Novembro Azul e a evolução
no tratamento sistêmico
Novembro Azul
e a evolução no
tratamento sistêmico

Publicado em: 27/11/2019 - 18:33

Assista ao vídeo e entenda melhor como os avanços têm beneficiado os pacientes 

Novembro Azul está aí e nunca é demais falar sobre as evoluções no tratamento sistêmico dos tumores urológicos.

Os últimos dois anos foram de muitas mudanças.

Tais avanços trouxeram novas possibilidades terapêuticas para pacientes com tumores próstata, rim, pênis, testículo e bexiga. Um deles é a imunoterapia.

Assista ao vídeo e saiba mais com o Dr. José Augusto Rinck, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center.



Novembro Azul como hábito

O que você pode (e deve) fazer para prevenir o câncer: adotar a alimentação saudável, fazer exercícios físicos, não fumar, ir devagar com o álcool e com as calorias para não engordar demais.

Sim, são as clássicas recomendações. Além de evitar o câncer, elas deixam você cheio de disposição, bom humor e ótima aparência.

Jogar aquele futebol no fim de semana é ótimo, desde que você mantenha uma rotina de exercícios durante a semana. Se não der para ir à academia, caminhe, ande de bicicleta, suba escadas, corra no parque. Não deixe seu corpo parado no dia a dia para suar a camisa somente no domingo.

Prato colorido é prato equilibrado: legumes, verduras, proteínas, grãos, carboidratos, tudo o que você precisa. Uma dica saborosa é abusar do vermelho na mesa, comendo muita melancia, goiaba, tomate. Eles contêm licopeno, substância antioxidante que ajuda a inibir alterações no DNA das células que provocam o surgimento do câncer. O tomate, então, é campeão: cozido, melhor ainda.

Novembro Azul

Em tempo: é preciso recordar que higiene é saúde, então fique atento à limpeza correta do pênis. E use camisinha para prevenir doenças, como a infecção pelo HPV (papiloma vírus humano), um grande fator de risco do câncer.