Homem branco de olhos azuis usando camiseta branca se olhando no espelho, no canto inferior direito, um laço azul colocado digitalmente na imagem

Câncer urológico e função urinária: mitos e verdades

Publicado em: 20/11/2020 - 10:11:13
Diagnóstico
Tratamento
Suporte e Reabilitação
Tumores Urológicos
Linha Fina

 

Conversamos com o Dr. Stênio de Cássio Zequi, head de Urologia do A.C.Camargo Cancer Center, para esclarecer as principais dúvidas sobre câncer urológico (câncer de bexiga, pelve, pênis, próstata, rim e testículos) e a função urinária após o tratamento

 

Todo tipo de câncer urológico pode resultar em incontinência urinária.

Mito. As alterações do controle do trato urinário costumam ocorrer nos tipos de câncer de próstata ou bexiga (quando há a cirurgia para remoção desse órgãos ou cirurgias repetidas neles. A associação entre cirurgia e radioterapia pode aumentar os riscos da perda urinária involuntária).

De qualquer forma, o descontrole total da urina para ir ao banheiro é raro, ocorrendo em uma minorias das intervenções cirúrgicas em pacientes com câncer urológico. Vale ressaltar que hoje em dia a medicina usa de recursos tecnológicos (como a cirurgia robótica minimamente invasiva, radioterapia modernas, cirurgias endoscópicas, ablações térmicas etc) que contribuem para que o paciente tenha maior qualidade de vida.

Para os casos em que há incontinência, o problema pode ser facilmente tratado com medicamentos ou fisioterapia local.

Os casos mais graves podem ser resolvidos com cirurgia.


Sou jovem, não corro riscos de desenvolver incontinência urinária após o tratamento contra o câncer.

Mito. A idade do paciente não é fator determinante para uma possível incontinência urinária após o tratamento oncológico. Alguns pacientes mais jovens podem se beneficiar de uma recuperação mais rápida, mas em geral não existe associação científica entre paciente jovem e descontrole do trato urinário.

Entretanto, pessoas mais idosas podem ter doenças neurológicas, ou outras doenças ou terem submetido a cirurgias, ou tomar medicações que podem afetar o controle da urina.

 

Toda incontinência urinária pode ser curada após o tratamento oncológico.

Verdade. Em alguns casos, os pacientes relatam incontinência urinária após a cirurgia contra o câncer (próstata principalmente), mas que gradualmente melhora, conforme o quadro de saúde do paciente.

Existe tratamento para todo tipo de incontinência urinária, que pode ser tratada com medicação, fisioterapia ou, em alguns casos, cirurgia. A maioria dos pacientes retoma normalmente a rotina.

 

Stênio de Cássio Zequi | A.C.Camargo Cancer Center

Veja também

Pesquisadores evidenciam relação entre as células tumorais circulantes e a resposta ao tratamento de câncer de cabeça e pescoço
Estudo apresentado no congresso por profissionais do A.C.Camargo também avaliou o período livre de progressão e a sobrevida global Apresentado em Chicago no Congresso anual da ASCO – sigla em inglês para a Sociedade Americana de Oncologia Clínica –, um trabalho desenvolvido por pesquisadores do...
Julho Verde: 9 mitos & verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço
No mês de conscientização por conta desses tumores, especialista do A.C.Camargo desmistifica dúvidas variadas sobre o tema Julho Verde: os tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Incluindo...
A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia
Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut Curie, que traz o nome da cientista Marie Curie, responsável pela descoberta dos efeitos da radioatividade e única mulher a receber dois prêmios Nobel...
Detecção precoce do câncer de testículo salva vidas
É importante o homem conhecer o próprio corpo para procurar um médico caso perceba alterações no órgão Assim como os tumores na próstata, o câncer de testículo é facilmente curado quando detectado nos estágios iniciais. Por isso, é importante o homem conhecer o próprio corpo...
Anatomia patológica conta com um novo e mais amplo espaço
Como parte dos projetos de ampliação da Unidade Antônio Prudente, temos uma nova área para a Anatomia Patológica, localizada agora no térreo do Bloco D - Hilda Jacob. O novo espaço, que foi totalmente planejado, tem como objetivo oferecer ainda mais eficiência operacional para a...