Vaga aberta para Doutorado - Linha de Pesquisa: Biologia Celular Molecular e Genética

Doutorado

O candidato ao Programa de Doutorado em Oncologia da Fundação Antônio Prudente poderá candidatar-se ao Programa em qualquer época do ano. A vaga abaixo busca candidatos para a seleção, na seguinte linha de pesquisa:

Doutorado 

Linha de Pesquisa: Biologia Celular Molecular e Genética

Orientador: Dra. Glaucia Hajj

E-mail: ghajj@accamargo.org.br

Nível da vaga: Doutorado

Título do Projeto: Avaliação de isoformas de splicing, motivos em cis e formação de neoantígenos em RNAs preferencialmente traduzidos em glioblastoma e sua relação com aspectos clínicos e patológicos da doença.

Área de formação do candidato de interesse: Biologia, Biomedicina, Farmácia, Química

Dedicação Exclusiva: Sim

Carga horária: 40 horas semanais

 

Resumo do projeto:

O glioblastoma (GBM) está entre os tipos tumorais mais agressivos e de menor resposta a terapias, o que requer, portanto, uma melhor compreensão sobre o comportamento deste tipo tumoral, auxiliando no desenvolvimento de novos tipos de tratamento para a doença. Atualmente, dados de expressão gênica em tumores baseiam-se na população de mRNA total. No entanto, essa abordagem fornece informação limitada acerca do proteoma celular, pois estudos mostram que somente 40% do proteoma celular pode ser explicado pela regulação transcricional. Por outro lado, a população de mRNAs ativamente traduzidos reflete, de maneira mais fidedigna a expressão proteica, sendo, dessa forma, mais próxima à real medida da expressão gênica. A identificação de RNAs diferencialmente traduzidos (translatômica) se baseia no princípio da separação dos mRNAs com base em sua associação com os ribossomos (polirribossomo ou polissomo). O RNA associado aos polissomos (PolyRNA) pode ser separado bioquimicamente e identificado através de sequenciamento. Nosso grupo possui um banco de dados de sequenciamento de RNA total e PolyRNA proveniente de 37 pacientes com GBM.

Neste projeto, pretendemos explorar este banco de dados para avaliar as características dos RNAs diferencialmente traduzidos e sua relação com dados clínicos e patológicos dos pacientes. Em particular pretendemos avaliar a diversidade de transcritos diferencialmente traduzidos por meio da detecção das isoformas de splicing e sua presença no RNA total ou associado a polissomos. Por outro lado, é conhecido que sequências ou estruturas tridimensionais na molécula de de mRNA (motivos em cis) possuem um papel na regulação traducional. Deste modo, pretendemos explorar a presença de motivos em cis, como por exemplo 5’ TOP, PRTE, CERT, IRES, HRE entre outros, e sua relação com aspectos clínicos e patológicos.

Por fim, e conhecido que as células tumorais podem adquirir novas características imunogênicas decorrentes da expressão de proteínas alteradas em sua sequência denominadas neo-antígenos. A descoberta de neo-antígenos específicos do tumor é essencial para o desenvolvimento de novos tratamentos como vacinas e imunoterapia. A identificação de neoantígenos é geralmente baseada no sequenciamento do exoma completo do DNA. No entanto, sua identificação não significa que ele será de fato expresso pelo tumor. Deste modo, a presença de possíveis neo-antígenos encontrados no RNA preferencialmente traduzido pode pode levar a descoberta de alvos para o tratamento do GBM.

Data inicial do evento
Data final do evento