
Revisão de estudos comprova a eficácia da técnica usada no A.C.Camargo em pacientes com câncer de colo uterino A braquiterapia – radioterapia em que o material radioativo, em forma de fios ou placas, fica em contato direto com o tumor – é uma das condutas...
AACR 2019: Estudo aponta diferenças na mortalidade por câncer de mama na população afrodescendente e branca
Dados apresentados no encontro anual da AACR mostram que variante do gene DARC pode explicar maior agressividade do tumor Por Dra. Vilma Regina Martins, superintendente de pesquisa no A.C.Camargo Cancer Center Um estudo apresentado no encontro anual 2019 da American Association for Cancer Research (AACR)...
Pesquisadores do A.C.Camargo afirmam que fumar reduz as "bactérias do bem" da boca
É sabido que o consumo regular de álcool e tabaco pode levar a uma ampla gama de problemas de saúde, como câncer e cirrose. O que não se sabia é que essas drogas são responsáveis por vitimar também centenas de espécies de bactérias da boca...
Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV
Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe O papilomavírus humano (HPV) é um vírus que...