Biologia Tumoral e Biomarcadores
Biologia Tumoral e Biomarcadores

Publicado em: 26/02/2020 - 09:11

O grupo de Biologia Tumoral e Biomarcadores desenvolve atividades multidisciplinares contribuindo para o estudo do câncer sob diversas perspectivas. Atualmente, desenvolve modelos pré-clínicos com o estabelecimento e a caracterização de novas linhagens celulares, organoides e plataformas de xenoenxertos derivados de tumores humanos (PDX). Estas ferramentas são importantes para a descoberta de mecanismos moleculares relacionados ao desenvolvimento dos tumores e a identificação de alterações, que podem servir de alvo para novos medicamentos. Os modelos pré-clínicos também podem ser utilizados para testes de novas terapias ou reposicionamento de drogas (quando um medicamento já indicado para um tipo de tumor é utilizado em outro). 

O grupo estuda ainda como mutações no DNA associadas ao câncer alteram o funcionamento das células modificando seu crescimento, migração e capacidade de invadir outros tecidos e gerar vasos sanguíneos. Alterações nas vias de sinalização celular, particularmente em proteínas quinases, são de grande interesse do grupo, que tem como objetivo usar estas proteínas como alvos terapêuticos para o desenvolvimento de novos compostos para o tratamento do câncer.

Pesquisas para entender alterações no controle do processo de tradução do RNA mensageiro e síntese de proteínas no contexto tumoral adicionam uma nova camada de informações sobre a doença. Estes achados permitem identificar o perfil molecular de cada tumor e as diferenças encontradas apoiam a proposta de novas abordagens terapêuticas em oncologia.
O grupo também está envolvido no entendimento do papel das vesículas extracelulares (VEs) e de células tumorais circulantes (CTCs) como biomarcadores (biópsia líquida) de resistência ao tratamento ou de recidiva do tumor, alguns dos maiores limitantes no controle da doença oncológica. CTCs e VEs também atuam no processo metastático e o melhor conhecimento destes atores pode contribuir para ampliar o tratamento da doença metastática. 

Para lidar com a grande quantidade e heterogeneidade de informações moleculares descritas acima, a área de biologia de sistemas tem assegurado a integração de dados e o desenvolvimento de modelos e algoritmos computacionais que permitam a identificação de novos biomarcadores que contribuam com a oncologia de precisão e tragam benefícios diretos aos nossos pacientes. 

Equipe de biologia tumoral

Equipe

Investigador principal
Dra. Vilma Regina Martins
 

Ederson Felipe Barbosa

Katia Klug Oliveira