Nossa História

Probabilidades

Diagnóstico precoce resulta em cura de nove entre dez casos de câncer

O câncer continua sendo uma doença grave e que assusta, mas as boas novas para os que evitam a exposição aos fatores de risco vêm se somando nos últimos anos ao avanço das técnicas de tratamento. Do diagnóstico de alta precisão e especificidade promovido pela biologia molecular e pela oncogenética (que estuda a manifestação dos tumores hereditários) até as novas técnicas cirúrgicas, de radioterapia e novos medicamentos, uma sequência de descobertas estão promovendo um novo e decisivo passo rumo à cura, sobretudo de tumores identificados em fases iniciais - de alta incidência no país, câncer de próstata, mama, intestino e pele alcançam hoje 90% de sucesso no tratamento quando diagnosticados precocemente.

Por isso o  A.C.Camargo lança em 2012 uma campanha de mobilização permanente pelo diagnóstico precoce da doença. Criada pela JWT, a ação traz já neste primeiro dia de dezembro um aperitivo: o filme dirigido por Willy Biondani, da BossaNovaFilms, com música de Antonio Pinto. A criação e produção foi toda realizada sem custos para a instituição, principal referência no ensino, pesquisa e tratamento oncológico no país.

O filme explora, com primazia estética, algumas situações com baixas probabilidades ou quase impossíveis de serem alcançadas mas que, ainda assim, encerram a fé e a esperança das pessoas. O comercial faz um paralelo entre a crença em fatos improváveis, a falta de informação e desconfiança em contraponto com a alta probabilidade de cura do câncer descoberto em estágio inicial.

Na produção, um homem se apega aos amuletos da sorte para ganhar na loteria (cuja probabilidade, aleatoriamente, é 0,000019%). Em outro momento, uma moça sonha em encontrar o par perfeito (0,000035%). Depois, um rapaz imagina o que seria alcançar a presidência do país (probabilidade de 0,00001%). Já para o sucesso no tratamento do câncer no estágio inicial, o filme enfatiza que para 90% dos casos o resultado é positivo. Ao final, a assinatura: "Com informação e tratamento certos a probabilidade está do seu lado".

A trilha da produção é assinada pelo compositor Antônio Pinto, artista que já compôs para filmes como Central do Brasil, Cidade de Deus, Lord of War e The Perfect Stranger. Em 2007 recebeu uma indicação ao prêmio Globo de Ouro de Melhor Canção Original pela canção Despedida, composta com Shakira para a trilha sonora do filme Love in the Time of Cholera. A iniciativa conta, ainda, com peças para mídia impressa que também esclarecem e informam para a probabilidade de cura do câncer em seu estágio inicial.

O caminho mais curto - O tipo mais comum de câncer na população masculina é o de próstata e os 90% de cura em fase inicial deixam longe os 40% registrados na década de 1980. Já o sucesso para o tratamento do câncer de mama, que até os anos 70 era de quatro a cada dez pacientes, hoje alcança 95% de sucesso em casos diagnosticados no início, como os tumores de pele não-melanoma. Mesmo os melanomas, um dos mais agressivos, se descobertos no início podem ser controlados em 90% dos casos.  
 
O temido câncer de pulmão, silencioso como a maioria dos tumores, para ter um bom prognóstico precisa de toda a atenção, pois o sucesso no tratamento só fica próximo de 80% quando o tumor é descoberto bem no início, com até 1 cm. Em fase inicial de câncer de boca, quatro em cada cinco tumores são curáveis e os danos à região bucal são minimizados. Até os anos 80 a cura era rara.

Um caso à parte é o câncer de intestino - ligado aos excessos no consumo de embutidos, conservantes, defumados, gordura animal e outros - que traz no A.C.Camargo a incrível marca de 100% de cura em tumores de fase 1 (pólipos) e 89% em fase 2 (ainda localizado na parede do intestino, também inicial).

Fontes: urologista e diretor da Urologia Gustavo Cardoso Guimarães; cirurgião oncológico e diretor de Pulmão e Tórax Jefferson Luiz Gross; mastologista e diretora de Mastologia Maria do Socorro Maciel; cirurgião oncológico e diretor de Tumores Colorretais Samuel Aguiar Júnior; cirurgião oncológico e diretor de Tumores de Pele e Dermatologia João Duprat Neto.

Ficha Técnica

Título: Probabilidades
Agência: JWT
Direção Executiva de Criação: Roberto Fernandez e Ricardo John
Direção de Criação: Roberto Fernandez, Ricardo John Andrea Siqueira e Rinaldo Ferrarezzi
Criação: André Pallu, Fábio Santoro e Rafael Borges
Planejamento: Paulo Macari e Leandro Thot
Mídia: Najela Claro, Caroline Garcia e Ricardo Piovesan
Atendimento: Luciana Rodrigues, Priscila Arakelian e Yves Rodrigues
Aprovação A.C.Camargo: Irlau Machado Filho, Adriana Seixas Braga e Melina Gubser
Produção de RTV: Paula Ferrari, Renata Sayão
Produtora: BossaNovaFilms
Diretor: Willy Biondani
Computação Gráfica: BossaNovaFilms
Produção: BossaNovaFilms
Montagem: Marcola
Finalização: BossaNovaFilms
Produtora de som: Ambulante
Música e Locução:
Antonio Pinto