AACR 2019: projeto registra dados do genoma de milhares de pacientes com câncer

Publicado em: 22/04/2019 - 16:04:45
Pesquisa
Tratamento
Genética

Com essas informações será possível fazer comparações e buscar padrões que ajudarão na tomada de decisões clínicas e em novas pesquisas

Por Dr. Israel Tojal da Silva, head do grupo de Biologia Computacional e Bioinformática do A.C.Camargo Cancer Center

A pesquisa genômica promete grandes avanços a respeito da nossa compreensão das doenças, incluindo o câncer. Paralelamente, compartilhar dados do genoma traz novas perspectivas para acelerar essas pesquisas. No entanto, as iniciativas só atingirão a população se pesquisadores e clínicos puderem acessar, fazer comparações e buscar padrões nos genomas de milhares de pacientes em um ambiente protegido. Na ACCR 2019, foi apresentada uma iniciativa conhecida como AACR GENIE (Genomics Evidence Neoplasia Information Exchange), que tem fomentado a oncologia de precisão por meio do desenvolvimento de um registro com dados genômicos.

Esses dados são os resultados clínicos de dezenas de milhares de pacientes com câncer, tratados nas instituições participantes, obtidos durante a prática médica de rotina. O projeto, apresentado pelo Dr. Charles Sawyers, do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, busca atender a um anseio na área de Oncologia ao fornecer informações para melhorar a tomada de decisões clínicas e, em paralelo, impulsionar novas pesquisas clínicas e translacionais. É a transformação de dados em conhecimento.

O A.C.Camargo está alinhado com essa tendência.  Contamos com uma plataforma de integração de dados públicos conhecida como cBioPortal for Cancer Genomics, que em conjunto com as informações geradas pelos pesquisadores do Centro Internacional de Pesquisa (CIPE), fornece mecanismos adicionais na compreensão dos cânceres que acometem a população brasileira.  Essa plataforma proporciona o acesso dos pesquisadores a perfis moleculares e atributos clínicos dos projetos de genômica. 

Já, o grupo do Laboratório de Biologia Computacional e Bioinformática desenvolve e aplica métodos computacionais com o objetivo de aprofundar nosso conhecimento sobre a biologia do câncer e otimizar a prevenção e futuras terapias. Uma parte essencial da pesquisa sobre o câncer é a análise e interpretação de dados complexos, por isso, contamos com uma equipe multidisciplinar, altamente especializada composta por estudantes de mestrado e doutorado com formação acadêmica nas áreas de Ciências Biológicas e Exatas, que busca os melhores resultados para cada paciente tendo como base as  evidências científicas. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

A.C.Camargo Cancer Center na Semana Brasileira da Oncologia
Acompanhe a cobertura do evento que ocorreu no Rio de Janeiro Em sua segunda edição, a Semana Brasileira da Oncologia, que ocorreu de 23 a 26 de outubro de 2019, no hotel Windsor Oceânico, no Rio de Janeiro, contou com uma presença importante do corpo...
Dia Internacional do Câncer Infantil: pais devem estar atentos aos sinais e sintomas da doença
Dia 15 de fevereiro é Dia Internacional do Câncer Infantil. A data foi instituída pela Childhood Cancer International (CCI) e reforça a importância de pais e responsáveis estarem atentos aos sinais e sintomas do câncer em crianças. O câncer em crianças e adolescentes costuma ter...
Unidade Castro Alves passará a atender os Ambulatórios SUS de Nefrologia e Neurologia
Novo local traz mais conforto para atendimento dos nossos pacientes A partir do dia 13 de abril, as consultas dos ambulatórios de neurologia e nefrologia dos pacientes atendidos pelo SUS passarão a ser na Unidade Castro Alves. A nova estrutura, mais ampla e confortável, foi...
Vídeo: a evolução do tratamento cirúrgico no câncer de intestino
Nos últimos 20 anos, o tratamento cirúrgico do câncer de intestino avançou bastante. É possível, hoje, retirar pequenos tumores até por colonoscopia. Há ainda as cirurgias por videolaparoscopia e robótica. Assista ao vídeo e entenda mais sobre o tema com Samuel Aguiar, cirurgião oncológico e...
Estudo RAPIDO: foco no tratamento do carcinoma de reto localizado
Por Celso Abdon Lopes de Mello, oncologista clínico, com a colaboração da médica da radioterapia Maria Leticia Gobo, ambos do A.C.Camargo Cancer Center Os resultados do estudo RAPIDO estavam sendo bastante aguardados. Os pacientes com carcinoma de reto distal de alto risco são tratados hoje...