Nossa História

A.C.Camargo Cancer Center

Ricardo Renzo Brentani

Ricardo Brentani assumiu a direção da Fundação Antônio Prudente/A.C.Camargo Cancer Center em 1990 a convite do então empresário José Ermírio de Moraes Filho, a quem substituiu no comando da instituição. Sua atuação como Professor e cientista na área de oncologia alçou o país a um novo patamar na pesquisa e tratamento do câncer, sendo um dos responsáveis por sustentar a instituição como principal centro da América Latina em ensino, pesquisa e tratamento de câncer.

Sua atuação como professor e cientista na área de oncologia alçou o país a um novo patamar na pesquisa e tratamento do câncer, sendo um dos responsáveis por sustentar o A.C.Camargo como principal centro da América Latina em ensino, pesquisa e tratamento de câncer, criando o mais bem avaliado programa de Pós-Gradução em oncologia do país segundo as avaliações da CAPES/MEC primeira década dos anos 2000.

Um dos nomes mais importante do mundo em tratamento de tumores de Cabeça e Pescoço o oncologista e cirurgião Luiz Paulo Kowalski, do A.C.Camargo, ressalta características importantes da personalidade de Brentani. "Ele não trazia uma visão egoísta, sempre gostando de estar rodeado por pesquisadores de bom caráter e competentes. Graças a isso uma legião de cientistas deve suas carreiras a ele. Era perfeccionista, determinado e tinha uma visão da Oncologia que ia muito além da pesquisa básica", aponta.

As duas décadas do Professor Brentani à frente do A.C.Camargo geraram reflexo altamente positivo na gestão como um todo da instituição. Em 1990 a situação financeira da Fundação Antônio Prudente era desanimadora. O convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS) foi assinado apenas em 1989, aumentando significativamente a demanda a partir desta data. Fazia-se necessário então financiar o prejuízo do SUS. Passou-se a buscar convênios privados de atendimento para subsidiar esta questão deficitária. Já em 2002 o A.C.Camargo já apresentou superávit líquido de R$ 1,81 milhão. Em 2011, o superávit líquido anual saltou para R$ 77 milhões.

Sob a gestão do Professor Brentani, o A.C.Camargo Cancer Center consolidou-se como formador de um em cada três oncologistas em atividade no Brasil e criou em 1997 sua Pós-Graduação, única em um hospital privado reconhecida pelo Ministério da Educação e avaliada com nota máxima durante toda a primeira década deste milênio pela CAPES, tornando-se assim, entre escolas públicas e privadas, a melhor do país em Oncologia e uma das duas melhores em Medicina.