Pacientes e Tudo Sobre o Câncer

Notícias

A.C.Camargo celebra 20 anos de pós-graduação

12.09.2017

Como é possível combater o câncer se apenas 10% das escolas médicas do país ministram aulas específicas de oncologia? Foi a partir desse questionamento que, em 1996, Prof. Dr. Ricardo Renzo Brentani, na época presidente da Fundação Antônio Prudente, começou a colocar em prática o sonho de ampliar a disseminação do conhecimento em oncologia. Criar uma pós-graduação estava em seus planos, até porque na época, apenas a Universidade de São Paulo oferecia essa modalidade de ensino.

Também Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Oncologia da USP, Brentani resolveu incentivar os médicos do A.C.Camargo a se titularem. "O estímulo era constante para eles se tornarem Mestres e Doutores. Ele queria formar um grupo de peso para dar início à nossa Pós-graduação", conta Ana Kuninari, Gerente Educacional, que participou diretamente da criação. Ela conta que eram muitas as ideias e desafios. Foi preciso montar uma comissão responsável por estruturar e organizar o programa. Faziam parte: Dr. Brentani, Dr. Humberto Torloni, Dr. Luiz Paulo Kowalski, Dr. Ademar Lopes, Dr. Fernando Soares, Dra. Lourdes Marques, Dr. Rui Bevilaqua e Ana Kuninari.

Após reuniões, discussões e muita dedicação foi possível reunir um corpo docente interessado nesse novo projeto com 20 profissionais, sendo 12 do A.C.Camargo e oito de outras Instituições. Das 25 disciplinas, 15 eram sobre oncologia. E assim nasceu o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Oncologia em nossa Instituição, o primeiro curso brasileiro de pós-graduação em oncologia desvinculado de uma universidade.

Em 30 de dezembro de 1996 foi recomendado pelo Grupo Técnico Consultivo da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Nessa avaliação, o destaque foi a qualidade do corpo docente caracterizado pela grande quantidade de artigos científicos publicados em importantes veículos especializados. Em agosto de 1997, 30 profissionais iniciaram a primeira turma de Mestrado e Doutorado.

Panorama

A pós-graduação formou até hoje:
424 Mestres,
232 Doutores e
38 Pós-Doutores.

O projeto pedagógico de nossa Pós-Graduação Stricto Sensu tem um caráter integrativo entre prevenção, tratamento, ensino e pesquisa. É baseada nas melhores práticas interdisciplinares, que buscam assegurar o desenvolvimento das competências de um profissional sensível ao paciente e as suas necessidades.

Desde sua criação, sempre foi bem avaliada pela CAPES. O Programa recebeu nota 5 na última avaliação, classificado como Bom, sendo que a Comissão apenas recomenda cursos com nota acima de 3.

Destinado a médicos, bioquímicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, dentistas e outros profissionais da saúde, o curso sempre foi gratuito, exigência do Prof. Brentani que é respeitada até hoje.

Um dos destaques são os Programas de Iniciação Científica, oferecidos desde 2003 a alunos de graduação de cursos relacionados à saúde. O objetivo é incentivá-los a seguirem por uma carreira acadêmica, por meio de uma grade cursada paralelamente à Graduação. Inicialmente com dez bolsas, hoje são disponibilizadas 17.

Para ampliar a disseminação do conhecimento sobre o câncer, as iniciativas da Pós-Graduação vão além dos programas realizados em nossa sede. Desde 2007, desenvolvemos diversas parcerias com Instituições em regiões afastadas de centros de ensino e pesquisa em oncologia que recebem os programas de Mestrado e Doutorado in loco. Até hoje, somamos quase 30 alunos titulados de diversas instituições localizadas, por exemplo, em Cuiabá, Fortaleza, Petrolina, Recife, entre outras.

Selecionar