Pacientes e Tudo Sobre o Câncer

Sarcoma de Ewing

O Sarcoma de Ewing ocorre mais frequentemente em ossos. É o segundo tumor ósseo mais frequente na faixa etária pediátrica. Assim como o osteossarcoma, o Sarcoma de Ewing incide mais em adolescentes e os ossos mais comprometidos são os da bacia, fêmur e costela.

Dor no osso comprometido pelo tumor é o sintoma inicial. Alguns pacientes podem apresentar calor no local do tumor e febre, o que pode confundir o diagnóstico com osteomielite (infecção do osso). Após a suspeita clínica, devem ser realizados exames de imagem que permitirão identificar as características do tumor e sua relação com as estruturas vizinhas. Os exames de imagem solicitados são raios-x, tomografia computadorizada e ressonância magnética. Para confirmação do diagnóstico, o paciente deve ser submetido à biopsia do tumor.

Assim como no osteossarcoma, o tratamento dos pacientes com Sarcoma de Ewing consiste em quimioterapia pré-operatória, cirurgia e quimioterapia pós-operatória.

Diferente do osteossarcoma, o Sarcoma de Ewing é sensível à radioterapia. Por esse motivo, é indicado o tratamento com radioterapia em pacientes nos quais o tumor encontra-se em local de difícil remoção cirúrgica.

Não são definidos fatores etiológicos ou de maior risco relacionados ao aparecimento de Sarcoma de Ewing.